Descrição de chapéu Cinema
Cinema

Festival É Tudo Verdade exibe 66 documentários nacionais e estrangeiros gratuitamente

24ª edição da mostra leva filmes para quatro endereços de SP

Documentário 'Dorival Caymi - Um Homem de Afetos'

Documentário 'Dorival Caymi - Um Homem de Afetos' Divulgação

Leonardo Sanchez
São Paulo

O festival de documentários É Tudo Verdade chega nesta quarta (3) à sua 24ª edição e, até 14/4, reúne 66 filmes em quatro endereços de São Paulo —11 a mais que no ano passado.

Com entrada gratuita, o evento ganha sessões no CCSP, IMS, Itaú Cultural e no Sesc 24 de Maio. Os filmes são divididos em oito categorias: homenagens, O Estado das Coisas, programas especiais e as mostras competitivas de longas ou média-metragens brasileiros, longas ou média-metragens internacionais, curtas brasileiros, curtas internacionais e competição latino-americana

Os títulos que arrematarem prêmios serão considerados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para a disputa do Oscar de melhor documentário e de melhor documentário em curta-metragem em 2020.

Quem abre o festival é Avi Belkin, que teve seu “Mike Wallace Está Aqui” escolhido para encabeçar a seleção, em evento para convidados nesta quarta (3). No dia seguinte, começa a programação aberta ao público, na qual o longa também está presente (leia na pág. 9).

Confira nas próximas páginas detalhes sobre o 24º É Tudo Verdade e os horários das sessões que acontecem nesta quinta (4).

Confira a programação completa em etudoverdade.com.br
 

 

Quinta, 4/4

Carta a Theo
Lettre A Théo. Bélgica, 2019. Direção: Elodie Lélu. 63 min.
Homenagem ao cineasta grego Theo Angelopoulos (1935-2012), que morreu após ser atropelado por uma moto no set de filmagem do que seria um longa sobre migração e crise econômica.
CCSP Paulo Emílio, leg., qui.: 17h

Hungria 2018 - Bastidores da Democracia
Hungary 2018. Hungria, 2018. Direção: Eszter Hajdu. 84 min.
Segue a disputa eleitoral de 2018 na Hungria, que teve como protagonista o primeiro-ministro de extrema-direita Viktor Orbán e o ex-premiê Ferenc Gyurcsány.
IMS Paulista, leg., qui.: 14h

Mike Wallace Está Aqui
Mike Wallace Is Here. EUA, 2019. Direção: Avi Belkin. 94 min.
O documentário explora a carreira do jornalista americano Mike Wallace (1918-2012), apresentador do programa 60 Minutes, da CBS, e responsável por entrevistar importantes personalidades do século 20. Exibido no Festival de Sundance.
IMS Paulista, leg., qui.: 16h

Niède
Brasil, 2019. Direção: Tiago Tambelli. 135 min.
Hoje com 86 anos, a arqueóloga paulista Niède Guidon relembra as expedições que a levaram a encontrar, nos anos 1970, pinturas rupestres no sul do Piauí. Até hoje, ela batalha para manter as descobertas preservadas.
IMS Paulista, qui.: 18h e 21h

Reconstruindo Utoya
Reconstructing Utøya. Noruega/Suécia/Dinamarca, 2018. Direção: Carl Javér. 98 min.
Quatro sobreviventes do massacre na ilha norueguesa de Utoya, que deixou 69 crianças e adolescentes mortos em 2011, reencenam a trágica experiência e mostram como conseguiram sobreviver.
CCSP Paulo Emílio, leg., qui.: 19h
 

A partir de 5/4

Abertura

Mike Wallace Está Aqui
Mike Wallace Is Here. EUA, 2019. Direção: Avi Belkin. 94 min.
O documentário explora a carreira do jornalista americano Mike Wallace (1918-2012), apresentador do programa 60 Minutes, da CBS, e responsável por entrevistar importantes personalidades do século 20. Exibido no Festival de Sundance.
IMS Paulista, leg., qui. (4): 16h
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (6): 15h
 

Competição nacional

Cine Marrocos
Brasil, 2018. Direção: Ricardo Calil. 76 min.
Por cerca de duas décadas, o Cine Marrocos, no centro de São Paulo, foi um dos mais luxuosos cinemas da cidade. Quando fechou, caiu no esquecimento, até ser ocupado pelo Movimento dos Trabalhadores sem Teto, que por ali ficou até a reintegração de posse em 2016. O documentário, premiado no Festival de Guadalajara, se propõe a contar a história dos moradores de rua e imigrantes que ali se instalaram.
IMS Paulista, leg., sáb. (6): 18h30 e 21h
Sesc 25 de Maio, leg., sex. (12): 13h

Dorival Caymmi - Um Homem de Afetos
Brasil, 2019. Direção: Daniela Brotiman. 90 min.
O longa toma como base uma entrevista inédita dada por Dorival Caymmi (1914-2008) em 1998. Junto com relatos de personalidades que conviveram com o músico baiano, o filme reconstrói sua história.
IMS Paulista, leg. ing. ter. (9): 18h30
Sesc 24 de Maio, leg. ing. sáb. (13): 15h

Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar
Brasil, 2019. Direção: Marcelo Gomes. 85 min.
Uma coleção de fábricas caseiras faz da cidade de Toritama, no agreste de Pernambuco, um centro produtor de jeans. Sem descanso, os pequenos fabricantes deixam tudo para trás no Carnaval, 
única época do ano em que o trabalho fica em segundo plano. Exibido no Festival de Berlim.
IMS Paulista, leg. ing., qui. (11) 18h30 e 21h
Sesc 24 de Maio, leg. ing., sex. (12): 15h
Sesc 24 de Maio, leg. descritiva/audiodescrição/libras., dom. (14): 13h 

Niède
Brasil, 2019. Direção: Tiago Tambelli. 135 min.
Hoje com 86 anos, a arqueóloga paulista Niède Guidon relembra as expedições que a levaram a encontrar, nos anos 1970, pinturas rupestres no sul do Piauí. Até hoje, ela batalha para manter as descobertas preservadas.
IMS Paulista, qui.: 18h e 21h.
Sesc 24 de Maio, ter. (9): 15h

Rumo
Brasil, 2019. Direção: Flavio Frederico e Mariana Pamplona. 77 min.
Enquanto traça um panorama da cena musical 
da São Paulo dos anos 1980, o documentário apresenta a história do Grupo Rumo, expoente da vanguarda paulistana que tinha entre seus integrantes Luiz Tatit e Ná Ozzetti.
IMS Paulista, leg. ing., sex. (5) 18h30 e 21h
Sesc 24 de Maio, leg. ing., qua. (10) 15h

Soldado Estrangeiro
Brasil, 2019. Direção: José Joffily e Pedro Rossi. 83 min.
A dupla de diretores do documentário busca compreender o que leva uma pessoa a se alistar em exércitos de nações estrangeiras. Para isso, acompanha três brasileiros enviados a guerras como combatentes dos Estados Unidos, de Israel e da França.
IMS Paulista, leg. ing., sex. (12): 18h30 e 21h
Sesc 24 de Maio, leg. ing., dom. (14): 15h 

Soldados da Borracha
Brasil, 2019. Direção: Wolney Oliveira. 82 min.
Ao acompanhar um grupo de ex-seringueiros, o documentário joga luz sobre os cerca de 60 mil nordestinos enviados à região amazônica durante a Segunda Guerra Mundial para extrair látex que seria enviado aos Estados Unidos.
IMS Paulista, leg., qua. (10): 18h30 e 21h 
Sesc 24 de Maio, leg., sáb. (13): 13h 

Competição internacional

A Beira
The Brink. EUA, 2018. Direção: Alison Klayman. 95 min.
O longa segue Steve Bannon, ex-estrategista-chefe da Casa Branca, durante as eleições legislativas americanas de 2018, em sua missão para espalhar o nacionalismo extremista.
CCSP, leg., qui. (11): 19h  
IMS Paulista, leg., sáb. (13): 16h 

Agora Algo Está Mudando Lentamente
Nu Verandert er Langzaam Iets. Holanda, 2018. Direção: Menna Laura Meijer. 106 min.
A procura por crescimento e orientação profissional, por meio de sessões de terapia e cursos, e seu impacto na vida pessoal estão no centro do longa.
CCSP, leg., qui. (11): 17h  
IMS Paulista, leg., dom. (14): 16h 

O Caso Hammarskjöld
Cold Case Hammarskjöld. Dinamarca/Noruega/Suécia/Bélgica, 2019. Direção: Mads Brügger. 128 min.
O diretor e o detetive particular sueco Göran Björkdahl investigam a misteriosa morte de 
Dag Hammarskjöld (1905-1961), ex-secretário-geral da ONU, após a reabertura do caso pela organização. Prêmio de direção em documentários estrangeiros no Festival de Sundance.
CCSP, leg., qua. (10): 19h  
IMS Paulista, leg., sáb. (13): 13h30 

Defensora
Advocate. Israel/Canadá/Suíça, 2019. Direção: Rachel Leah Jones e Philippe Bellaïche. 108 min.
Apelidada de advogada do diabo, a israelense Lea Tsemel defende os direitos dos palestinos há cerca de 50 anos e tem seu trabalho apresentado no filme.
IMS Paulista, leg., dom. (7): 14h 
CCSP, leg., ter. (9): 17h   

Encontrando Gorbachev
Meeting Gorbachev. Reino Unido/EUA/Alemanha, 2018. Direção: Werner Herzog e Andre Singer. 92 min.
A carreira política de Mikhail Gorbatchov, hoje aos 88 anos, é narrada neste documentário. Três longas entrevistas feitas com o último líder da União Soviética são combinadas a material de arquivo para contar sua trajetória. Do mesmo diretor de “Fitzcarraldo” (1982) e “O Homem Urso” (2005).
CCSP, leg., sáb. (6): 17h    
IMS Paulista, leg., qua. (10): 16h  

Hungria 2018 - Bastidores da Democracia
Hungary 2018. Hungria, 2018. Direção: Eszter Hajdu. 84 min.
Segue a disputa eleitoral de 2018 na Hungria, que teve como protagonista o primeiro-ministro de extrema-direita Viktor Orbán e o ex-premiê Ferenc Gyurcsány.
IMS Paulista, leg., qui. (4): 14h.
CCSP 
Paulo Emílio, leg., sex. (5): 19h 

Meu Amigo Fela
My Friend Fela. Brasil, 2019. Direção: Joel Zito Araújo. 92 min.
Retrato do multi-instrumentista nigeriano Fela Kuti (1938-1997), o filme mostra as relações familiares, amizades e experiências que moldaram seu trabalho e o tornaram pioneiro do afrobeat.
IMS Paulista, leg., dom (7): 18h30 
CCSP Paulo Emílio, leg., sex. (12): 19h 

Piazzolla: Os Anos do Tubarão
Piazzolla, los Años del Tiburón. Argentina/França, 2018. Direção: Daniel Rosenfeld. 90 min.
Imagens de arquivo e áudios inéditos ajudam a reconstruir a trajetória profissional e a vida pessoal de Astor Piazzolla (1921-1992), compositor argentino que revolucionou o tango.
CCSP Paulo Emílio, leg., sex. (5): 17h
IMS Paulista, leg., dom. (7): 16h 
Itaú Cultural., sex. (12): 15h ​
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (13): 15h

Reconstruindo Utoya
Reconstructing Utøya. Noruega/Suécia/Dinamarca, 2018. Direção: Carl Javér. 98 min.
Quatro sobreviventes do massacre na ilha norueguesa de Utoya, que deixou 69 crianças e adolescentes mortos em 2011, reencenam a trágica experiência e mostram como conseguiram sobreviver.
CCSP Paulo Emílio, leg., qui. (4): 19h.
IMS Paulista, leg., sex. (5): 14h

Retrato Chinês
Chinese Portrait. China, 2018. Direção: Wang Xiaoshua. 79 min.
Sem narrativa, o filme captura imagens de passageiros de trem, turistas, camponeses, operários e estudantes para mostrar as transformações que acontecem na sociedade chinesa e explorar sua identidade contemporânea. Do mesmo diretor de “Bicicletas de Pequim” (2001) e “Sonhos com Shanghai” (2005).
IMS Paulista, leg., ter. (9): 16h ​ 
CCSP Paulo Emílio, leg., qua. (10): 17h

Testemunhas de Putin
Svideteli Putina. Letônia/Suíça/República Tcheca, 2018. Direção: Vitaly Mansky. 102 min.
Quase duas décadas após registrar a transição da presidência da Rússia de Boris Ieltsin para Vladimir Putin, a diretora analisa sua filmagem e discorre sobre a máquina política que o alçou ao poder.
IMS Paulista, leg., sex. (5): 16h ​  
CCSP Paulo Emílio, leg., ter (9): 19h ​  

Ziva Postec - A Montadora por Trás do Filme ‘Shoah’
Ziva Postec. Canadá, 2018. Direção: Catherine Hébert. 92 min.
O filme acompanha o trabalho da montadora israelense Ziva Postec durante a produção do documentário “Shoah” (1985), de Claude Lanzmann, que reconta a história do Holocausto.
IMS Paulista, leg., sáb. (6): 14h ​   
CCSP Paulo Emílio, leg., dom. (7): 17h ​   

Competição latino-americana

A Arrancada
La Arrancada, 2019. França/Cuba/Brasil, 2019. Direção: Aldemar Matias. 63 min.
Crônica de uma jovem atleta com poucas perspectivas de futuro, acompanha Jennifer, corredora cubana que questiona sua dedicação à equipe nacional de atletismo após uma lesão. As dúvidas e incertezas aumentam quando seu irmão mais novo decide que quer deixar o país. 
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (13): 19h ​   
Itaú Cultural, leg., sex. (12): 17h30 ​  

Está Tudo Bem
Está Todo Bien. Venezuela/Alemanha, 2018. Direção: Tuki Jencquel. 70 min.
Retrato da crise do sistema de saúde da Venezuela, acompanha um médico em treinamento, dois pacientes, um ativista e um farmacêutico falido para mostrar os problemas enfrentados pela população venezuelana na área.
Itaú Cultural, leg., qui. (11): 17h30 ​   
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (13): 17h ​   

Hoje e Não Amanhã
Hoy y No Mañana. Chile, 2018. Direção: Josefina Morandé. 76 min.
Formado em 1983 no Chile, o coletivo feminista Mulheres pela Vida tem sua história narrada no longa. O grupo teve papel importante na denúncia e combate dos crimes contra a humanidade praticados pela ditadura de Augusto Pinochet.
Itaú Cultural, leg., sex. (12): 20h ​    
CCSP Paulo Emílio, leg., dom. (14): 17h ​   

Liberdade É uma Grande Palavra
Freedom Is a Big Word. Uruguai/Brasil, 2018. Direção: Guillermo Rocamora. 73 min.
Aos 38 anos, um palestino que passou mais de uma década na prisão de Guantánamo é libertado e vai ao Uruguai, país que desconhece, para tentar começar uma nova vida.
Itaú Cultural, leg., sáb. (13): 20h ​    
CCSP Paulo Emílio, leg., dom. (14): 19h ​  

Maricarmen
Idem. México, 2019. Direção: Sergio Morkin. 80 min.
Ao acompanhar um grupo de ex-seringueiros, o documentário joga luz sobre os cerca de 60 mil nordestinos enviados à região amazônica durante a Segunda Guerra Mundial para extrair látex que seria enviado aos Estados Unidos.
CCSP Paulo Emílio , leg., sex. (12): 17h ​    
Itaú Cultural, leg., sáb. (13): 15h ​  

Piazzolla: Os Anos do Tubarão
Piazzolla, los Años del Tiburón. Argentina/França, 2018. Direção: Daniel Rosenfeld. 90 min.
Imagens de arquivo e áudios inéditos ajudam a reconstruir a trajetória profissional e a vida pessoal de Astor Piazzolla (1921-1992), compositor argentino que revolucionou o tango.
CCSP Paulo Emílio, leg., sex. (5): 17h
IMS Paulista, leg., dom. (7): 16h 
Itaú Cultural, sex. (12): 15h ​
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (13): 15h

Homenagens

Nelson Pereira dos Santos
Nascido em São Paulo em 1928, o cineasta foi responsável por títulos como “Vidas Secas” (1963), “Tenda dos Milagres” (1977) e “Memórias do Cárcere” (1984). Mas é sua produção documental que ganha espaço na programação do É Tudo Verdade. O festival exibe, em parceria com o IMS, a série “Casa-Grande e Senzala” (2000) e o longa “Raízes do Brasil: Uma Cinebiografia de Sérgio Buarque de Hollanda” (2003).
IMS Paulista, ter. (9): 14h; qua. (10): 14h; qui. (11): 14h; sex. (12): 14h 

Claude Lanzmann
O É Tudo Verdade homenageia este ano dois documentaristas que morreram em 2018. O primeiro deles é o francês Claude Lanzmann (1925-2018), diretor do premiado “Shoah” (1985). Na programação  do festival estão os quatro episódios da série televisiva “As Quatro Irmãs” (2018), na qual entrevistou quatro mulheres que sobreviveram ao Holocausto. O filme foi lançado na França poucos meses antes de sua morte.
IMS Paulista, leg.  qui. (11): 16; sex. (12): 16h; sáb. (13): 18h30 e 21h

O Estado das Coisas

Carta a Theo
Lettre A Théo. Bélgica, 2019. Direção: Elodie Lélu. 63 min.
Homenagem ao cineasta grego Theo Angelopoulos (1935-2012), que morreu após ser atropelado por uma moto no set de filmagem do que seria um longa sobre migração e crise econômica.
CCSP Paulo Emílio, leg., qui. (4): 17h
Sesc 24 de Maio, leg., dom. (14): 17h 

Marceline. Uma Mulher. Um Século
Marceline. A Woman. A Century. França/Holanda, 2018. Direção: Cordelia Dvorak. 58 min.
Retrato da escritora e cineasta francesa Marceline Loridan Ivens (1928-2018), sobrevivente do Holocausto que batalhou para se tornar uma mulher independente.
CCSP Paulo Emílio, leg., sáb. (6): 19h
Sesc 24 de Maio, leg., sex. (12): 17h. Bate papo com a diretora após a sessão 

Maria Luiza
Brasil, 2019. Direção: Marcelo Díaz. 80 min.
Acompanha Maria Luiza da Silva, primeira militar reconhecida como transexual nas Forças Armadas.
CCSP Paulo Emílio, dom. (7): 19h 
Sesc 24 de Maio, leg., ter. (9): 17h30 

Programas Especiais

O Barato de Iacanga
Brasil, 2019. Direção: Thiago Mattar. 93 min.
Conta a história do Festival de Águas Claras, evento de música alternativa que ocorreu entre 1975 e 1984 e marcou o fim da era hippie e beatnick no país.
Sesc 24 de Maio, sex. (12): 20h 
IMS Paulista, dom. (14): 14h

Fotografação
Brasil, 2019. Direção: Lauro Escorel. 76 min.
Discute como o Brasil é representado na obra de fotógrafos, refletindo sobre o impacto do mundo digital na sociedade. Do diretor de “Sonho sem Fim” (1985).
Sesc 24 de Maio, ter. (9): 20h  
IMS Paulista, sáb. (6): 16h

Milú
Brasil, 2019. Direção: Tarso Araujo e Raphael Erichsen. 88 min.
Acompanha a empresária e filantropa Milu Villela e mostra seu trabalho de fomento à educação e às artes.
Sesc 24 de Maio, qua. (10): 20h  
IMS Paulista, dom. (14): 18h30 

Curtas brasileiros

Curtas 1
Serão exibidos os curtas “As Constituintes de 88”, de Gregory Baltz, “Planeta Fábrica”, de Julia Zakia, “Retratos Sobre o Não Ver”, de Erik Gasparetto, “Vento de Sal”, de Anna Azevedo, e “Sem Título #5”, de Carlos Adriano. 69 min.
Itaú Cultural., qua. (10): 17h30 ​
Sesc 24 de Maio, qui. (11): 15h  

Curtas 2
Serão exibidos os curtas “A Primeira Foto”, de Tiago Pedro, “Partir”, de Sonia Guggisberg, “Kerexu”, de Denis Rodriguez e Leonardo Remor, e “Nome de Batismo - Frances”, de Tila Chitunda. 75 min.
Itaú Cultural., qua. (10): 20h 
Sesc 24 de Maio, qui. (11): 17h   

Curtas internacionais


Curtas 1
Serão exibidos os curtas “Na Nossa Casa”, de Iban Colón, “O Costureiro Debaixo da Ponte”, Jieun Banpark, “O Mar Enerola na Areia”, de Catarina Mourão, “As Instruções”, de Filip Drzewiecki, e “Swatted”, de Ismaël Joffroy Chandoutis. 98 min.
Itaú Cultural., qua. (10): 15h 
Sesc 24 de Maio, sáb. (13): 17h   

Curtas 2
Serão exibidos os curtas “Na Boca da Mina”, de Brandán Cerviño, “Nove Cinco”, de Tomás Arcos, “Lily”, de Adrienne Gruben, e “2001 - Faíscas na Escuridão”, de Pedro González Bermúdez. 83 min.
Itaú Cultural., qui. (11): 15h 
Sesc 24 de Maio, sáb. (13): 20h    

Abertura do Rio

Memórias do Grupo Opinião
Brasil, 2019. Direção: Paulo Thiago. 71 min.
Apresenta a trajetória do Grupo Opinião, grupo teatral carioca que marcou a resistência contra a ditadura.
Sesc 24 de Maio, qua. (10): 17h   
Itaú Cultural., qui. (11): 20h 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais