Ainda que tenha alguns acertos, restaurante em Perdizes comete erros primários

No novo Riso, que abriu há alguns meses em Perdizes, as mesas da calçada permitem uma agradável interação com o clima do bairro. Mas falta equilíbrio ao restaurante. Com cardápio variado, de pratos que geralmente despertam familiaridade e aconchego, como creme de mandioquinha (R$ 17), lasanha (R$ 42), picanha grelhada com risoto de funghi (R$ 64), comete erros primários —ainda que haja acertos pontuais.

O filé à parmigiana (R$ 51), que rendeu garfadas consistentes —molho de tomate bem-feitinho, denso e adocicado, carne em bom ponto e tenra, empanado fininho e crocante—, chegou frio à mesa, assim como as batatas fritas que o acompanhavam. Não dá pé.

Picadinho é uma das opções de prato principal do Riso Cozinha Afetiva, novo restaurante em Perdizes
Picadinho é uma das opções de prato principal do Riso, novo restaurante em Perdizes - Giuliana Nogueira/Divulgação

Cremoso, o risoto de carne-seca e abóbora (R$ 42) tinha certa graça no todo. O fruto, cortado em brunoise (cubinhos pequenos), estava al dente, gostoso de morder, a carne-seca desfiada marcou boa presença e equilibrou o tempero, mas os grãos de arroz arbóreo estavam crus —daquele jeito que trinca o dente, sabe? Na sobremesa, o cheesecake (R$ 13) mostrou-se resistente e insosso, coberto por uma calda de frutas vermelhas dulcíssima, sem nenhuma nuance.

Saiu-se bem a polenta com ragu de rabada (R$ 55) —esta sim, servida bem quente, como manda o figurino, com um guisado espesso, escuro, de sabor intenso e folhas de agrião frescas e viçosas.

O preço do espaguete com molho de tomate finalizado dentro de uma grande peça de queijo parmesão à mesa é um despropósito para o que entrega. Sai por R$ 70 a massa, em bom ponto, ok, mas com camarões graúdos flambados no uísque, excessivamente passados.

E o serviço ainda é precário, apesar da simpatia dos garçons.

Avaliação: regular

R. Piracuama, 128, Perdizes, região oeste, tel. 3815-5739. 90 lugares. Ter. a qui.: 12h às 15h e 19h às 22h. Sex.: 12h às 15h e 19h às 23h. Sáb.: 12h às 16h e 19h às 23h. Dom.: 12h às 16h. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais