Descrição de chapéu Crítica
Criança

Trilha e sotaque carregado destoam em adaptação de musical sobre Patinho Feio

Espetáculo está em cartaz no Teatro Folha

MÔNICA RODRIGUES DA COSTA
São Paulo

A comédia “Feio - O Musical do Patinho” adapta o conto de fadas “O Patinho Feio”, de Hans Christian Andersen. Com direção de Rafael de Castro, a montagem da Cia. Artemis conta a história usando referências da cultura caipira.

Ainda que traga mensagem adequada contra bullying, alguns diálogos são distantes do repertório das crianças. O Pato Marido, pai de Feio, desconfia, por exemplo, que a Pata Mãe o traiu por chocar um ovo diferente dos demais.

Cena da peça do Grupo Artemis
Cena da peça do Grupo Artemis - Ivan Stieltjes/Divulgação

A trama se passa no ambiente da fazenda dinamarquesa do século 19, com cenário contemporâneo e figurino de estilo caipira.  Não fica clara a razão ou propósito da mescla.

Em compensação, o figurino das aves tem asas originais, criadas pelo grupo, que são leves e bem acabadas. Os bonecos representam a ninhada de patinhos em versão harmoniosa.

Mas o sotaque carregado dos diálogos destoa do conto de Andersen. A trilha sonora não ajuda: há letras que merecem maior capricho na execução. Dificulta serem acompanhadas por gravação de instrumentos musicais em volume mais alto do que a voz dos atores. O resultado é um espetáculo regular, com pontos altos e outros a melhorar.

Indicação da crítica: a partir de 5 anos

Teatro Folha - Av. Higienópolis, 618, Higienópolis, região central, tel. 3823-2323. Sáb. e dom.: 17h30. Sessão extra em 19/4. Até 28/4. Estac. a partir de R$ 17. Ingr.: R$ 20 a R$ 40. Ingr. p/ teatrofolha.com.br 
 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais