Teatro Drama

Céus

Crítica:
4
Ícone de marcador no mapa Teatro Vivo Ver mapa

Último espetáculo da tetralogia "O Sangue das Promessas", que reflete sobre guerra, migração e identidade, a peça de Wajdi Mouawad se passa dentro de um bunker de análise de dados, onde cinco personagens avaliam indícios de atentados terroristas. Dias antes de completar o trabalho, um deles comete suicídio. Quem ocupa seu lugar é um jovem criptógrafo, que alerta para possíveis ataques pelo mundo a partir de evidências encontradas em obras de arte.

Preço R$ 50 até R$ 60
Horários Encerrado
Telefone 3279-1520

As informações podem estar desatualizadas.

Sugerimos contatar o local para confirmar as informações.

Ícone de marcador no mapa Avenida Doutor Chucri Zaidan, 2460 - Vila Cordeiro - São Paulo

Características

  • Capacidade 274 assentos
  • Ar condicionado Tem ar condicionado
  • Meia-entrada para estudante
  • Vende ingresso pelo site: http://ingressorapido.com.br
  • Ícone acesso a pessoa com deficiência Acesso a pessoa com deficiência

Próximo a Céus

Teatro
Teatro
Guloseimas

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Você também pode se interessar por

  • Teatro

    AI-5

    Drama
    Em cartaz | R$ 30

    O espetáculo tem como ponto de partida a promulgação do AI-5, decreto instituído na época da ditadura militar que ampliou os poderes do presidente e abriu possibilidade para ações autoritárias, como o fechamento do Congresso. A partir da ata de aprovação da lei e d...

  • Teatro

    Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas

    Drama |
    2
    Em cartaz

    O porão do Hotel Cambridge é um dos palcos desta peça do grupo Redimunho que, em determinado momento, migra para a própria sede, a alguns metros dali. A narrativa acompanha personagens solitários e, a partir de suas histórias, aborda temas como guerra, exílio e lut...

  • Teatro

    Cabaret Trans

    Drama
    Em cartaz | R$ 20

    Criada ao longo de quatro meses a partir de experiências do grupo de atores, formado apenas por transgêneros e agêneros, o novo espetáculo de Os Satyros liberdade, representatividade e opressão.

  • Final do conteúdo