Descrição de chapéu Crítica
Criança

Crítica: Peça 'As Três Marias' narra problemas ambientais sem parecer aula

MÔNICA RODRIGUES DA COSTA
São Paulo

Do Coletivo Estopô Balaio e do Núcleo Chicote de Língua, o espetáculo "As Três Marias" mostra a vida real e imaginada de três irmãs de mesmo nome que contam como é viver em uma rua alagada e esperar a volta da mãe para casa após o trabalho.

As personagens vigiam o outro lado da linha do trem, de onde a mãe surgirá. A monotonia da expectativa infantil é enfatizada pelo cenário escuro e redundante –um mar de guarda-chuvas do mesmo tom, mas que se move e suaviza os assuntos tratados.

Cena do espetáculo 'As Três Marias', no Sesc Pompeia
Espetáculo com canções ao vivo acompanha três irmãs que têm de lidar com enchentes - João Júnior/Divulgação

Quando o tempo demora a passar, as garotas invocam a avó por meio das histórias de rio que ela sempre conta às netas. As lembranças são entremeadas pela descrição ou por comentários sobre a enchente que aconteceu.

A rua Artemis, em que as Marias moram, enche tanto quando chove que um vizinho transformou em barco a porta da geladeira.

A peça acerta ao abordar problemas socioambientais sem o recurso frequente de explicar conceitos de sustentabilidade no teatro como se fosse uma aula teórica.

Do meio para o final, a interpretação ganha ritmo, o que garante melhor compreensão do enredo. As canções ao vivo ajudam a narrá-lo.

As Marias vivem situações difíceis, mas a alegria está nos sonhos das três, que veem peixe-lua e estrelas virarem peixes-pirilampos.

Avaliação: bom

Indicação da crítica: a partir de 7 anos

Sesc Pompeia - R. Clélia, 93, Água Branca, região oeste, tel. 3871-7700. Sáb. e dom.: 12h. Até 4/2. Ingresso: R$ 5 a R$ 17. Menores de 12 anos: grátis.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais