Descrição de chapéu Crítica
Criança

Espetáculo com divertida coreografia estimula debate sobre preconceito

Peça tem direção de Gero Camilo

São Paulo

“Umbigo”, espetáculo com dramaturgia de Victor Mendes e direção de Gero Camilo, tem quatro personagens que narram a aventura do garoto Aderbal (Mendes) e representam os personagens da história do protagonista na escola, com os amigos, a namorada e a família, em cenas alternadas.

Diálogos e canções proferidos pelo elenco são fluentes e as rimas, toantes, apoiam o fluxo melódico da narrativa. 

Umbigo
O ator Victor Mendes interpreta Aderbal - Divulgação


Aderbal tem uma característica que o deixa diferente dos amigos. Isso faz aflorar outros modos de ser de todos, como o de Marcela (Nathalia Alfieri), colega por quem o jovem é apaixonado. Alegre e solar, ela conta que é gordinha, mas pretende ser feliz.

Comentando o bullying vivido pelas crianças, o espetáculo estimula a autoestima do público e o entendimento de si mesmo. Os atores inventam repentes ao som do pandeiro e mostram que sabem cantar, como Luciana Carnieli. A direção musical é de Luiz Gayotto.

O dinamismo e a divertida coreografia dos atores representam o gestual das crianças e deixam os espectadores vidrados na ação. No final eles saem cantando que todo mundo tem uma coisa especial: “Pode ser branco,/ Negro ou mestiço/ Qual é o problema disso?”.

Indicação da crítica: a partir de 5 anos

Sesc Interlagos - teatro - Av. Manuel Alves Soares, 1.100, Parque Colonial, região sul, tel. 5662-9500. 362 lugares. Dom. (16): 15h. Retirar ingr. com antecedência de uma hora.  GRÁTIS  
 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais