Em SP, região dos Jardins passa por "revolução" gastronômica

Não foram necessários nem 60 dias para a região dos Jardins, na cidade de São Paulo, passar por uma "revolução" gastronômica. Quatro chefs estrelados abriram casas por ali e dão motivo de sobra para uma visita.

L'Amitié (foto) tem deque ao ar livre com vista para a rua e pequeno salão com clima intimista - Crédito: Fred Chalub/Folha Imagem

L'Amitié
No Brasil desde 1994, o chef francês Yann Corderon abriu, no começo deste mês, seu próprio restaurante, depois de passar por casas como os extintos Azaït e St. Tropez de Todos os Santos. Numa quadra simpática, tem deque ao ar livre com vista para a rua, e um pequeno salão com clima intimista. Corderon aposta nos ícones da cozinha de seu país e evita releituras. Resgata pratos consistentes e bem servidos, que convidam a voltar --sensação reforçada pelo atendimento gentil.
Informe-se sobre o local

Para provar

Entrada: frigideira de cogumelos refogados, com ovo pochê e azeite trufado (R$ 25)
Prato principal: filé-mignon grelhado com foie gras ao molho de vinho tinto (R$ 58)
Sobremesa: profiterole com sorvete de chocolate e lascas de amêndoa (R$ 14)


Dui
Num cenário que mistura aconchego e elegância, com salão envidraçado que dá vista para um jardim, a chef Bel Coelho reaparece para mostrar suas criações. Em uma cozinha à vista do cliente, ela prepara receitas da linha "comfort food", que revela sabores contemporâneos e familiares. Para começar, há uma sequência de tapas, como o creme de batata trufado com crisps de presunto cru espanhol, que podem ser (bem) acompanhados por sangrias, no bar que acolhe os clientes na espera. Aliás, é bom fazer reserva com antecedência: desde que abriu, em julho, a casa está concorridíssima.
Informe-se sobre o local

Para provar

Entrada: tartare de atum com gema de codorna e especiarias (R$ 25)
Prato principal: costela de porco ao molho de mel de engenho e gengibre, com purê de abóbora e quiabo coberto por fubá crocante (R$ 47)
Sobremesa: figos frescos assados com pistache caramelizado e creme de baunilha (R$ 19)


Le Marais
Aberto há cerca de um mês, o bistrô que homenageia o charmoso bairro de Paris anda disputado. Mais uma parceria da restauratrice Ida Maria Frank com o chef Paulo Barroso de Barros, do bem-sucedido Due Cuocchi Cucina, a casa de decoração leve, com um vitral colorido no teto, tem atendimento impecável. Seu menu destaca clássicos da cozinha francesa, executados pelo chef Wagner Resende, que, por nove anos, foi o braço direito de Erick Jacquin. Um porém: a distância entre a maioria das mesas é minúscula e a privacidade, zero.
Informe-se sobre o local

Para provar

Entrada: escargots com manteiga de salsinha com alho (R$ 36)
Prato principal: entrecôte ao molho béarnaise, à base de gemas, vinho branco, manteiga e estragão (R$ 50)
Sobremesa: mil-folhas de baunilha (R$ 15)


- Crédito: Filipe Redondo/Folha Imagem

Marakuthai
Num sobrado onde convivem ar moderno e traços vintage, reforçados pela presença de móveis e objetos garimpados em antiquários, a jovem chef Renata Vanzetto mostra sua cozinha, praticada desde 2007 na matriz do Marakuthai, em Ilhabela. Depois de aprender receitas de bolo e brigadeiro com a avó, a chef, de apenas 20 anos, morou na França e na Espanha e hoje realiza uma cozinha marcada por influências das culinárias tailandesa e brasileira. Por R$ 28, é possível provar uma amostra de seu trabalho no menu executivo, servido no almoço, durante a semana.
Informe-se sobre o local

Para provar

Entrada: creme de coco com mariscos e lulas, alho-poró e limão (R$ 22, para duas pessoas)
Prato principal: camarões acebolados com pimenta-vermelha, gengibre, cubos de banana, e coco ralado ao curry-amarelo (R$ 150, para duas pessoas)
Sobremesa: crème brûlée de coco com coulis de manga e menta (R$ 15)

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais