Com o início do Sesc Jazz, confira shows, bares e restaurantes para se sentir em Nova Orleans

Primeira edição do festival de música reúne 22 atrações e começa na terça (14)

Victoria Azevedo
São Paulo

​Música diversa, e ao mesmo tempo universal, o jazz é uma manifestação cultural que tem como berço Nova Orleans, cidade no sul dos Estados Unidos. Nascido na transição do século 19 para o 20, o gênero, que valoriza o improviso, foi disseminado pelo mundo, chegando até a capital paulistana.

Com o objetivo de traçar um panorama da cena jazzística contemporânea, o festival Sesc Jazz realiza sua primeira edição a partir de terça (14) —a programação se estende até 2/9. 

Fusão de outros dois eventos promovidos pela entidade (o Jazz na Fábrica, no Sesc Pompeia, e o Sesc Jazz & Blues, no interior do estado), o festival recebe 22 atrações de 12 países. Na capital, sedia shows no Sesc Pompeia e atividades formativas com artistas e críticos no Vila Mariana, Consolação e no Centro de Pesquisa e Formação. No interior, o evento se espalha por Araraquara, Birigui, Campinas, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto e Sorocaba.

Para Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc SP, o evento propõe um mergulho musical amplo, seja a partir da formação de plateia ou do próprio artista, até a difusão da música e o intercâmbio de linguagens entre as cenas nacional e internacional.

Impulsionado pelo evento, o Guia traça um roteiro com 20 restaurantes, bares e casas de shows para quem quiser se sentir em Nova Orleans. Há opções de redutos tradicionais, como o Bourbon Street e o JazzB, assim como espaços que não são voltados ao gênero, mas recebem atrações que dialogam com sua universalidade, como a Casa de Francisca.

 

Sesc Jazz

O festival de jazz realiza sua primeira edição a partir de terça (14). No total, serão 22 atrações nacionais e internacionais, de países como Azerbaijão, Cuba e EUA, que traçam um panorama do universo jazzístico contemporâneo, permitindo fusões com blues, pop e samba, entre outros. A programação também inclui atividades formativas com artistas e críticos. Veja abaixo os shows desta semana e destaques do que está por vir. A programação completa está disponível em sescsp.org.br.

Henry Threadgill’s Zooid
Um dos jazzistas a ganhar o prêmio Pulitzer, em 2016, o saxofonista americano Henry Threadgill explora estilos que vão do ragtime ao free jazz.
Sesc Pompeia - teatro - R. Clélia, 93, tel. 3871-7700. Qui. (16): 21h. 90 min. 12 anos. Ingr.: R$ 12 a R$ 40, p/ sescsp.org.br.

James Blood Ulmer e Memphis Blood Blues Band
O guitarrista americano James “Blood” Ulmer, que tocou com o saxofonista Ornette Coleman, mistura influências de free jazz, funk, rock e blues. Ele se apresenta com a Memphis Blood Blues Band e recebe o guitarrista britânico Vernon Reid (Living Colour).
Sesc Pompeia - comedoria - R. Clélia, 93. Ter. (14) e qua. (15): 21h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 18 a R$ 60, p/ sescsp.org.br.

Salomão Soares Trio
Vencedor do prêmio Mimo Instrumental 2017, o pianista paraibano mostra temas autorais, com improvisos e arranjos que transitam por diferentes linguagens da música popular. Ele toca ao lado de Paulo Almeida (bateria) e Thiago Alves (baixo acústico).
Sesc Pompeia - comedoria - R. Clélia, 93, tel. 3871-7700. Qui. (16): 21h30. 18 anos. Ingr.: R$ 12 a R$ 40. Ingr. p/ sescsp.org.br.

PREPARE-SE
Todas essas apresentações acontecem no Sesc Pompeia

18 e 19/8
Omar Sosa Quarteto 
O pianista cubano sintetiza referências afro-cubanas, free jazz, música latina e tradições do norte da África em mais de 20 álbuns

23/8
Isfar Sarabski 
O pianista do Azerbaijão vem pela primeira vez ao Brasil para mostrar seu jazz-mugham

1º e 2/9
Archie Shepp & Ritual Trio, com Kahil El Zabar 
Destaque do jazz de vanguarda, o saxofonista e o percussionista americanos tocam com o trio em show-tributo a John Coltrane

 

Casas de Shows

Bourbon Street Music Club
A tradicional casa de shows de jazz e blues, que comemora 25 anos em dezembro, é uma boa pedida para apresentações intimistas, apesar de se dedicar a ritmos mais suingados em alguns dias. O local é decorado com instrumentos e fotos de artistas que já tocaram ali —preste atenção na guitarra autografada por B.B. King. Na terça (14), às 21h30, o pianista e compositor italiano de jazz Stefano Bollani lança o álbum “Que Bom”, que reúne participações de nomes como Caetano Veloso e João Bosco.
R. dos Chanes, 127, Indianópolis, região sul, tel. 5095-6100. 580 pessoas. Ter. e qua.: a partir das 20h. Qui. a sáb.: a partir das 21h. 18 anos. É necessário consultar a programação. Valet R$ 28.

 

Casa de Francisca
Reduto da cena musical alternativa contemporânea, o local ganhou ainda mais charme ao trocar, em 2017, um imóvel nos Jardins pelo histórico Palacete Tereza Toledo Lara, no centro. Apesar de não focar especificamente no jazz, o espaço recebe shows do gênero e de música instrumental —por enquanto, estão previstas as apresentações da coreana Kyungso Park e do brasileiro Benjamim Taubkin (em 18/8) e o tradicional grupo Pau Brasil (em 14 e 15/9). Se a música for animada, as mesas são dispensadas. 
R. Quintino Bocaiúva, 22, 1º andar, Sé, região central, tel. 3052-0547. 120 lugares. Ter.: 11h30 às 15h. Qua. a sex.: 11h30 às 15h e 19h30 à 1h. Sáb.: 12h30 às 15h30 e 19h30 à 1h. Reserva p/ casadefrancisca.art.br. Estac. a partir de R$ 25 (r. Sen. Feijó, 173/177). Couv. art.: R$ 19 a R$ 80.

JazzB
Acomode-se nas mesas junto à entrada, no mezanino ou na arquibancada para curtir shows de jazz e de música instrumental. Reduto jazzístico no centro de São Paulo, a casa, dos mesmos criadores do JazzNosFundos, celebrou em julho cinco anos de atividade. Na quinta (16), apresenta-se a cantora japonesa, que mora em Londres, Yuko Yokoi, às 21h30. No show, ela mostra influências do jazz contemporâneo e da música brasileira ao lado de Paulo de Oliveira (violão) e Daniel Grajew (piano).
R. Gen. Jardim, 43, Vila Buarque, região central, tel. 3088-0645. 120 lugares. Ter. a sáb.: 10h às 2h. Ingr.: R$ 25 a R$ 60

JazzNosFundos
Dedicado a uma proposta instrumental e jazzística, o espaço mudou de endereço em 2016 e criou o Centro Cultural da Música Instrumental. Nesta sexta (10), a banda Silibrina, liderada pelo pianista e compositor Gabriel Nóbrega, recebe o multiartista, e seu pai, Antonio Nóbrega. No sábado (11), em noite voltada ao jazz, apresentam-se, separadamente, o guitarrista Vinicius Gomes e o trompetista Rubinho Antunes.
R. Card. Arcoverde, 742, Pinheiros, região oeste, tel. 3088-0645. 120 lugares. Qui. a sáb., ter. e qua.: 20h. 18 anos. Ingr.: R$ 10 a R$ 60. Ingr. p/ sympla.com.

Nossacasa Confraria das Ideias
Trata-se de um dos redutos alternativos na região da Vila Madalena em que brilham ritmos brasileiros e regionais —por lá, jovens curtem baladas de forró, samba e ritmos africanos. Às terças-feiras, as noites voltadas ao jazz têm o comando do trombonista Bocato, do saxofonista Vinicius Chagas e de seus convidados (a entrada é gratuita até meia-noite).
R. Mourato Coelho, 1.032, Pinheiros, região oeste, s/ tel. Ter. a sex.: 23h às 6h. Sáb.: 17h às 6h. 18 anos. Valet: R$ 25.

Tupi or Not Tupi
Instalada há pouco mais de um ano em 
Pinheiros, a casa de shows reúne na programação artistas consagrados e novos nomes da música brasileira de gêneros variados. Em tom intimista, recebe quinzenalmente shows de jazz. Neste mês, apresentam-se o músico Wagner Tiso (25) e a Banda Mantiqueira (30).
R. Fidalga, 360, Pinheiros, região oeste, tel. 3813-7404. 100 lugares. Qui. a sáb.: 20h às 24h. Cafeteria: seg. a sáb.: 9h às 18h. Almoço Executivo: seg. a sex.: 12h às 15h. 18 anos. Valet R$ 20. Não aceita tíquetes.

 

Bares

All of Jazz
O tradicional bar dedicado ao jazz na zona sul foi inaugurado em agosto de 1985. De segunda a sábado, bandas se revezam no palco para embalar a clientela —também há espaço para bossa nova e MPB. No dia 18/8, a casa celebra seus 23 anos com show do Nahor Gomes Sexteto.  
R. João Cachoeira, 1.366, Vila Nova Conceição, região sul, tel. 3849-1345. 60 lugares. Seg. a sex.: a partir das 20h30. Sáb.: a partir das 21h. Couv. art.: R$ 25 a R$ 40.

Bar Madeleine
Aberto em julho de 2009, o espaço privilegia música e gastronomia. Com clima intimista, luz baixa ou de velas e 101 rótulos de vinho na adega, o bar é orientado pelo jazz, mas também abriga gêneros como soul, blues e bossa nova em shows ao vivo. Neste fim de semana, é o jazz instrumental que impera na trilha sonora: na sexta (10), toca o quarteto Groofboogaloo. No sábado (11), é a vez do quinteto Trincheira. 
R. Aspicuelta, 201, Vila Madalena, região oeste, tel. 2936-0616. 130 lugares. Ter. a sáb.: 19h à 1h. Valet a partir de R$ 30. Não aceita tíquetes. Couv. art.: R$ 20 a R$ 39.

Baretto
No térreo do hotel Fasano, um ambiente tão pequenino —para até 65 pessoas— quanto sofisticado tem música ao vivo. Todas as noites, a partir, das 21h, apresenta-se um grupo de jazz instrumental, seguido da banda do Sr. Mario Edison, que é acompanhado de cantoras como Anna Setton e Lorena Lobato, com repertório que inclui ainda bossa nova e MPB.
R. Vitório Fasano, 88, Cerqueira César, tel. 3896-4000. 65 lugares. Seg. a qua.: 19h às 2h. Qui. e sex.: 19h às 3h. Sáb.: 20h às 3h. Valet a partir de R$ 35. Couv. art. (a partir das 21h): R$ 60.

Boutique Vintage Brechó Bar
Além de roupas e acessórios antigos, o espaço também tem salgados veganos, cervejas artesanais e drinques. Valorizando projetos autorais, a casa tem música ao vivo que engloba principalmente o jazz, apesar de também receber shows de blues e música brasileira (as noites de terça e quarta-feira são dedicadas especialmente ao jazz). A casa também sedia dois eventos por mês que propõem recriar o ambiente dos bailes americanos jazzísticos das décadas de 1930 e 1940.
R. Pe. Adelino, 949, Quarta Parada, região leste, tel. 3266-7003. 90 lugares. Ter. a qui.: 18h às 24h. Sex. e sáb.: 18h às 2h. Estac. a partir de R$ 20. Ingresso: R$ 10 a R$ 15.

Frank Bar
Spencer Amereno Jr. é o premiado barman responsável pelos drinques deste bar, instalado no lobby do hotel Maksoud Plaza. A casa tem música ao vivo de quinta à sábado, a partir das 21h, com atrações de jazz, blues e suas vertentes. Nesta sexta (10), apresenta-se a cantora Jes Condado. Na quinta (16), é a vez do pianista e organista Ari Borger.
R. São Carlos do Pinhal, 424, lobby, Bela Vista, região central, tel. 3145-8000. 36 lugares. Seg. a qua.: 18h à 1h. Qui. a sáb.: 18h às 2h. Valet a partir de R$ 26. Couv. art. (qui. a sáb.): R$ 10.

Must
Localizado no térreo do hotel Tivoli Mofarrej, o bar tem três dias de música ao vivo voltada ao jazz: às quintas, sextas e sábados. Durante o mês de agosto, o espaço terá programação especial do gênero, com 11 trios mostrando clássicos jazzísticos. Nesta sexta (10), toca o Mama Trindade Trio; no sábado (11), o Sarah Zeffer Trio; na quarta (15), o Franck Oberson Trio e, na quinta (16), o Thereza Dalme Trio. 
Al. Santos, 1.437, Cerqueira César, região oeste, tel. 3146-5900. 120 lugares. Seg. a dom.: 8h à 1h. Estac. a partir de R$ 22. Não aceita tíquetes. Couv. art. (qui.): R$ 60.

Raiz Bar
No subsolo do restaurante Jacarandá, este speakeasy serve drinques elaborados pelo bartender Laércio Zulu, além de oferecer música ao vivo todas as noites, com muito jazz. Nesta sexta (10), faz show o cantor e guitarrista americano Mark Lambert, acompanhado de seu trio. No domingo (12), é a vez da cantora italiana Debora Sanna e, na terça (14), do Fabio Santini Quarteto.
R. Alves Guimarães, 153, Pinheiros, tel. 3083-3014. 80 lugares. Ter. a dom.: 19h à 1h. Valet R$ 20. Couv. art.: R$ 25 a R$ 35.

Sampa Jazz Bar
Criada em novembro de 2014, no Ipiranga, a casa privilegia o jazz, a MPB, a bossa nova e o blues em shows ao vivo nas noites de quarta a sábado. A próxima atração de jazz fusion e blues é a banda Gintonycs, que toca em 22/8.
R. Arcipreste Ezequias, 245, Ipiranga, região sul. 60 lugares. Qui. (16) a sáb. (11) e qua. (15): 20h. Couv. art.: R$ 10 a R$ 15.

Tetto
O clima de badalação e a vista panorâmica —a casa fica no topo do WZ Hotel— são os trunfos do bar. À meia-luz, as quartas-feiras são voltadas ao jazz com apresentações ao vivo. As atrações, que mudam a cada semana, tocam repertório de standards do gênero (também há espaço para clássicos do soul). Nesta semana (15), é a vez do Helena Sá Quarteto.
Av. Rebouças, 955, Cerqueira César, região oeste, tel. 2597-4818. 90 lugares. Ter., qua., sex. e sáb.: 20h às 2h. Qui.: 20h às 24h. Valet R$ 35. Não aceita tíquetes. Couv. art. (qua.): R$ 25.

Tonton Jazz & Music Bar
A trilha sonora do bar, aberto há 23 anos, contempla jazz, blues, MPB, soul e até mesmo rock. O próximo show jazzístico é comandado pela Big Band da Santa Marcelina, em 28/8.
Al. dos Pamaris, 55, Indianópolis, região sul, tel. 3804-0858. 160 lugares. Ter. a dom.: 19h30 às 3h. Valet R$ 25. Não aceita tíquetes. Couv. art.: R$ 20 a R$ 40.

 

Restaurantes

Esther Rooftop
A cobertura do edifício Esther abriga um dos restaurantes do francês Olivier Anquier. A programação jazzística toma conta do salão nas noites de terça a quinta, a partir das 20h, misturando o jazz clássico, contemporâneo e o manouche —com influência cigana. Às terças, toca o Luiz Claudio Souza Trio; às quartas, o Muari Vieira Trio; e às quintas, o Sampanam Trio com Frank Obersson. 
R. Basílio da Gama, 29, República, região central{central}, tel. 3256-1009. 84 lugares. Seg. a qui.: 11h30 às 15h e 18h às 23h. Sex.: 11h30 às 15h e 18h às 24h. Sáb.: 11h30 às 24h. Dom.: 11h30 às 17h. Estac. R$ 20. $$$$

Cibo Barcozinha
Um agradável pátio antecede o salão que abriga o restaurante. A proposta da casa é servir uma comida saudável, em menu que muda diariamente no almoço. Realiza, em 23/8, a segunda edição de evento voltado ao jazz. Com a proposta de acontecer a cada duas semanas, o som é comandado por trio formado pelo trompetista Reinaldo Caruso, pelo guitarrista André Peloso e pelo contrabaixista João Benjamin.
R. Fidalga, 643, Pinheiros, região oeste{oeste}, tel. 3384-5725. 36 lugares. Ter. e qua.: 12h às 15h. Qui. e sex.: 12h às 15h e 19h às 24h. Sáb.: 16h à 1h. Dom.: 11h às 16h. $

Ramona
A casa tem bons drinques, trilha sonora embalada por clássicos do rock e cozinha aberta até as 2h de quarta a sábado —às segundas e às terças, o serviço vai até meia-noite. As noites de terça são reservadas para o jazz, com apresentações do trio Estônia, formado por Daniel Szafran (teclado e voz), Claudio Faria (trompete e flugelhorn) e Igor Pimenta (contrabaixo). 
Av. São Luís, 282, República, tel. 3258-6385. 64 lugares. Seg. e ter.: 12h às 24h. Qua. a sex.: 12h às 2h. Sáb.: 12h30 às 2h. Dom.: 12h30 às 18h30. Valet R$ 25 (jantar). Couv. art.: R$ 7. $$

Terraço Itália
Com vista panorâmica para a cidade, a tradicional casa oferece programação jazzística às sextas e aos sábados, comandada pelo grupo On Jazz Trio ao lado da cantora Alba Santos. No repertório aparecem clássicos do gênero e versões para canções de artistas como Adele, Alicia Keys e Michael Jackson.
Av. Ipiranga, 344, 41º e 42º andares, República, tel. 2189-2929. 400 lugares. Seg. a qui.: 12h às 24h. Sex. e sáb.: 12h à 1h. Dom.: 12h às 23h. Valet R$ 25. Couv. art.: R$ 29 a R$ 47. $$$$$

 

+ Jazz em Agosto

Airto Moreira
O percussionista, baterista e compositor de jazz, que integrou a banda de Miles Davis e tocou ao lado de nomes como Wayne Shorter, Herbie Hancock e Paul Simon, sobe ao palco ao lado da banda Fotografia Sonora para interpretar o álbum “Viva Airto!”, idealizado pelo grupo e lançado em 2017. 
Bourbon Street - R. dos Chanés, 127, Indianópolis, região sul, tel. 5095-6100. 580 pessoas. Ter. (21/8): 21h30. 70 min. Couvert artístico: R$ 90 (1º lote). Ingr. p/ ingressorapido.com.br.

Jazz Mansion
Na 13ª edição, o projeto, que leva festas de jazz a casarões históricos ou de valor arquitetônico de São Paulo, ocupa a Mansão Panamericana, em Pinheiros, construída em 1905. No dia, apresentam-se o grupo de afrobeat Èkó Afrobeat, que reúne influências de funk, soul e free jazz, a swing band Fizz Jazz e a DJ Luísa Viscardi, com sets que transitam do hip-hop à música brasileira. 
Mansão Panamericana - Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 255, Pinheiros. 250 pessoas. Dom. (26/8): a partir das 15h. Ingressos: R$ 35. Ingr. p/ bit.ly/ingressosjazz13.

Com formato itinerante, a festa Jazzy realiza edição comemorativa de cinco anos em setembro
Com formato itinerante, a festa Jazzy realiza edição comemorativa de cinco anos em setembro - Maik Cesar/Sigma Fotografia/Divulgação

Prepare-se
O jazz não precisa acabar. Confira eventos do gênero que agitam SP nos próximos meses

Jazzy
Em formato itinerante desde o começo de 2018, a festa de jazz prepara edição comemorativa de cinco anos em 29/9 —o local só é anunciado próximo à data (facebook.com/soundslikejazzy)

Sampa Jazz Fest
De 20 a 22/9, o evento ocupa o Espaço Itaú de Cinema da Augusta e a Casa das Caldeiras. Estão escalados nomes como Richard Bona e Nelson Ayres Big Band (sampajazzfest.com.br)

São Paulo Jazz Festival
Dividindo-se entre o JazzNosFundos e o Unibes Cultural, o evento ocorre de 20 a 24/11 (spjazzfestival.com)

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais