Steve Jobs, o Visionário

Ícone de marcador no mapa MIS - espaço expositivo - 1º andar Ver mapa

Após ficar em cartaz no Rio, a exposição leva ao MIS fotos, objetos pessoais, filmes e produtos desenvolvidos pelo americano, caso da primeira geração de iPod, iPhone e iPad e do Apple 1, fabricado em 1976. Há um sala com imagens de Jean Pigozzi, fotógrafo francês radicado em Nova York que capturou momentos íntimos de Jobs. Dica: para acessar conteúdos extras, baixe no museu o aplicativo meCult.

Preço R$ 5
Horários Abre hoje às 11h
Telefone 2117-4777

As informações podem estar desatualizadas.

Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.

Características

  • Ar condicionado Tem ar condicionado
  • Ícone Wi-fi Tem wifi
  • Meia-entrada para estudante
  • Possui local para comer
  • Ícone acesso a pessoa com deficiência Acesso a pessoa com deficiência

Próximo a Steve Jobs, o Visionário

Passeios
Passeios
Restaurantes

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Você também pode se interessar por

  • Exposições

    Acervo em Transformação - A Coleção do Masp de Volta aos Cavaletes de Cristal de Lina Bo Bardi

    Museus
    Abre hoje às 10h | R$ 40

    Os cavaletes de cristal criados pela arquiteta Lina Bo Bardi (1914-1992) para a inauguração, em 1968, da sede do Masp na avenida Paulista voltam ao museu —eles haviam sido retirados em 1996. O novo desenho das mais de cem peças reconstruídas mantém os princípios e...

  • Exposições

    Acervo Permanente da Fundação Ema Klabin

    Museus
    Abre hoje às 14h | R$ 10

    Criada para abrigar o acervo cultural da empresária que dá nome à fundação, a casa expõe obras raras para o público. São mais de 1.500 itens, como talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário e peças arqueológicas e decorativas, além de trabalhos de artes visuais....

  • Exposições

    Arte no Brasil - Uma História na Pinacoteca de São Paulo

    Museus |
    5
    Abre hoje às 10h | R$ 10

    Parte do acervo da Pinacoteca ganhou um recorte que vai dos tempos coloniais até os anos 1930. Onze salas, que ocupam todo o segundo andar do prédio, reúnem obras de artistas fundamentais da história da arte brasileira, como Almeida Júnior, Candido Portinari, Pedro...

  • Final do conteúdo