Nova casa do bartender Laércio Zulu, Candeeiro se inspira na cultura e nos sabores nordestinos

Bar tem drinques autorais com ingredientes da região e menu com receitas tradicionais

Leonardo Sanchez
São Paulo

Inspirada na literatura de cordel e nos sabores típicos do Nordeste, a nova casa do bartender Laércio Zulu, aberta em fevereiro, destaca a cachaça na carta de drinques.

Quem visita o Candeeiro pode escolher entre sete de suas criações, além de versões incrementadas de caipirinhas, tônicas e clássicos.

A dica, porém, é ficar com os autorais, como o Maria Bonita (R$ 27), que leva cachaça, cozido de maracujá, casca de cajueiro, óleo de laranja com amburana e abacaxi, ou o Banzeiro (R$ 27), mistura de cachaça de amburana, limão, xarope de açúcar, vinho tinto e espuma de gengibre.

Também estão por trás do novo bar o sommelier Alessandro Tagliari e o restaurateur Milton Freitas, que concebeu um cardápio rico em ingredientes nordestinos.

A ala das porções destaca o acarajé (R$ 16) e o bolinho de barreado (R$ 22), enquanto a seção de pratos inclui moqueca de camarão com banana, acompanhada de arroz e farofa (R$ 52), e costela de boi com arroz e mandioca (R$ 48).

Com salão amplo e serviço cordial, o Candeeiro também tem cardápio especial para o almoço, servido diariamente das 11h às 16h.

R. Dr. Melo Alves, 205, Cerqueira César, região oeste, tel. 3086-4774. 110 lugares. Seg. a dom.: 11h às 16h e 18h à 1h. Não aceita tíquetes.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais