Av. Paulista, Mercadão e Ibirapuera: veja dicas para turbinar esses passeios

Jornalistas dão sugestões dentro dos clássicos roteiros paulistanos

Magê Flores
São Paulo

Jornalistas de Ilustrada, Guia e Cotidiano dão suas dicas dentro de três clássicos roteiros paulistanos: av. Paulista fechada, Mercadão e Pinacoteca e parque Ibirapuera.

Movimentação da Paulista em um domingo
Movimentação da Paulista em um domingo - Gui Gomes/Folhapress

AVENIDA PAULISTA FECHADA

Francesca Angiolillo Ilustrada

Um domingo na avenida com seus museus e centros culturais é um excelente passeio. Para ter energia, comece com um açaí na Frutaria Paulista, na praça do Ciclista, e termine no Halim, tradicional árabe na rua Rafael de Barros
 

Úrsula Passos Guia

Comece visitando os jardins e os banheiros (não se arrependerá!) da Casa das Rosas. Veja a hipnótica mostra de Bill Viola no novo Sesc Avenida Paulista e as cativantes pinturas belgas no prédio da Fiesp, onde também dá para tomar um café e comer um croissant na Douce France

Fernanda Mena Cotidiano

A grande pedida é caminhar ao sol e observar a fauna paulistana entre centros culturais: Japan House, Casa das Rosas, Sesc, Itaú Cultural, Centro Cultural Fiesp e Instituto Moreira Salles. Escondido no Club Homs, um restaurante árabe simples e gostoso costuma não ter espera


Corredor do Mercadão Municipal
Corredor do Mercadão Municipal - Eduardo Knapp/Folhapress

MERCADÃO E PINACOTECA

Francesca Angiolillo Ilustrada

Além de ser um dos mais bonitos museus da cidade, fica no multicultural Bom Retiro. Estique o passeio até um restaurante judaico ou coreano e conheça o gostoso Café Colombiano na Oficina Cultural Oswald de Andrade

Úrsula Passos Guia

Após turistar pelos corredores do mercado aceitando as provas de frutas exóticas, vá ao Empório Akkar comer doces árabes. Mergulhe depois nas pinturas de Hilma af Klint na Pinacoteca e, já com fome, coma um churrasco coreano no New Shin-la Kwan

Fernanda Mena Cotidiano

Fuja de ciladas como o sanduíche de mortadela e prove queijos e castanhas fora do Mercadão, na rua Santa Rosa. Para a sobremesa, vá à Deli Shop, de culinária judaica, comer o melhor pudim da cidade. No caminho, dá pra escolher entre 25 de Março, Pinacoteca e parque da Luz
 


Pessoas descansam no parque do Ibirapuera
Pessoas descansam no parque do Ibirapuera - Eduardo Anizelli/ Folhapress

PARQUE IBIRAPUERA

Francesca Angiolillo Ilustrada 

As opções no parque são tantas que talvez o Pavilhão Japonês passe despercebido. Até 5/8, o espaço, que tem jardim e lago de carpas que podem ser alimentadas, abriga, além da mostra sobre cultura japonesa, uma exposição de belos bancos indígenas brasileiros

Úrsula Passos Guia 

A depender do sol, fique no parque ou vá para a Cinemateca. Estenda o dia no MAC, vendo obras de Rosângela Rennó e Tadeu Jungle em mostra no museu, ou de Modigliani e Picasso em seu acervo, e jantando no Vista, novo restaurante no mirante
 

Fernanda Mena Cotidiano 

Depois de um rolê no parque, é divertido fazer compras na feira orgânica aos sábados na rua Curitiba. Há suco verde, pão de mandioquinha, bolos e sorvete, além de ótima oferta de frutas, legumes e verduras para levar pra casa ou fazer um piquenique no Modelódromo do Ibirapuera

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais