23/07/2008 - 07h37

Programação especial do Sesc lembra 50 anos de Cazuza

da Folha Online

Em 2008, o compositor e cantor Cazuza completaria 50 anos de idade. Se estivesse vivo, a marcante aparência despojada e rebelde, que o fez símbolo da juventude brasileira nos anos 80, poderia ter se tornado apenas uma boa lembrança de tempos criativos.

Reprodução
Na exposição "Cazuza - Por Ele Mesmo", a trajetória do compositor é contada em HQ
Na exposição "Cazuza - Por Ele Mesmo", a trajetória do compositor é contada em HQ

Como a história seguiu outro rumo, Cazuza eternizou sua imagem como um jovem poeta libertário, em nada semelhante a de um simpático senhor.

Para comemorar o aniversário do artista, o Sesc Ipiranga fez uma programação especial com exposição, shows musicais e cinema, dentro do projeto intitulado Cazuza - O Tempo não Pára.

A exposição "Cazuza - Por Ele Mesmo" é feita em formato de história em quadrinhos, com enredo extraído de depoimentos do próprio artista, compilados por Ezequiel Neves.

A HQ traça a trajetória familiar e emocional de Cazuza por meio de um jovem personagem inspirado no cantor. Trechos cheios de poesia e de falas comuns do artista se mesclam com desenhos alegres e dramáticos, pintados em cores vivas. Além desse trabalho, feito pelo coletivo O Contínuo, letras e fragmentos de poemas não musicados também compõem a exposição.

Reprodução
A HQ é baseada em depoimentos de Cazuza sobre sua família e seu olhar sobre a vida
A HQ é baseada em depoimentos de Cazuza sobre sua família e seu olhar sobre a vida

Exagerado

Cazuza começou sua carreira artística ao se tornar vocalista do Barão Vermelho, em 1982. O primeiro disco da banda, "Barão Vermelho", fez enorme sucesso à época.

Em 1985, Cazuza anunciou sua saída do grupo e partiu para carreira solo, encerrada precocemente por sua morte em 1990, em decorrência da Aids.

O caráter atemporal da poesia de Cazuza faz de suas canções obras de forte influência na cultura musical brasileira até os dias atuais.

Filme e shows

Nesta sexta-feira (25), há exibição do filme "Cazuza - O Tempo não Pára" (Brasil, 2004), às 19h, no teatro do Sesc Ipiranga. A sessão é gratuita.

Em seguida, Kléber Albuquerque e Luiz Gayotto se apresentam no teatro, às 21h. No show "Mentiras Sinceras", os compositores, acompanhados pelo guitarrista Estevan Sinkovitz, celebram a música e a poesia de Cazuza. A entrada é gratuita.

Revezamento de instrumentos como bandolim, guitarra, percussão, violão e até um teclado de brinquedo será a base do trio, que interpreta músicas de todas as fases da carreira de Cazuza, com novos arranjos menos pesados e mais insólitos.

Sucessos como "Brasil", "Ideologia", "Todo Amor que Houver Nessa Vida" e "Bete Balanço" se misturam a outras canções menos conhecidas, como "Ritual" (Frejat / Cazuza) e "Vai à Luta" (Cazuza / Rogério Meanda).

No sábado (26), é a vez da banda Trupe fazer homenagem ao cantor, com o show "Maior Abandonado", às 20h. O repertório da banda é totalmente dedicado às canções do poeta. Ingr.: R$ 4 a R$ 16.

Sesc Ipiranga - hall do piso 2 - r. Bom Pastor, 822, Ipiranga, região sul, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3340-2000. Ter. a sex.: 9h às 22h. Sáb. dom. e feriados.: 9h às 18h. 10 anos. Até 31/8. www.sescsp.org.br.

Avaliações de cinema, teatro e exposições
ótimoruim
bompéssimo
regular
Publicidade
As Sete Irmãs

As Sete Irmãs

Lucinda Riley

Comprar

Uma Página De Cada Vez

Uma Página De Cada Vez

Adam J. Kurtz

Comprar

Emília

Emília

Socorro Acioli

Comprar

Castelo Rá Tim Bum (CD)

Castelo Rá Tim Bum (CD)

Vários

Comprar

Box - Diário de Um Banana (7 Vols.)

Box - Diário de Um Banana (7 Vols.)

Jeff Kinney

Comprar