Júri aponta Nos Trilhos como o melhor clube de SP; público prefere o Club Jerome

Na eleição de melhores eventos de 2016, o júri convidado pelo "Guia" apontou o Nos Trilhos como o melhor clube do ano.

O espaço levou vantagem sobre Audio Club e Z Carniceria, empatados no 2º lugar, e outras seis casas, que formaram um múltiplo empate na 3ª posição. Veja abaixo os votos que cada uma recebeu dos cinco jurados.

O Nos Trilhos é um espaço na Mooca, na zona leste, que promove diversas festas. O local possui uma maria-fumaça de 1922 que transporta o público, além de outros vagões de trens espalhados pelo pátio.

A edição de melhores do ano do "Guia", que circula nesta sexta-feira (30), apontou os destaques da vida cultural paulistana em 2016, em 16 categorias. Conheça todos os vencedores aqui.

Na eleição feita entre os leitores, quem se deu melhor entre os clubes foi o Jerome, com 27% dos votos. 


Capa Guia - Festa Junina
Festa junina no espaço Nos Trilhos, na Mooca - Alberto Rocha/Folhapress



1º lugar (11 pontos): Nos Trilhos

2º lugar (empatadas com 3 pontos): Audio Club e Z Carniceria


3º lugar (empatadas com 2 pontos): Air PopUp Club, Centro Cultural Rio Verde, Casa da Luz, Trackers, Bugalu e Disjuntor



- China, cantor

1º lugar: Z Carniceria. Massa para conhecer novas bandas e se inteirar da cena de São Paulo. O lugar é bem bonito e a qualidade do som, impecável

2º lugar: Disjuntor. Tem ótimos shows e é uma espécie de centro cultural + galeria, com drinques e comidinhas. Onde os segmentos da arte se encontram

3º lugar: Centro Cultural Rio Verde. O lugar é lindo, o palco é lindo e sempre tem shows incríveis

Pior do ano: Fechamento do Puxadinho na Praça. Era um inferninho dos melhores pra ouvir um som bom, tomar uma cerveja gelada e jogar conversa fora


- Danilo Cabral e Flávia Lacerda, do canal As Boas do Final de Semana, do site Chicken or Pasta?

1º lugar: Nos Trilhos. Espaço que fez a melhor mistura entre a rua e os clubes

2º lugar: Casa da Luz. Todas as melhores festas de São Paulo passaram por lá

3º lugar: Trackers. Uma instituição da noite paulistana, ambiente para qualquer tipo de festa

Pior do ano: Fechamento do Neu Club. Perdemos uma casa de show/clube com uma das melhores curadorias


- Fabiana Caso, editora de música e DJ

1º lugar: Nos Trilhos. O charme dos trens prossegue irresistível, assim como a variedade de ambientes

2º lugar: Bugalu. O ar de pub rocker aliado ao terraço aberto à beira dos trilhos faz dupla certeira

3º lugar: Trackers. Suas múltiplas salas e terraços com vista seguem emoldurando noites intensas

Pior do ano: não citou


- Juliene Moretti, repórter da "Veja São Paulo"

1º lugar: Audio Club. Multifuncional, não tem filas. Área de fumantes adequada e facilidade para chegar e sair são outras vantagens

2º lugar: Nos Trilhos. As festas ganham um ar mais empolgante no espaço divertido e fora do convencional

3º lugar: Fabriketa. Três andares que parecem em construção recebem bem o público, mesmo que chova. Mas os banheiros químicos...

Pior do ano: Kiss & Fly. Quem esperava a Kiss impecável encontrou entrada caótica, horários confusos e estilo musical indefinido


- Victoria Azevedo, repórter de noite do "Guia"

1º lugar: Nos Trilhos. Localizado em uma estação de trens desativada na Mooca, festas pipocaram por ali neste ano

2º lugar: Air PopUp Club. Clube que abriu no topo do Shopping Light. O destaque vai para a vista que temos do centro lá de cima

3º lugar: Centro Cultural Rio Verde. Um ótimo lugar para quem quer ouvir e dançar bastante ao som de brasilidades

Pior do ano: Desorganização nas filas para entrar nos clubes, chegando a criar multidões do lado de fora


CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

Cada integrante do júri elegeu três destaques em ordem de preferência. Foram distribuídos pontos da seguinte maneira:

1º lugar = 3 pontos
2º lugar = 2 pontos
3º lugar = 1 ponto

Os vencedores foram determinados pela soma dos pontos dos eleitos de cada jurado. Não houve desempate. Os jurados também puderam indicar, em suas categorias, o pior do ano (alguns preferiram não fazê-lo).


Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais