Descrição de chapéu Crítica
Criança

Peça inspirada em Frida Kahlo aborda morte e bullying com humor e ótimas atuações

Espetáculo está em cartaz no Sesc Pinheiros

MÔNICA RODRIGUES DA COSTA
São Paulo

Com a equilibrada mistura de comédia musical e drama dialogado, a premiada Companhia de Copas (de “Meu Amigo Inventor”, 2016) instiga os espectadores com “Pequena Magdalena”, que aborda a festa do Dia dos Mortos mexicana, na qual as crianças brincam nos cemitérios fantasiadas de fantasmas ou mascaradas como zumbis e saboreiam caveirinhas de açúcar.

Dirigido por Fernando Escrich e com dramaturgia de Celso Correia e do grupo, o espetáculo entra em sintonia com o público ao abordar o enfrentamento da morte com naturalidade e situações de bullying.

Pequena Magdalena
Luciana Castellano e Victor Merseguel interpretam diversos personagens no espetáculo - Sissy Eiko/Divulgação

Os atores Victor Merseguel e Luciana Castellano fazem os papéis de duas crianças que brincam no cemitério na véspera da celebração e têm a missão de consertar o portal que liga o mundo sobrenatural ao real.

O mérito da montagem consiste no ritmo ágil das cenas e no excelente desempenho da dupla, que se desdobra também em outros personagens.

Luciana interpreta a defunta Maria Cadáver e Frida Kahlo (1907-1954) aos oito ou nove anos. Merseguel representa o filho da zeladora do cemitério e do pai da pintora mexicana, entre outras personas exóticas.

Impressiona em ambos a versatilidade de vozes e linguagem gestual, que mudam por completo quando os personagens variam e, por isso, conquistam de imediato a plateia.

Indicação da crítica: a partir de 7 anos

Sesc Pinheiros - R. Pais Leme, 195, Pinheiros, região oeste, tel. 3095-9400. 100 lugares. Dom.: 15h e 17h. Até 10/2. Ingr.: R$ 5 a R$ 17. Menores de 12 anos: grátis. Ingr. p/ sescsp.org.br.  

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais