Cia. Barbixas de Humor diverte público com cenas improvisadas

Uma plateia animada e participativa e atores que conseguem arrancar boas risadas do público por meio do improviso. É neste clima que a companhia de humor Os Barbixas encena o espetáculo "Improvável", em cartaz às quintas-feiras, às 21h30, no teatro Tuca --região oeste da cidade de São Paulo.

- Crédito: Divulgação

Quem não conhece a companhia pelos vídeos no youtube, pode pensar que se trata de uma comédia stand-up --humor inspirado na observação do cotidiano e que não utiliza cenografia e figurino. Logo no início, o comediante e mestre de cerimônias Rafinha Bastos faz um breve "aquecimento" no estilo, mas o que vem a seguir é um jogo, no qual quem ganha é o público, que a cada improvisação é surpreendido com cenas inusitadas.

Os atores Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento e Elídio Sanna são os jogadores que, aos comandos de Rafinha, têm de improvisar situações diversas. E para tornar o momento ainda mais imprevisto, Bastos faz uma seleção com sugestões da plateia.

"Cenas Improváveis"

Antes de começar o espetáculo, o público coloca sugestões de cenas, como "o que não fazer em um jantar de gala" ou "o que não dizer num velório", numa caixa. As melhores são lidas na hora para que os jogadores improvisem algo relacionado.

Outros pontos altos do espetáculo são esquetes como "Merchan Improvável", em que um diálogo é interrompido e os jogadores têm de fazer um comercial utilizando a última palavra dita.

No "Conto de Fadas Improvável", eles encenam um conto inventado e, na história, as palavras devem rimar entre si. Resultado: uma coleção de frases sem sentido e engraçadas. A brincadeira continua com o "Jogo do Troca", "Abecedário" e "Jogo do Transforma", entre outros.

A cada apresentação é convidado um ator para completar o elenco. Já passaram pelo palco Márcio Ballas, Oscar Filho, Marianna Armellini, Cristiane Wersom, Marcela Leal e Marco Luque.

Informe-se sobre o evento

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais