'A Sombra da Árvore' foi escolhido pela Islândia para representar o país no Oscar 



Escolhido pela Islândia para representar o país na busca de uma vaga no Oscar de filme estrangeiro, "A Sombra da Árvore" é um retrato do comportamento passivo-agressivo que as pessoas, às vezes, se veem obrigadas a adotar para tentar manter o mínimo de civilidade na vida em sociedade.

O filme do diretor Hafsteinn Gunnar Sigurdsson apresenta duas histórias em paralelo. A primeira envolve Atli e a mulher, que o pega de surpresa assistindo a um filme pornô. O problema maior, no entanto, é quando ela descobre que o protagonista do vídeo é o próprio marido, acompanhado de outra parceira, com quem tivera uma relação antes do casamento. É o suficiente para que ela o expulse de casa, acusando-o de traição, e tente impedi-lo de encontrar a filha.


Já a segunda história envolve os pais de Atli, que vivem uma espécie de guerra fria com os vizinhos por conta de uma árvore que está em seu quintal, mas faz sombra no deles. Os vizinhos insistem pela derrubada da árvore, mas os donos não querem que ela seja podada. Pouco a pouco, surgem novos motivos para acirrar essa relação já conturbada. Um quintal ganha sujeira de cachorro, anões de jardim são arrancados, um gato desaparece e um cão... Bom, é melhor não contar tudo.

Essa sucessão de acontecimentos deixa os nervos de todos à flor da pele, até que a agressividade passiva cede espaço ao mais puro descontrole e se torna apenas violência. O que antes era apenas um mal-estar da vida em comunidade logo se torna um caminho sem volta rumo ao desequilíbrio social.

Vejas salas e horários de exibição.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais