Peças infantis com acessibilidade em Libras estreiam no mês da luta pela inclusão de PCD

Três montagens em São Paulo tem personagens ou elenco com deficiências, além sessões inclusivas

Isabel Teles
São Paulo

Com o início do setembro verde, mês de luta pela inclusão de pessoas com deficiência, São Paulo recebe três espetáculos infantis que abordam a questão direta ou indiretamente.

Além de possuírem respectivamente personagens e elenco com deficiência, as peças "Floresta dos Mistérios" e "O Rouxinol e a Rosa" tem apresentações acessíveis Libras e audiodescrição.

Já "A Borboleta sem Asas", apesar de ter apresentação convencional, introduz a temática para os pequenos, tratando a deficiência como uma característica singular. 

Confira onde assistir aos espetáculos.

A Borboleta sem Asas
Lançado em 1996, o musical, inspirado no livro homônimo de César Cavelagna, estreia nova versão. Por ter nascido sem asas, a borboleta Babi trilha seu caminho pelo chão e, ao longo do percurso, encontra outros insetos que também não se encaixam nos padrões, como uma libélula muda e um vaga-lume cego. 
Teatro Dr. Botica - R. Domingos Agostim, 91, pça. de alimentação, Cidade Mãe do Céu, tel. 2251-5775. Sáb. e dom.: 16h. Estreia sáb. (7). Até 22/9. Ingr.: R$ 20 a R$ 40 p/ eventbrite.com.br. 

Floresta dos Mistérios
Com música ao vivo e bonecos, a peça conta a história de Guta, Rafa e Duda, que tem, respectivamente,
surdez, Síndrome de Down e paralisia cerebral, e se unem para defender uma floresta em sua cidade. Na aventura, os amigos encontram personagens folclóricos como o Saci e o Boitatá e aprendem a preservar o meio ambiente. O espetáculo é acessível em Libras e audiodescrição.
Teatro Alfa - sala B - R. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Jardim Dom Bosco, tel. 5693-4000. Sáb. e dom.: 16h. Estreia sáb. (7). Até 20/10. Ingr.: R$ 30. 

O Rouxinol e a Rosa
Inspirada no conto homônimo de Oscar Wilde (1854-1900), a peça acompanha um rouxinol que tenta ajudar um jovem estudante  a conquistar sua amada. O espetáculo do coletivo Grão tem cocriação e interpretação de um ator cego, uma atriz surda e um ator ouvinte e vidente. As apresentações de sábado (7) e domingo (8) são acessíveis em Libras.
Itaú Cultural - sala Itaú Cultural - Av. Paulista, 149, Bela Vista, tel. 2168-1777. 224 lugares. Sáb. e dom.: 15h. Estreia sáb. (7). Até 15/9. GRÁTIS 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais