Prefeitura e governo de SP planejam novos parques; saiba mais sobre os projetos

A prefeitura e o governo de São Paulo planejam inaugurar novos parques na capital ao longo dos próximos meses e anos.

Aproveitando a avaliação dos 14 parques inaugurados em São Paulo nos últimos três anos, o "Guia" conta um pouco mais sobre esses projetos.

Veja abaixo:



A novela do pq. Augusta
Sim, o parque Augusta poderá existir. Porém, não se sabe em que ano. A prefeitura discute como transformar o terreno de 24 mil metros quadrados na Consolação, centro, em uma área verde aberta para a população.

A discussão ocorre desde 1970, quando saiu o primeiro decreto que declarava o local como de utilidade pública. O último capítulo foi em dezembro passado. O prefeito Fernando Haddad (PT) promulgou a lei 15.941, que autoriza a criação do parque.

Mas, segundo o vereador Aurélio Nomura (PSDB), um dos autores da lei, ainda é preciso determinar como será feita a desapropriação do terreno, situado entre as ruas Augusta, Caio Prado e Marquês de Paranaguá. No ano passado, estimava-se que seriam necessários até R$ 70 milhões para adquirir a área. À época, a falta de dinheiro foi a justificativa
do governo municipal para não concluir o plano.

A área pertence a Setin e a Cyrela. E ambas afirmam que mantêm o plano de erguer um empreendimento no local e destinar apenas parte dele para um parque. "O projeto apresentado pelas empresas contempla cerca de 80% (mais de 20 mil m²) da área total de 24,5 mil m² para a criação de um parque público", informaram em nota.

Outros parques:

Jequitibá
Previsto para junho, esse novo parque irá ocupar uma área de mais de 1,5 milhão de metros quadrados (equivalente ao parque Ibirapuera) nos arredores do cruzamento da rodovia Raposo Tavares com o Rodoanel. O espaço irá se espalhar entre os municípios de Cotia, Embu das Artes, Osasco, São Paulo e Taboão da Serra.

Sabesp Mooca
Em construção na esquina da av. Paes de Barros com a r. Sebastião Preto, o parque deve ser entregue em agosto. O local terá área de 21 mil metros quadrados (equivalente ao parque Buenos Aires)

Sabesp Cangaíba
Com entrega agendada para julho, a área verde de 12,3 mil metros quadrados ficará no espaço onde há um reservatório da empresa. Além de novas árvores e estruturas de lazer, o local terá um museu com dados sobre os serviços de água e de saneamento.

Praia São Paulo
Além do Praia do Sol (acima), a prefeitura planeja implantar outros parques nas margens da Guarapiranga, de modo a formar um conjunto que será chamado de parque Praia São Paulo. Entretanto, não há prazo para a entrega das próximas unidades.

Crédito: Editoria de arte/Folhapress

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais