Circuito Clandestino incentiva cultura com música, exposição e poesia

O DJ Tromp toca sets de eletrônica e hip-hop no Circuito Alternativo ***  ****
O DJ Tromp tocará sets de eletrônica e hip-hop no Circuito Clandestino - Reprodução/Facebook


A primeira edição do Circuito Clandestino, que visa fomentar a cena cultural alternativa das regiões oeste e noroeste da capital paulista, recebe, neste domingo (16), shows, saraus e uma mostra de gravuras e móveis no Jaraguá.

O festival vai reunir músicos e artistas das periferias, como o DJ Tromp, de Diadema, que abre o evento com hip-hop e música eletrônica. Entre 15h e 17h, o microfone ficará livre para quem quiser cantar ou declamar poesias.

A tarde também vai contar com números circenses do Coletivo Marginal e shows das bandas Äiä Kumarra e Infernus, que tocam hard rock e heavy metal com letras de protesto.

Vindo do Jardim Rincão, o grupo Indaiz mostra seu repertório de rap e de reggae. O encerramento fica por conta do Atitude Responsa Rap, criado há 19 anos no Jardim Shangrilá.

Uma mostra do artista Michael Christososmo, que produz gravuras e móveis com madeiras reutilizadas, como paletes, também faz parte do evento.

Fofão Rock'n Bar - Estr. de Taipas, 3.827, Jaraguá, zona norte, tel. 99752-6132. Dom. (16): 14h às 21h. Livre. Grátis. Leia mais em folha.com/mural.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem