Mirante 9 de Julho estreia programação musical grátis aos fins de tarde



O espaço cultural Mirante 9 de Julho estreia nesta quinta (1º) o projeto musical "Mirante 18h30".

O objetivo é oferecer shows gratuitos, de terça a sexta, para que o paulistano possa curtir as apresentações enquanto espera o trânsito do fim de tarde passar. Os eventos acontecem até o dia 22 de dezembro. 

Para os espetáculos, a curadoria da produção artística do espaço convidou artistas de rua para agradar aos mais diversos gostos, do forró ao jazz. O Chaiss Quarteto estreia a programação.

O mirante, que começou a ser erguido em 1912, foi revitalizado e reaberto em 2015. O espaço abriga, nos fundos do Masp, café, bar, restaurante e exposições.

Mirante 9 de Julho - R. Carlos Comenale, s/ nº, Bela Vista, região central, tel. 3111-6342. Ter. a dom.: 10h às 22h. GRÁTIS 



Veja a programação de novembro.

Às terças - Unidos do Swing 
(7, 14, 21 e 28)  
Fundado em 2014, o Unidos do Swing é o primeiro blo0co de São Paulo a levar o jazz para o Carnaval. Com uma fusão de samba, baião, groove e jazz, o grupo faz parte do movimento de ocupação dos espaços públicos com arte e tem como sede o vão livre do Masp.

Às quartas
Chaiss Quarteto

(1, 8, 15, 22 e 29)  
Jazz instrumental é o ritmo tocado pelos quatro integrantes do Chaiss Quarteto: Vinicius Chagas (saxofone), Éder Hendrix Martins (guitarra), Rob  Ashtoffen (baixo elétrico) e Fábio Albuquerque (bateria). Criada em 2009, a banda toca nas ruas de São Paulo e tem como proposta cruzar estéticas do jazz contemporâneo, rock progressivo e música experimental. 

Às quintas
3 no Som

(2, 9, 16, 23 e 30)  
Com um repertório de música instrumental brasileira, o grupo 3 no Som é composto por Diego Sales (gaita), Caio Chiarini (violão) e Paulo Almeida (percussão). Hermeto Pascoal, Guinga, Jacob do Bandolim, Luiz Gonzaga e Cartola estão entre as referências musicais do grupo, que também toca músicas autorais de choro, forró e samba. 

Às sextas 
Zona Western
(3 e 24)  
Nas ruas de São Paulo desde 2013, o grupo Zona Western toca versões de músicas atuais do country. Os membros da banda Victor Augusto, Erickson Almeida, Wagner Creoruska e Ivan Valle começaram a tocar pela região da avenida Paulista.

O Bardo E O Banjo 
(10 e 17) 
O Bardo e O Banjo é composto por apenas um integrante multi-instrumentista, Wagner Creoruska  Junior. Cantor e compositor iniciou a carreira tocando pelas ruas de São Paulo. Sua ideia é simples: fazer música com uma estrutura minimalista utilizando os instrumentos bumbo-mala, banjo e pandeiro meia-lua com show itinerante. A referência é a música do sul dos Estados Unidos.



Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais