Descrição de chapéu Crítica
Criança

Espetáculo com divertida coreografia estimula debate sobre preconceito

Peça tem direção de Gero Camilo

MÔNICA RODRIGUES DA COSTA
São Paulo

“Umbigo”, espetáculo com dramaturgia de Victor Mendes e direção de Gero Camilo, tem quatro personagens que narram a aventura do garoto Aderbal (Mendes) e representam os personagens da história do protagonista na escola, com os amigos, a namorada e a família, em cenas alternadas.

Diálogos e canções proferidos pelo elenco são fluentes e as rimas, toantes, apoiam o fluxo melódico da narrativa. 

Umbigo
O ator Victor Mendes interpreta Aderbal - Divulgação


Aderbal tem uma característica que o deixa diferente dos amigos. Isso faz aflorar outros modos de ser de todos, como o de Marcela (Nathalia Alfieri), colega por quem o jovem é apaixonado. Alegre e solar, ela conta que é gordinha, mas pretende ser feliz.

Comentando o bullying vivido pelas crianças, o espetáculo estimula a autoestima do público e o entendimento de si mesmo. Os atores inventam repentes ao som do pandeiro e mostram que sabem cantar, como Luciana Carnieli. A direção musical é de Luiz Gayotto.

O dinamismo e a divertida coreografia dos atores representam o gestual das crianças e deixam os espectadores vidrados na ação. No final eles saem cantando que todo mundo tem uma coisa especial: “Pode ser branco,/ Negro ou mestiço/ Qual é o problema disso?”.

Indicação da crítica: a partir de 5 anos

Sesc Interlagos - teatro - Av. Manuel Alves Soares, 1.100, Parque Colonial, região sul, tel. 5662-9500. 362 lugares. Dom. (16): 15h. Retirar ingr. com antecedência de uma hora.  GRÁTIS  
 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais