Descrição de chapéu Crítica
Criança

Com monólogo carismático, peça trata sobre tragédia ambiental de Mariana

Espetáculo é narrado por cachorro que sai da lama em busca da família.

GABRIELA ROMEU

Vida de Cão - Coração de Herói

  • Quando Sáb.: 11h. Até 1/6
  • Onde Sesc Consolação - teatro Anchieta - R. Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque, região central
  • Preço R$ 5 a R$ 17
  • Classificação A partir de seis anos

“Vida de Cão – Coração de Herói”, da Cia. Mundu Rodá, narra a tragédia ambiental ocorrida em Mariana (MG) e m 2015 pela perspectiva de um cachorro que sai numa aventura pelo mar de lama em busca da família.

Contada assim, a peça dirigida por Juliana Pardo pode até soar pouco atraente ao universo infantil. Engano. É arrebatador o monólogo do carismático cão, interpretado num corpo ágil e brincante de Alicio Amaral, em cena com a música Amanda Martins.

A fala genuína do cachorro conquista a criança, que se solidariza com suas aflições. A densidade do tema é abordada num tom acertado no texto de Alessandro Toller, mas a dramaturgia transborda por vezes em excessos verborrágicos. 

 

A plateia embarca de vez no drama quando o protagonista empreende sua jornada a bordo de Titanika, um barco-poltrona que surge no palco com as inventivas soluções do cenário criado por Giorgia Massetani.
O espaço é amplificado com as projeções de animações de Ana Luisa Anker, que enlaçam metáforas, e com uma trilha que imprime a diversidade do Brasil na viagem-narrativa. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais