Novo Hilda Botequim tem jeitinho de roça moderna

Casa fica de frente para uma praça e tem doses e drinques com cachaça

Marina Consiglio
São Paulo

Com jeitinho de roça moderna, o Hilda Botequim abriu as portas há dois meses. O lado roça começa pela localização. Fica numa esquina, de frente para uma praça, na pacata Vila Ipojuca.

O lado moderno vem se juntar no salão, que mistura itens de decoração industrial, como lâmpadas pendentes e canos aparentes, com imagens de santos, tachos e outros utensílios culinários.

O destaque do menu de bebes são as cachaças que aparecem em doses (nove opções, na maioria mineiras) e nos drinques da casa.

Tábua de harmonização de cachaças e petiscos do Hilda Botequim, na Vila Ipojuca
Tábua de harmonização de cachaças e petiscos do Hilda Botequim, na Vila Ipojuca - Fabio Nunes/Divulgação

Ela está em receitas quentes, como a Tarsila do Amaral (cachaça Porto do Vianna, cachaça Weber Haus Amburana e Jack Daniels; R$ 20), ou na refrescante Cora Coralina, (cachaça, fruta do dia, limão e soda; R$ 16).

Há, também, a opção de harmonizar a bebida com petiscos (R$ 39 por pessoa).

Os petiscos, aliás, seguem a pegada interioriana proposta pela casa. São exemplo o pão de queijo recheado com pernil desfiado (R$ 12), o torresminho da casa (R$ 9) e o bolinho de costelinha suína (R$ 29, com cinco).

Aos fins de semana, dá motivos para quem procura desculpa para chegar cedo ao bar: tem café da manhã (R$ 25) com quatro itens e bebida (café, chocolate ou suco de laranja).
 

Pça. Sá Pinto, 67, Vila Ipojuca, região oeste, tel. 3675-7336. 40 lugares. Ter. a sex.: 18h às 23h30. Sáb.: 8h às 11h e 12h às 23h30. Dom.: 8h às 11h e 12h às 16h30. Não aceita tíquetes.  

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais