'Futuro Perfeito' ilustra virtudes da simplicidade no cinema

-

FUTURO PERFEITO (muito bom)
(El Futuro Perfecto) 
DIREÇÃO Nele Wohlatz 
ELENCO Xiaobin Zhang, Saroj Kumar Malik, Mian Jiang 
PRODUÇÃO Argentina, 2016, livre
Veja salas e horários de exibição.

Premiado como melhor filme de estreia no prestigiado Festival de Locarno (Suíça), "Futuro Perfeito" é uma bela ilustração das virtudes da simplicidade no cinema.

Em 65 minutos, na fronteira entre ficção e documentário, com um fiapo de trama e um punhado de não atores, o filme fala com propriedade sobre temas complexos como imigração, identidade cultural e barreiras linguísticas.

A diretora argentina Nele Wohlatz trabalha na chave ascética e minimalista do francês Robert Bresson (1901-1999), exigindo de seus atores amadores a neutralidade de expressões e gestos.

Xiaobin Zhang faz uma chinesa recém-chegada a Buenos Aires
Xiaobin Zhang faz uma chinesa recém-chegada a Buenos Aires - Divulgação

A protagonista é Xiaobin (Xiaobin Zhang), jovem chinesa de 17 anos que acaba de se mudar para Buenos Aires sem falar espanhol. Na escola de idiomas, participa de exercícios que reproduzem situações do cotidiano. Ali, assume a persona da espanhola Beatriz e responder a perguntas triviais: "Beatriz é atriz?" "Não, Beatriz é enfermeira."

Ao sair das aulas, sua interação com o mundo é limitada pelo mesmo tipo de didatismo artificial das aulas. Mas isso não impede que ela consiga um emprego em um supermercado e comece um namoro com o imigrante indiano Veejay (Saroj Kumar Malik).

Wohlatz explora bem tanto o constrangimento quanto a graça das falhas de comunicação --aproximando seu filme por vezes da "deadpan comedy" de um Buster Keaton, o tipo de humor seco que se faz sem mudar a expressão.

À medida que o vocabulário dela evolui, seu novo mundo se alarga. Ao trabalhar com o condicional, ela consegue descrever vários futuros para si --o que permite à diretora brincar com finais diferentes.

A linguagem --incluindo a cinematográfica-- pode ser um fardo ou um jogo. Em seu pequeno grande filme, Wohlatz escolhe a segunda opção.


Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais