Passeios Igrejas

Igreja Nossa Senhora da Consolação

Ícone de marcador no mapa Igreja Nossa Senhora da Consolação Ver mapa

Embora bem desgastada nas paredes, a paróquia, conhecida apenas como Igreja da Consolação, vale a visita. A torre de sua fachada é revestida com arquivoltas e atinge 75 metros. A chegada da igreja, no final do século 18, ajudou a aumentar a ocupação da área. Os arredores do Caminho de Pinheiros, atual rua da Consolação, era repleto de pantanais. No interior, repare no altar principal, feito de carvalho e trazido de Paris, e nas muitas imagens nas cúpulas e nas paredes, assinadas por artistas como Edmundo Cagni e Oscar Pereira da Silva. Na capela do Santíssimo, é possível ver seis telas de Benedito Calixto

Preço
Horários Aberto até 19h
Telefone 3256-5356

As informações foram checadas em 23/03/2018.

Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.

Ícone de marcador no mapa Rua da Consolação, 585 - Centro - São Paulo

Características

  • Capacidade 600 assentos
  • Ícone Wi-fi Tem wifi

Próximo a Igreja Nossa Senhora da Consolação

Passeios
Teatro
Teatro

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Você também pode se interessar por

  • Passeios

    Catedral Ortodoxa

    Igrejas
    Aberto até 18h

    A imponente arquitetura da catedral, construída na década de 1940, chama atenção: além de ser um exemplo de construção bizantina, o templo foi erguido como uma réplica da Basílica de Santa Sofia, um dos símbolos de Istambul, na Turquia. O interior possui pinturas d...

  • Passeios

    Igreja Martin Luther

    Igrejas
    Aberto até 16h30

    Inaugurada em 1908, a construção centenária representa a primeira igreja luterana da cidade. Também considerado o primeiro templo em estilo neogótico da capital, possui um exemplar raro do órgão alemão Walcker, além de ter vitrais coloridos conservadíssimos.

  • Passeios

    Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos (fechado p/ tempo indeterminadao)

    Igrejas
    Aberto até 19h

    Foi construída em 1725 no largo do Rosário (atual praça Antônio Prado) pela Irmandade dos Homens Pretos de São Paulo para que a população negra tivesse um templo religioso, já que não podia frequentar outras igrejas. No século 20, com a urbanização da cidade, foi d...

  • Final do conteúdo