"Peguei vários brotinhos sendo engraçada", conta Carol Zoccoli

- Crédito: Julian Marques/Folhapress

Carol Zoccoli já garantiu lugar de destaque no humor. Escalada para três sessões no Risadaria neste fim de semana, a atriz e filósofa também participa do debate As Mulheres no Humor, marcado para esta sexta-feira (25), às 20h, ao lado de Monica Iozzi, Miá Mello e Maíra Dvorek.

Acesse a página especial do Risadaria
Veja a programação completa do evento
Jô Soares libera fotos e gravatas; veja vídeo
Fotos de Serra e Meirelles ilustram evento
Dupla OsGemeos exibe painel gigante

O Guia aproveitou o encontro para perguntar a opinião de Carol --roteirista do programa "É Tudo Improviso" (Band)-- sobre o tema.

O homem é mais engraçado que as mulheres? É difícil fazer sucesso? Veja as respostas:

Guia Folha - Você acha que os homens são mais engraçados que as mulheres? Porque, no dia a dia, a impressão é de que a quantidade de homens que se destacam por ser "engraçadinhos" é muito maior.
Carol Zoccoli - Penso que o fato de ser mais comum o homem buscar aceitação social através do humor não impede de maneira alguma que uma mulher também o possa fazer. Eu mesma já peguei vários brotinhos (acho que essa gíria denotou a minha idade) sendo engraçada. Uma coisa não exclui a outra. E duvido que o número de homens que usam o humor nas suas relações sociais é maior que o de mulheres.

Para as mulheres, é mais difícil fazer sucesso com o humor? Por quê?
Para as mulheres existe uma quebra de paradigma a ser feita. O estereótipo é de que a mulher deve ser delicada, meiga, então, quando uma mulher não preenche essas funções ela pode sofrer algum preconceito. Acredito que a qualidade do humor que as mulheres estão fazendo esteja ajudando muito a reverter esse quadro. Só não vê quem não quer!

Informe-se sobre o evento

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais