Heptacampeão, CineSesc tem a melhor sala especial de cinema

Sala do CineSesc após a última reforma, de 2015 *** ****
Sala do CineSesc após a última reforma, de 2015 - Aline Arruda/Divulgação


Ausente da primeira eleição, em 2008, a categoria melhor sala especial (ou melhor cineclube) aparece na avaliação do "Guia" desde a segunda edição do prêmio. E poucos cinemas são tão citados quanto o CineSesc, neste ou em qualquer outro quesito.

O cinema de rua da Augusta, aberto em 1979, só não venceu a categoria em 2009 e 2015 (quando foi superado pela Cinemateca, com quem também já dividiu o prêmio duas vezes, em 2010 e 2011).

Como marca principal, o lugar alia boa programação e preocupação com a estrutura do cinema (som, projeção, conforto) –o que, em tese, seria mais comum a um complexo de conteúdo mais comercial.

O CineSesc abre as portas para vários eventos que figuram entre os mais queridos dos cinéfilos de carteirinha, como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o Festival Internacional de Curtas-Metragens, o Foco Latino-Americano e o In-Edit, de documentários musicais.

A sala também promove, a cada temporada, o Melhores do Ano do Cinesesc, boa oportunidade para quem deixou escapar algum filme durante o ano. Além disso, programa mostras temáticas ou de diretores consagrados. No ano passado, por exemplo, exibiu ótimo material dedicado a Francis Ford Coppola (junto com o CCBB), com direito a um pequeno curso sobre a filmografia do diretor americano. O espaço abre espaço ainda para seminários e bate-papos sobre cinema. Tudo com ingressos a preços módicos em uma sala muito bem equipada, com projeção digital 4K ou 35 mm e som Dolby Digital 7.1.

Para quem está com saudade do simpático bar localizado dentro da sala, ele está sendo reformado. Outra novidade vem por aí: um elevador para melhorar a acessibilidade.

Heptacampeão com louvor.

CineSesc - R. Augusta, 2.075, Cerqueira César, região oeste, tel. 3087-0500. R$ 3,50 a R$ 20 (Cineclubinho e Clássicos Anos 1980: grátis). 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais