Descrição de chapéu grammy
Shows

Cinco clipes para entender a cantora pop Billie Eilish, que lança documentário nesta sexta

Artista solta 'The World's a Little Blurry', com exibição no streaming e nos cinemas

Cena de 'Billie Eilish: The World’s A Little Blurry', disponível na Apple TV e em cartaz nos cinemas

Cena de 'Billie Eilish: The World's A Little Blurry', disponível na Apple TV e em cartaz nos cinemas Divulgação/Apple TV

São Paulo

Desde que a divulgação de "Ocean Eyes" em 2016 alavancou a carreira da jovem cantora americana Billie Eilish, na época com 14 anos, sua história é de sólida ascensão.

Hoje, aos 19 anos e com cinco prêmios Grammy no bolso —todos resultados do disco de estreia "When We All Fall Asleep, Where Do We Go?", de 2019, ela já se prepara para o lançamento de um novo álbum criado na quarentena e divulga seu primeiro documentário, “The World’s a Little Blurry”, que estreia nesta sexta-feira (26) nos cinemas e na plataforma de streaming Apple TV+.

Se, por algum motivo, você passou os últimos anos ileso a hits como "Bad Guy" e "When the Party's Over" e quer entender por que essa jovem de cabelos coloridos coleciona tantos elogios da crítica e dos fãs de música, o Guia pode ajudar.

Veja, abaixo, cinco clipes que contam a história da cantora e sua relação com a família, a depressão e a fama.

Ocean Eyes
O clipe da primeira canção de Eilish a ver a luz do dia foi publicado no YouTube em 2016, quando ela tinha apenas 14 anos. A voz suave, a produção musical caprichosa do irmão Finneas (na época com 17 anos) e a energia esquisitinha já davam o tom do combo que faria a cantora decolar nos próximos anos.


When the Party’s Over
A melancolia e o vocal atmosférico da americana aparecem com força no segundo single de seu disco de estreia, “When We All Fall Asleep, Where Do We Go?”, de 2019.

Um vídeo igualmente minimalista acompanha a música que privilegia o vocal da cantora, que mal é acompanhada por instrumentos.

Enquanto canta sobre o fim de um relacionamento em uma sala branca, Eilish bebe um líquido preto para, em seguida, chorar lágrimas dessa cor —a predileção por imagens bizarras e fantásticas também apareceria depois em clipes envolvendo agulhas, gosma e asas de anjo que cortam a pele.


Bad Guy
O clipe do hit absoluto de Billie Eilish —que abocanhou os prêmios Grammy de gravação e álbum do ano— coleciona mais de 1 bilhão de visualizações desde que foi publicado, em 2019, e acompanha a energia irônica divertida da música.

No vídeo, a cantora revira os olhos, desce um morro num carro em miniatura, despeja leite na boca cheia de cereais de um homem e aparece sentada em cima de outro, que faz flexões enquanto ela canta.


Everything I Wanted
Inspirada em um pesadelo, a música feita por Eilish e seu irmão fala sobre morte, depressão —um tema recorrente em sua música e entrevistas— e a forte parceria entre os dois.

No começo do clipe dirigido por ela, a mensagem “Finneas é meu irmão e meu melhor amigo, não importam as circunstâncias, sempre estivemos e sempre estaremos lá um pelo outro” aparece na tela e antecipa uma viagem de carro da dupla, que acaba de mãos dadas e submersa no mar.


Therefore I Am
O trabalho publicado em novembro de 2020 serviu também para lançar a nova música de Eilish. Um dos primeiros sinais de sua produção durante a pandemia —que rendeu a ela um novo disco inteiro, segundo a cantora—, o vídeo mostra a americana correndo, pulando sobre balcões e comendo doces num shopping vazio da Califórnia enquanto canta sobre não se importar com a opinião alheia.

BILLIE EILISH: THE WORLD’S A LITTLE BLURRY

  • Quando A partir desta sexta (26)
  • Onde Disponível no Apple TV+ e em exibição nos cinemas
  • Direção R.J. Cutler
  • Link: https://bit.ly/horariosbillie

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais