Descrição de chapéu Crítica
Criança

Dramaturgia oferece boas soluções aos problemas de uma menina de 8 anos

Peça tem texto de Camila Appel e direção de Hudson Senna e Márcio Macena

MÔNICA RODRIGUES DA COSTA
São Paulo

“A Carruagem de Berenice” não seria impactante se não fosse a interpretação primorosa das atrizes Thay Bergamim (Berenice) e Luisa Micheletti (fada).

Não só por isso. O espetáculo se diferencia porque a direção, de Hudson Senna e Márcio Macena, soube destacar o tempo psicológico da protagonista, que confidencia inquietações a uma misteriosa amiga. Será uma fada? Sua própria consciência? O espectador descobre no final.

Thay Bergamin e Luisa Micheletti, que estão na peça infantil ‘A Carruagem de Berenice’
A atrizes Thay Bergamim e Luisa Micheletti estrelam a peça, com músicas de Zeca Baleiro - Hudson Senna/Divulgação


São muitos problemas para uma menina de oito anos. Seus pais brigam muito, seu cachorro morre, o namorado vai mudar de cidade e disse adeus. Berenice não quer mais ir à escola porque os colegas a acham esquisita.

A dramaturgia (Camila Appel) oferece soluções para essas situações. Aparece a intrigante moça de uma carruagem alada. As duas fazem amizade, aventuram-se pelo mundo, brincam e conversam.

Toda projetada em um telão, a cenografia (Senna e Macena) facilita as mudanças de cenas. As personagens sobrevoam a cidade e até visitam a China, ao som de canções sensíveis de Zeca Baleiro, que enfatizam o lirismo dos diálogos.

Indicação da crítica: a partir de 5 anos

Mube - auditório - R. Alemanha, 221, Jardim Europa, região oeste, tel. 2594-2601. 192 lugares. Sáb.: 16h. Dom.: 11h. Até 14/10. Ingresso: R$ 40. Ingr. p/ ingressorapido.com.br

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais