Filme com ancestral de tubarão tem bom roteiro e cenas assustadoras

Com trama de aventura, 'Megatubarão' apresenta atores de talento e boas ideias visuais

Thales de Menezes
São Paulo

Megatubarão

  • Classificação 12 anos
  • Elenco Jason Statham, Li Bingbing e Rainn Wilson
  • Produção EUA, 2018. 114 min
  • Direção Jon Turteltaub

Já que é praticamente impossível superar Steven Spielberg como criador do maior filme de tubarão da história, o diretor de razoáveis aventuras de ação Jon Turteltaub pode reivindicar a honra de ter colocado o maior tubarão da história dentro de um filme.

No caso, o maior tubarão da pré-história, porque o vilão em “Megatubarão” é um megalodonte. Esse ancestral viveu há cerca de 20 milhões de anos. No formato, em quase nada se diferencia do seu herdeiro genético, mas alguns fósseis indicam que os exemplares do bicho chegavam a medir 30 metros.

O filme que entra em cartaz não pode ser confundido com as inúmeras produções vagabundas que tentaram pegar carona com o “Tubarão” de Spielberg, de 1975. 

Esse filão, no qual se destaca a franquia trash “Sharknado”, é notável pelos efeitos visuais toscos e a estupidez sem fim de roteiros que imaginam tubarões voadores, superinteligentes, alienígenas ou com três cabeças.

“Megatubarão” apresenta um bom roteiro de aventura, atores de talento e boas ideias visuais para utilizar em cenas assustadoras um animal que tem o tamanho de uma casa. 

No enredo, tamanha criatura é encontrada numa profundidade oceânica nunca alcançada antes pelo homem. Um fenômeno geológico deixou um “porão” no mar, onde a evolução das espécies parece não ter se manifestado. E um desses fósseis vivos ataca um submarino de pesquisadores.

Aí entra em cena o mocinho, o inglês Jason Statham, astro fortão de sucessos em série como “Mercenários” e “Carga Explosiva”. Seu sotaque britânico tenta fazer alguma diferença, mas o papel poderia ser de qualquer um, de Dwayne Johnson a Keanu Reeves.

Seu interesse romântico na história é também uma mergulhadora intrépida, Suyin, papel da atriz chinesa Li Bingbing, estrela na Ásia que já trabalhou nas franquias “Transformers” e “Resident Evil”.

Mas o melhor do elenco é Rainn Wilson, da série “The Office”, que dá uma repaginada na tradicional figura do empresário inescrupuloso que pretende faturar com o tubarão gigante, mesmo colocando vidas em risco.

Quem acha que assistir a “Megatubarão” vale só por cenas de sustos e enfrentamentos mirabolantes entre humanos e a fera descomunal pode ter uma surpresa com a solução final, inesperada e bem sacada.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais