Happy Hour no Municipal

Ícone de marcador no mapa Praça das Artes - Theatro Municipal de São Paulo Ver mapa

Na segunda (24), o grupo Camerata de Violões interpreta obras de Sebastian Bach, Geraldo Ribeiro e Daniel Murray, entre outros. Já na terça (25), é a vez do conjunto da Oficina de Música Antiga, que faz parte da Escola Municipal de Música de São Paulo, executar programa com composições de Monteverdi, Bach e Händel, entre outros.

Preço a partir de R$ 10 Ícone de seta para baixo
Horários Seg. às 18h Ícone de seta para baixo
Telefone 3053-2091

As informações podem estar desatualizadas.

Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.

Ícone de marcador no mapa Avenida São João, 281 - Centro -

Características

  • Capacidade 1500 assentos
  • Ar condicionado Tem ar condicionado
  • Meia-entrada para estudante
  • Vende ingresso pelo site: http://compreingressos.com.br
  • Vende ingresso por telefone
  • Ícone acesso a pessoa com deficiência Acesso a pessoa com deficiência

Próximo a Happy Hour no Municipal

Passeios
Exposições
Passeios

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Você também pode se interessar por

  • Concertos

    Big Band Infanto-Juvenil do Guri

    Outros
    25/6 | Grátis

    Com o regente convidado Fábio Leal à frente, a big band apresenta repertório inspirado pelo jazz e pela música brasileira, com composições de Arismar do Espírito Santo, Guegué Medeiros e Sammy Nestico, entre outros.

  • Concertos

    Happy Hour no Municipal

    Outros
    26/6 | A partir de R$ 10

    Nesta segunda (25) o pianista Wilson Nogueira faz recital que aborda peças de Bach, Beethoven e Barrozo Neto. Já na terça (26), apresenta-se o quinteto de flautas formado por Rogério Wolf, José Ananias Souza Lopes, Leandro Conservani, João Dias Mendes e Isabel Noso...

  • Concertos

    OCAM

    Orquestra
    25/6 | Grátis

    Com regência de Filipe Fonseca e Gil Jardim e acompanhada do solista Donizeti Fonseca, a Orquestra de Câmara Da ECA - USP executa programa com peças de Claudio Santoro, Nino Rota e Johannes Brahms.

  • Final do conteúdo