Descrição de chapéu Cinema
Cinema

Fique em casa: Filme-família com Harrison Ford e 'Terremoto' norueguês chegam ao streaming

Entre os cults, a novidade é 'Tampopo: Os Brutos Também Comem Spaghetti', no Belas Artes

São Paulo

As novidades do cinema não param de chegar ao streaming, mesmo depois de sete semanas do fechamento das salas por causa do coronavírus.

Entre as estreias nas plataformas digitais estão "O Chamado da Floresta", aventura família com Harrison Ford, e o filme-catástrofe norueguês "Terremoto", de 2018. Para as crianças tem ainda a animação "Dilili em Paris" (2018).

Dedicado a filmes cult, o serviço Belas Artes à la Carte inclui em seu acervo títulos como as comédias "Segunda Chance" (2004) e "Tampopo: Os Brutos Também Comem Spaghetti" (1985). Confira.

Aqueles que Ficaram
Akik Maradtak. Hungria, 2019. Direção: Barnabás Toth. Com Károly Hajduk, Mari Nagy e Andor Lukats. 83 min.
Sobreviventes do Holocausto tentam se recuperar após o fim da Segunda Guerra Mundial na Hungria. Um médico de meia idade e um jovem criam uma conexão na esperança de reencontrar familiares desaparecidos em campos de concentração.
Disponível no Now e Vivo Play (R$ 11,90, para locação).

O Chamado da Floresta
The Call of the Wild. EUA, 2020. Direção: Chris Sanders. Com: Harrison Ford, Karen Gillan e Cara Gee. 102 min.
Durante a corrida do ouro no final do século 19, um cão de uma família rica é roubado e levado para trabalhar como puxador de trenó no norte do Canadá. Triste e maltratado, ele passa a receber ajuda de um velho garimpeiro.
Disponível na Apple TV (R$ 18,90 , para locação, e R$ 44,90, para compra); Google Play e Microsoft (R$ 16,90 , para locação, e R$ 34,90, para compra); Now e Vivo Play (R$ 18,90, para locação); e YouTube (R$ 16,90, para locação, e R$ 44,90, para compra).
Leia a crítica.

Com Amor, Van Gogh - O Sonho Impossível
Loving Vincent: The Impossible Dream. Polônia, 2019. Direção: Miki Wecel. Com Saoirse Ronan, Eleanor Tomlinson e Douglas Booth. 60 min.
O documentário mostra a jornada de dois cineastas para atingir o sonho de criar "Com Amor, Van Gogh", o primeiro longa-metragem de animação feito completamente com pinturas. O filme foi indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro de melhor animação em 2018.
Disponível no Looke (R$ 9,99, para locação, e R$ 29,99, para compra).

Dilili em Paris
Dilili à Paris. França/Bélgica/Alemanha, 2018. Direção: Michel Ocelot. 95 min. 10 anos.
Nesta animação, uma jovem desembarca em Paris durante a belle époque para encontrar a cidade sob uma onda de sequestros de meninas como ela. Decidida a desvendar quem está por trás dos crimes, ela percorre a metrópole e toma contato com figuras marcantes da cultura francesa, como Louis Pasteur e Toulouse-Lautrec, entre outros. Do mesmo diretor de “Kiriku e a Feiticeira”, de 1998.
Disponível na Apple TV (R$ 14,90 , para locação, e R$ 29,90, para compra); Google Play (R$ 19,90, para compra); Now e Vivo Play (R$ 11,90 , para locação).
Leia a crítica.

Fábrica dos Prazeres
Kuaile Gongchang. Singapura, 2007. Direção: Ekachai Uekrongtham. Com: Yang Kuei-Mei, Amanda Everingham e Zihan Loo. 88 min. 18 anos.
O filme acompanha pessoas que buscam prazer e outras pessoas que o oferecem no popular bairro da "luz vermelha" de Singapura.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 9,90)​.

​O Pai
Bashtata. Bulgária/Grécia, 2019. Direção: Kristina Grozeva e Petar Valchanov. Com: Ivan Barnev, Ivan Savov, Margita Gosheva. 87 min.
Após o funeral da mulher de Vasil, uma parente afirma ter recebido chamadas da morta no celular. O viúvo então decide viajar até um famoso médium, com a esperança de entrar em contato com ela, mesmo com seu filho tentando dissuadi-lo.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 9,90).

Segunda Chance
P.S. EUA, 2004. Direção: Dylan Kidd. Com: Laura Linney, Gabriel Byrne e Marcia Gay Harden. 97 min. 14 anos.
Uma mulher divorciada professora da Universidade Columbia conhece um aluno que lhe lembra muito alguém. Eles se envolvem romanticamente e passam a viver entre o passado e o presente.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 9,90).

Sonho
Bi-Mong. Coreia do Sul, 2008. Direção: Kim Ki-duk. Com: Joe Odagiri, Nayoung Lee e Mi-hee Chang. 95 min. 14 anos.
Um artista plástico tem um pesadelo com um acidente que realmente acontece. A partir daí, sua vida começa a se confundir entre sonho, delírio e realidade.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 9,90).

Tampopo: Os Brutos Também Comem Spaghetti
Tampopo. Japão, 1985. Direção: Juzo Itami. Com: Tsutomu Yamazaki, Nobuko Miyamoto e Ken Watanabe. 14 min. 14 anos.
Tampopo é viúva e dona de restaurante. Para dominar a arte ramen, ela é orientada por Goro, um misterioso motorista de caminhão especialista no assunto.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 9,90).

Terremoto
Skjelvet. Noruega, 2018. Direção: John Andreas Andersen. Com: Kristoffer Joner, Ane Dahl Torp e Edith Haagenrud-Sande. 108 min. 14 anos. Estreou em 12/3; salas em que estava em cartaz: 51.
Um geólogo é tido como herói depois que salvou diversas vidas quando uma cidade do interior da Noruega foi atingida por um terremoto. Ainda assim, poucos lhe dão ouvidos quando ele descobre que um novo desastre natural está prestes a ocorrer na capital, Oslo.
Disponível no Looke (R$ 9,99 , para locação, e R$ 29,99, para compra); Now e Vivo Play (R$ 11,90, para locação).
Leia a crítica.

Vision
Idem. Japão/França, 2018. Direção: Naomi Kawase. Com: Juliette Binoche, Masatoshi Nagase e Takanori Iwata. 109 min. 14 anos.
Uma jornalista francesa que escreve diários de viagens passa o verão em uma floresta no Japão em busca de uma erva medicinal que nasce somente a cada 997 anos. Selecionado para o Festival de Toronto de 2018.
Disponível no Now e Vivo Play (R$ 11,90, para locação).
Leia a crítica.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais