Descrição de chapéu consciência negra
Passeios

Dia da Consciência Negra inspira roteiro com 81 atrações, incluindo muitos shows

Filmes e peças também homenageiam grandes nomes da cultura negra na capital paulista

A cantora e compositora baiana Luedji Luna posa para ensaio em Salvador (BA)

A cantora e compositora baiana Luedji Luna posa para ensaio em Salvador (BA) Raul Spinassé/Folhapress

São Paulo

Morto em 20 de novembro de 1695, o líder quilombola Zumbi dos Palmares —talvez o mais importante símbolo da resistência negra brasileira—cravou a data em que se comemora o Dia da Consciência Negra no país.

Instituída por lei pela ex-presidente Dilma Roussef, a homenagem traz um número cada vez maior de eventos que celebram os principais nomes da luta racial no cenário da música, do teatro, da dança, da literatura, do cinema e da política nacionais.

Neste ano não é diferente. Uma série de programações, desde as públicas, promovidas pela prefeitura e pelo governo do estado de São Paulo, até as independentes, como a Feira Preta e o Fórum de Performance Negra, tomam conta da capital paulista. 

No meio de tantas atrações, destacam-se shows com nomes como Luedji Luna, Rincon Sapiência, Baco Exu do Blues, Karol Conka e Jorge Ben Jor, peças que questionam o sistema judicial brasileiro e narram mitos africanos, e ainda a nova temporada do musical “Elza”.

Célebres figuras embranquecidas pela história também ganham espaço, como no caso da feira de literatura e cultura afro-americana FlinkSampa, que homenageia um dos escritores e romancistas brasileiros mais conhecidos no mundo, Machado de Assis. 

Ainda há atividades voltadas ao público infantil, com musical que acompanha a trajetória de Milton Nascimento, da juventude ao estrelato, e oficina de grafite inspirada no trabalho do artista americano Basquiat.

Prepare-se

Entre no clima dos shows desse roteiro escutando uma playlist com os artistas. 

SHOWS

Afropunk desembarca em SP com festival

Nova York, Atlanta, Paris e Londres são algumas das cidades pelas quais o festival Afropunk espalha, há 14 anos, sua celebração das expressões negras. A partir de terça (19) e quarta (20), São Paulo entra na lista com a Black to the Future, parceria com a Feira Preta que reúne na Audio 16 nomes da cena negra daqui.

No primeiro dia, o lineup inclui Rincon Sapiência, Karol Conka, BaianaSytem e o power trio Aya Bass, formado por Luedji Luna, Xenia França e Larissa Luz, além da famosa festa Batekoo, com participação de Linn da Quebrada.

A dupla de produtores DKVPZ sobe ao palco no segundo dia, que ainda tem Baco Exu do Blues e Vírus, CeloDut e Young Piva, que fazem parte de seu selo musical, 999. 

Audio - Av. Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, região oeste, tel. 3862-8279. 3.200 pessoas. Ter. (19) e qua. (20): a partir das 21h. 18 anos. Ingr.: R$ 80 a R$ 120. Ingr. p/ ticket360.com.br.  

Aláfia
A banda, que aborda questões sociais e raciais em suas canções, encerra o 1º Fórum de Performance Negra. O grupo toca o novo “Liturgia Sambasoul”, que explora a cultura afro-brasileira e investiga a linguagem do gênero musical.
Centro Cultural Olido - sala Olido - Av. São João, 473, Centro, tel. 2899-7370. Ter. (19): 18h. 120 min. Livre. GRÁTIS  

Alcione
A cantora maranhense, uma das mais notórias sambistas do país, apresenta o projeto comemorativo dos 45 anos de carreira, "Eu Sou a Marrom", que reúne sucessos como “Estranha Loucura”, “Meu Ébano”e “Meu Vício É Você”.
Tom Brasil - R. Bragança Paulista, 1.281, Vila Cruzeiro, tel. 4003-1212. 1.992 lugares. Sáb. (16): 22h. 90 min. 16 anos. Ingr.: R$ 119 a R$ 219. Ingr. p/ sympla.com.br.  

Anelis Assumpção
A cantora e compositora paulistana, filha de Itamar Assumpção (1949-2003), interpreta o terceiro disco da carreira, “Taurina” (2018). Com participações de Tulipa Ruiz, Ava Rocha e 
Liniker e Os Caramelows, o álbum alia sons brasileiros às influências de dub, reggae e afrobeat.
Centro Cultural da Juventude - Av. Dep. Emílio Carlos, 3.641, Limão, tel. 3343-8999. Dom. (17): 20h. 90 min. Livre. GRÁTIS  

Baco Exu do Blues
Com influências que vão de Nação Zumbi a Tom Zé, o rapper baiano retorna a São Paulo para apresentar pela terceira vez seu elogiado segundo disco “Bluesman” (2018), que inclui sucessos como “Me Desculpa Jay Z”. No palco, é acompanhado por Young Piva, Gabz, CeloDut, DKVPZ e Virus.
Audio - Av. Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, tel. 3862-8279. 3.200 pessoas. Qua. (20): 21h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 100. Ingr. p/ ticket360.com.br.  

Bahule e Sissokho
Na apresentação, o senegalês une seu canto griot e experiência no instrumento africano kora à voz da moçambicana Lenna Bahule. Eles são acompanhados pelos duduns e atabaques de André Piruka, do Grupo Höröyá, e Cauê Silva.
JazznosFundos - R. Card. Arcoverde, 742, Pinheiros, tel. 3088-0645. 120 lugares. Ter. (19): 21h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 25 a R$ 40. Ingr. p/ sympla.com.br.

Bloco Afro Ilú Obá De Min
Composto por mulheres ritmistas, o bloco enaltece a cultura afro-brasileira e destaca o protagonismo feminino por meio de cantos com origem nos terreiros do candomblé e em iorubá.
Sesc Santana - deque de entrada - Av. Luiz Dumont Villares, 579, Jardim São Paulo, região norte, tel. 2971-8700. Qua. (20): 18h. Livre. GRÁTIS  

Caio Prado
O cantor e compositor carioca, membro do trio Não Recomendados, leva ao palco da Caixa Cultural seu “Incendeia”, disco solo de 2018. Ele convida a cantora Larissa Luz para a apresentação.
Caixa Cultural São Paulo - grande salão - Pça. da Sé, 111, Sé, região central, tel. 3321-4400. 80 lugares. Qui. (21) e qua. (20): 19h15. 80 min. 14 anos. GRÁTIS  

Dexter
O rapper mostra o show Oitavo Anjo, que faz referência à música mais famosa lançada ao lado de Afro-X, com quem formou a dupla 509-E.
Casa de Cultura Hip-Hop Leste - R. Sara Kubitscheck, 165, tel. 3333-4896. Dom. (24): 19h. Livre. GRÁTIS

Erykah Badu
Seis anos depois de sua última passagem por aqui, a americana traz sua reputação neosoul novamente para o Brasil. Com discos elogiados na mala, como “Baduizm” (1997), a cantora também mostra obras mais recentes, como “Tempted”. O show de abertura fica por conta de Tássia Reis e Edgar, que se unem ao Futuro Coletivo, formado por expoentes da nova cena nacional.
Espaço das Américas - R. Tagipuru, 795, Barra Funda, tel. 3868-5860. 3.200 pessoas. Qui. (21): 22h. 18 anos. Ingr.: R$ 220 a R$ 360 p/ ticket360.com.br.  

Fióti
Prestes a iniciar a gravação de um novo trabalho, o artista e irmão do rapper Emicida, promove seu EP “Gente Bonita”, de 2016. Dividindo-se entre o violão, a guitarra e a percussão, o cantor também mostra temas inéditos e covers.
Blue Note - Av. Paulista, 2.073, 2º andar, Bela Vista, tel. 3179-0050. 348 lugares. Ter. (19): 22h30. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 60. Ingr. p/ tudus.com.br.  

François Muleka
O músico que trabalhou com Luedji Luna no bem-sucedido álbum “Um Corpo no Mundo” (2017), mostra o seu mais recente trabalho, “Couragem” (2018), no qual explora a afetividade e a ancestralidade.
Sesc Bom Retiro - Al. Nothmann, 185, Campos Elíseos, tel. 3332-3600. Dom. (17): 16h. 60 min. Livre. GRÁTIS  
Sesc Santo André  - R. Tamarutaca, 302, Vila Guiomar, Santo André, tel. 4469-1200. Qui. (21): 20h. 60 min. Livre. GRÁTIS  

Josyara
Influenciada por artistas como Gal Costa, Chico César e Belchior, a cantora baiana apresenta, no show gratuito, canções do disco “Mansa Fúria” (2018), que une voz e violão a texturas eletrônicas, e do álbum de estreia, “Uni Versos” (2012).
Sesc Itaquera  - Av. Fernando do Espírito Sto. Alves de Mattos, 1.000, Parque do Carmo, tel. 2523-9200. Dom. (17): 15h30. 90 min. Livre. GRÁTIS  

Larissa Luz
A cantora baiana que interpreta Elza Soares no musical homônimo apresenta seu terceiro trabalho, “Trovão”, lançado neste ano. Permeado pela conexão com os ritos das religiões de matriz africana, o trabalho tem canções como “Aceita” e “Gira”.
Sesc Ipiranga - teatro - R. Bom Pastor, 822, Ipiranga, tel. 3340-2000. 200 lugares. Qua. (20): 18h. 90 min. 12 anos. Ingr.: R$ 12 a R$ 40. Ingr. p/ sescsp.org.br.  

Lei Di Dai
A cantora de dancehall mostra repertório ancorado em seu “C13zy Bass” (2018), que reúne influências de drum bass, hip-hop e reggae.
Centro Cultural da Juventude - Av. Dep. Emílio Carlos, 3.641, Vila Nova Cachoeirinha, zona norte, tel. 3343-8999. Qui. (21): 20h30. Livre. GRÁTIS  

Luedji Luna
A cantora baiana que percorre sonoridades afro-brasileiras apresenta faixas do seu primeiro álbum, “Um Corpo no Mundo”, de 2017, e versões repaginadas pelo DJ Nyack presentes no recém-lançado EP “Mundo (Remix)”.
Sesc Santo André - teatro - R. Tamarutaca, 302, Vila Guiomar, Santo André, tel. 4469-1200. Sáb. (16): 20h. 60 min. 12 anos. Ingr.: R$ 9 a R$ 30. Ingr. p/ sescsp.org.br.  

Mateus Aleluia
Remanescente da formação original do grupo Os Tincoãs, o cantor baiano combina influências de samba e de candomblé em suas músicas. No show, ele apresenta um panorama de sua carreira, combinando músicas da época d’Os Tincoãs a canções de seus dois álbuns solos, “Cinco Sentidos” (2010) e “Fogueira Doce” (2017).
Sesc Belenzinho - Teatro - R. Pe. Adelino, 1.000, Quarta Parada, tel. 2076-9700. Qua. (20): 18h. 90 min. 12 anos. Ingr.: R$ 9 a R$ 30 p/ sescsp.org.br.  

Max B.O.
O rapper paulistano com 20 anos de carreira apresenta seu mais novo trabalho, “O.M.M.M.”. O primeiro CD de inéditas desde 2013 tem participações de Bivolt, Donatinho e Froid, entre outros.
CCSP - sala Adoniran Barbosa - R. Vergueiro, 1.000, Liberdade, tel. 3397-4002. Qui. (21): 21h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 20. Ingr. p/ sympla.com.br.  

Negra Li
Misturando rap, soul e R&B, a cantora e compositora paulistana faz show que passa por canções de seu álbum mais recente, “Raízes” (2018), como “Malandro Chora”.
Casa de Cultura de São Mateus - R. Monte Mandirá, 40, São Mateus. tel. 3793-1054. Dom. (17): 19h. Livre. GRÁTIS  

Olodum 40 Anos de Samba Reggae
Com o Pelourinho, em Salvador, como marco zero, parcerias com nomes como Michael Jackson, apresentações em Copas do Mundo, Jogos Olimpíacos e outros eventos, a banda de samba-reggae celebra, no show, sua trajetória de 40 anos como um dos grandes nomes da divulgação da cultura afro-brasileira e baiana pelo mundo.
Cine Joia - Pça. Carlos Gomes, 82, Centro, tel. 3101-1305. Ter. (19): 23h30. 120 min. 18 anos. Ingr.: R$ 80 a R$ 120. Doando um quilo de alimento não perecível: R$ 40 a R$ 60. Ingr. p/ ingresse.com.  

Oshun
A deusa iorubá das águas doces dá nome ao duo de hip-hop Oshun. Formado pelas americanas Niambi Sala e Thandiwe, a dupla mistura referências de neosoul e hip-hop em composições que falam do feminino, da militância negra e da espiritualidade.
Sesc Pompeia - comedoria - R. Clélia, 93, Água Branca, tel. 3871-7700. 800 pessoas. Sex. (15): 21h30. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 12 a R$ 40. Ingr. p/ sescsp.org.br.  

Palco Praça da República
O principal palco da programação da prefeitura é aberto às 14h, com o encontro entre o bloco Ilu Inã, a rapper paulista Tássia Reis e o cantor Melvin Santhana. Às 17h, a representante do R&B e rap Drik Barbosa convida KL Jay, dos Racionais MC’s, para tocar o clássico álbum do grupo, “Sobrevivendo no Inferno” (1997). Quem encerra a programação é Jorge Ben Jor, que, a partir das 20h, percorre canções consagradas de sua carreira, como “País Tropical”.
Praça da República, região central. Qua. (20): a partir das 14h. Livre. GRÁTIS  

Paula Lima
A cantora paulistana mistura hits e canções recentes no repertório do show "Mil Estrelas", nome de seu single mais recente. Além de “Fiu Fiu”, ela também percorre músicas importantes da sua carreira, como “Meu Guarda-Chuva”, “Tirou Onda” e “É Isso Aí”.
Memorial da América Latina - Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, região central, tel. 3823-4600. Qua. (20): 15h. 90 min. Livre. GRÁTIS  

Preta Jazz Festival
O festival que abre a Feira Preta tem a participação da revelação do jazz, Amaro Freitas Trio, do grupo que estuda a voz da mulher ancestral na música brasileira, Clarianas, e do projeto que musicaliza poemas, Renato Gama e a Orquestra Profunda de Delicadeza. A noite ainda promove o encontro entre as musicistas Ana Karina Sebastião e Lenna Bahule.
Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer - plateia interna - Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, portões 2 (pedestre) e 3 (veículos), Parque Ibirapuera, tel. 3629-1075. Qua. (20): 17h. 120 min. Livre. GRÁTIS  

Rael
”Capim-Cidreira” é o nome do novo trabalho do rapper paulistano, que lança o disco na noite na Audio e recebe convidados como Denise D’Paula, Marina Peralta, Daniel Yorubá, Gabriel Elias e DJ Kefing. Além das novas canções, ele ainda deve passar por sucessos como “Envolvidão” e “Ela me Faz”.
Audio - Av. Francisco Matarazzo, 694, Água Branca, tel. 3862-8279. 3.200 pessoas. Sáb. (16): 22h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 80. Ingr. p/ ticket360.com.br.  

Rico Dalasam
Um dos protagonistas do movimento queer rapper brasileiro, o cantor paulista apresenta o show "70 Semanas", que marca o tempo que passou sem lançar músicas. Prestes a apresentar o segundo trabalho, ele toca o primeiro single, “Braille”, e mostra inéditas.
Centro Cultural Olido - Av. São João, 473, Centro, tel. 2899-7370. 297 lugares. Sáb. (16): 20h. 90 min. Livre. GRÁTIS  

Toni Garrido
O cantor e ex-vocalista da banda Cidade Negra apresenta o show "Noites de Orfeu", baseado no espetáculo “50 Anos de Orfeu”, de Haroldo Costa, que conta a história da parceria de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. O repertório tem músicas como “Chega de Saudade”, “O Morro Não Tem Vez” e “Se 
Todos Fossem Iguais a Você”.
Blue Note - Av. Paulista, 2.073, 2º andar, Bela Vista, tel. 3179-0050. 348 lugares. Qua. (20): 20h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 120. Ingr. p/ tudus.com.br.  

Zudizilla
O rapper gaúcho estreia seu disco “Zulu Vol. 1: De Onde Eu Possa Alcançar o Céu sem Deixar o Chão” no palco do Mundo Pensante, com a participação de Drik Barbosa. A discotecagem fica a cargo do DJ Nyack, que acompanha Emicida em seus shows.
Mundo Pensante - R. 13 de Maio, 830, Bela Vista, tel. 5082-2657. 420 pessoas. Qua. (20): 19h. 90 min. 18 anos. Ingr.: R$ 15 a R$ 20. Cem primeiros até 20h: grátis. Ingr. p/ eventbrite.com.br.  

PASSEIOS

Museu Afro Brasil inaugura 12 exposições

Doze exposições integram a celebração do mês da Consciência Negra no Museu Afro Brasil, a partir desta quarta-feira (20). 

A programação conta com uma série de gravuras aquareladas do pintor alemão Johann Moritz Rugendas, que contextualizam a vida da população negra escravizada. 

Há, ainda, uma instalação de Emanoel Araújo, em homenagem os 150 anos do poema “O Navio Negreiro”, de Castro Alves, que descreve a situação dos africanos tirados de suas terras. Outros destaques são as esculturas políticas de Melvin Edwards e as 44 pinturas de Élvio Rocha, sobre a representatividade  de símbolos.

Também na quarta, acontece na parte externa do museu a apresentação do bloco Pega o Lenço e Vai, às 11h. 

Museu Afro Brasil - Av. Pedro Álvares Cabral, portão 10, tel. 3320 8900. Abertura qua. (20). Ter. a dom. 10h às 17h. R$ 6.

Feira Preta

Encontro Internacional Afro-Feminismos de Abya Yala
Na terça (19) e quarta (20), três encontros apresentam um panorama das diferentes organizações políticas de mulheres negras no contexto de Abya Yala, como as lutas dos negros LGBT e as alianças entre mulheres negras e indígenas latino-americanas.
Sesc 24 de Maio - R. 24 de Maio, 109, República, tel. 3350-6300. Ter. (19): 14h e 19h. Qua. (20): 14h. 

Indumentárias Negras em Foco
A miniexposição destaca livros que resgatam histórias e memórias negras, como a investigação das vestimentas de comunidades africanas. Há registros de nomes como Seydou Keïta e Maureen Bisilliat.
IMS Paulista - Av. Paulista, 2.424, tel. 2842-9120. Até 1º/3. Ter., qua. e sex. a dom.: 10h às 20h. Qui. 10h às 22h

O Artista em Processo
O encontro questiona as narrativas periféricas e redesenha o papel do jovem negro na sociedade, por meio da arte, moda e música.
IMS Paulista - Qua. (20): 16h30. Para mais informações, acesse o site: feirapreta.com.br

Àse - Poéticas de Empoderamento
A exposição reúne seis agremiações afro-baianas de conteúdos imagéticos que dialogam sobre a beleza e a luta pela igualdade. Com obras de Filhos de Gandhy, Ilê Aiyê, Malê Debalê, Muzenza, Didá e Cortejo Afro, a mostra é dividida em quatro partes: origens, que dialoga sobre a importância do candomblé como berço de outras entidades, dança, estética e música. 
Caixa Cultural São Paulo - Praça da Sé, 111, Centro, região central, tel. 3321-4400. Até 19/1. Ter. a dom.: 9h às 19h. GRÁTIS 

Afro-feminismos Antirracistas e Justiça Social 
O bate-papo tem mediação de Amanda Carneiro, graduada em ciências sociais, e conta com a presença de Nilza Iraci, coordenadora do Geledés - Instituto da Mulher Negra, Paola Palacios, cofundadora do laboratório comunitário para mulheres negras Negrocentricxs, e Eshe Lewis, antropóloga afro-canadense. Ali, elas discutem realidades e apontam diretrizes para as lutas por justiça social e dignidade das pessoas negras. 
Sesc 24 de Maio - R. 24 de Maio, 109, República, tel.: 3350-6300. Qua. (20): 14h às 17h. Retirado do ingresso com uma hora de antecedência. GRÁTIS

Aula sobre Geni Guimarães com Ana Maria Gonçalves 
A escritora Ana Maria Gonçalves ministra uma aula sobre a também escritora e poeta brasileira Geni Guimarães, que no início dos anos 1980 aproximou-se do grupo Quilombhoje e do debate em torno da literatura negra; ela é a autora de contos publicados na revista Cadernos Negros e do livro “A Cor da Ternura”.  
Biblioteca Mário de Andrade - R. da Consolação, 94, República, região central, tel. 3775-0002. Ter. (19): 19h. GRÁTIS  

BlackTekFest 
Com o tema voltado para o uso de tecnologia como ferramenta de inclusão, a Faculdade Zumbi dos Palmares promove uma feira de experiências tecnológicas, inovação, afro-empreendedorismo e negócios que conta com workshops, oficinas e palestras sobre o mercado de trabalho. Entre as atividades, a programação inclui aulas de programação, na segunda (18), às 10h. No mesmo dia, às 11h, acontece uma conversa sobre o mercado de cosplayers e as oportunidades de trabalho nesta área. 
Faculdade Zumbi dos Palmares - Av. Santos Dumont, 843, Luz, s/ tel. Seg. (18) a qua. (20): 10h às 20h. GRÁTIS 

Conexão Estética e Resistência
O bate-papo reúne a senegalense Mama e as brasileiras Sheila Makeda e Renata Prado, mulheres que são influenciadoras visuais e empreendedoras do mercado da moda, para falar sobre a identidade estética de povos negros. Durante o evento, acontece também uma apresentação da rapper Preta Rara, autora de músicas como “Falsa Abolição” e “Filha de Dandara”.
Sesc Avenida Paulista - biblioteca - 15º andar - Av. Paulista, 119, Bela Vista, região central, tel. 3170-0800. Sex. (15): 16h30. Livre. GRÁTIS  

Contação de Histórias: Griôs do Quênia
No evento, o público é convidado a conhecer contos que tem como pano de fundo a África, como “Lila e o Segredo da Chuva”, de David Conway, e “Os Gêmeos do Tambor”, de Rogério Andrade Barbosa. Além da contação de histórias, a programação inclui uma tradição griô, em que todos ficam sentados em círculo em volta da fogueira.
Fábrica de Cultura Vila Curuçá - R. Pedra Dourada, 65, Jardim Robru, tel. 2016-3316. Ter. (19): às 11h. GRÁTIS 

Encontro Nacional de Capoeira
Na quarta-feira (20), o Memorial da América Latina é tomado por rodas de capoeira de diferentes estilos como o regional, o angolano e o contemporâneo, a partir das 11h. Após a roda, o mestre Natanael, conduz um canto de despedida, tradicionalmente executado no final das rodas de capoeira. A programação conta ainda com dois shows, o de Carolina Soares, às 14h, e o de Paula Lima, às 15h30. 
Memorial da América Latina - Praça Cívica, s/nº, portões 2 e 5, Barra Funda, tel. 3823-4600. Qua. (20): 10h às 16h. GRÁTIS

Feira de Vinis
Celebrado na quarta-feira (20), o Dia da Consciência Negra é o tema da feira de vinis, que conta com expositores que levam suas raridades ao evento, com colecionadores e entusiastas da black music nacional.
Centro Cultural Olido - Av. São João, 473, Centro, região central, tel. 2899-7370. Qua. (20): 13h às 17h. Livre. GRÁTIS  

Gritem-me Negra! 
O projeto Gritem-me Negra! promove uma roda de conversa com o intuito de analisar as atuações políticas atuais com um olhar para o futuro. O debate também aborda temas como as narrativas afro-trans-indígenas femininas. O evento conta com a presença de Anielle Franco, Antonieta Luisa Costa, Maria Rosalina e Natália Neris. Há, ainda, uma performance da rapper Katu Mirim. 
Sesc Pompeia - R. Clélia, 93, Água Branca, tel. 3871-7700. Qua. (20): 17h. GRÁTIS 

Histórias em Primeira Pessoa
O Bispo Lab, coletivo que promove estudos sobre a população negra nas artes e no design, promove a oficina no Sesc Guarulhos sobre comparações com memórias familiares individuais. Ali, a proposta é que os participantes criem colagens que façam uma reflexão sobre os discursos que moldaram o imaginário brasileiro por meio da arte.
R. Guilherme Lino dos Santos, 1.200, Guarulhos, tel. 2475-5550. Qua. (20): 14h30. GRÁTIS 

Maratona de Ritmos Dançantes
A programação reúne pequenas apresentações e oficinas de diferentes ritmos das danças urbanas, como hip-hop, breaking,  passinhos, wacking e house. 
Sesc Parque Dom Pedro 2º - Praça São Vito, s/nº, Brás, região central, tel. 3111-7400. Sex. (15): 15h. GRÁTIS

Oficina de Mancala
A oficina ensina aos participantes a mancala, um jogo de estratégia originado do Egito que é relacionado ao movimento das sementes. A movimentação das peças são associadas à trajetória celeste das estrelas e o tabuleiro simboliza o Arco Sagrado.
Sesc Santo Amaro - R. Amador Bueno, 505, Santo Amaro, tel. 5541-4000. Ter. (19): 11h30. GRÁTIS 

Palavras a Caminho
O coletivo Cafuzas leva narradoras-mediadoras à Casa das Rosas. Posicionadas em diferentes pontos do museu, elas propõem encontros pelas palavras poéticas de histórias indígenas, africanas e afro-brasileiras. 
Casa das Rosas - Av. Paulista, 37, Bela Vista, região central, tel. 3285-6986. Qua. (20): 11h. GRÁTIS 

Ponto em Verso 
A atividade é iniciada pela artista educadora Blenda Souto Maior, que incentiva o público a bordar tanto trechos de poemas quanto obras em outros formatos escritas por mulheres negras com mensagens de força de reflexão sobre o tema. O objetivo da oficina é estimular a leitura e o diálogo sobre o protagonismo dessas mulheres.
Casa das Rosas - Av. Paulista, 37, Bela Vista, tel. 3285-6986. Qua. (20): 14h. GRÁTIS 

Preta Leste
O cortejo chega à quarta edição com o intuito de levar integração entre as gerações e destacar trabalhos de profissionais negros que passaram pela formação artística promovida pela Oficina Cultural Alfredo Volpi. Até o final de novembro, acontecem shows, cortejos, rodas de conversas, espetáculos teatrais e de dança. Na quinta-feira (21), às 20h, acontece a apresentação de “Jurema: Uma Lenda, um Musical”.
Oficina Cultural Alfredo Volpi - R. Américo Salvador Novelli, 416, Itaquera, tel. 2205-5180. Qui. (21): 20h. Livre. GRÁTIS  

Quando me Descobri Negra
A partir do livro “Quando me Descobri Negra”, escrito por Bianca Santana, a roda de conversa trata do racismo velado do dia a dia. Na obra em questão, a autora reúne relatos pessoais e ouvidas de outras mulheres e homens negros.
Fábrica de Cultura Itaim Paulista - R. Estudantes da China, 500, Itaim Paulista, tel. 2025-1991. Qua. (20): 15h. GRÁTIS

Rosário Negro: outras Dimensões do Sagrado
Com mediação dos pesquisadores, Marcelo Vitale Teodoro da Silva e Thais Fernanda Alves Avelar, a visita passa por alguns pontos da região metropolitana de São Paulo com o objetivo de propor uma reflexão aos territórios que tenham alguma relação com a população negra. Para isso, o passeio visita três regiões, o centro da cidade de Guarulhos, o bairro da Penha e o centro de São Paulo. 
Sesc Guarulhos - R. Guilherme Lino dos Santos, 1.200, Guarulhos. Sáb. (16): 9h. GRÁTIS 

Roteiro de Memórias Negras
Promovido pela prefeitura, a caminhada conta com a mediação do jornalista e escritor José Abílio Ferreira. O roteiro passa pela Liberdade, bairro conhecido como espaço da comunidade japonesa em São Paulo, mas que em origem era uma região marcada pelos embates e tensões ligadas ao contexto escravocrata brasileiro. A praça da Liberdade, por exemplo, era conhecida no período colonial como largo da Forca, o nome se deve às execuções de criminosos e escravos que aconteciam por ali até 1891.
Igreja do Carmo (local de partida) - Av. Rangel Pestana, 230, Sé, tel. 3242-8361.Ter. (19): 19h. GRÁTIS 

Sarau Afrikanse
A programação encerra o ciclo de atividades da Semana Afrikanse, que acontece no Sesc Avenida Paulista. A poética africana, desde a oralidade, musical, escrita e falada, é representada pelo Vocal Kuimba, de Angola, e por Anani Sanouvi, de Togo. O sarau também acontece na quinta-feira (21), no Centro Cultural Grajaú, às 19h, e integra o mês da Consciência Negra, promovido pela Prefeitura de São Paulo.
Sesc Avenida Paulista - praça - Av. Paulista, 119, Bela Vista, tel. 3170-0800. Dom. (17): 17h30. Até 17/11. Livre. GRÁTIS  

Sarau Africano 
Promovido pelo coletivo Raízes, o sarau tem como objetivo enaltecer o conhecimento da cultura africana no Brasil, por meio da intervenção de jovens artistas, acadêmicos e ativistas africanos residentes no Brasil.
Sesc Santo Amaro - R. Amador Bueno, 505, Santo Amaro, tel. 5541-4000. Dom. (17): 17h. GRÁTIS 

Sarau das Pretas 
O sarau promove reflexões sobre ancestralidade, feminismo e cultura. Por ali, o público vai conhecer a poesia falada, cantada ou declamada, ao som de tambores e com corpos em movimento. O evento é formado pela poeta Elizandra Souza, pela atriz Jô Freitas, pela escritora multimídia Thata Alves e pela percussionista jongueira Taissol Ziggy. 
Casa das Rosas - Av. Paulista, 37, Bela Vista, região central, tel. 3285-6986. Qua. (20): 17h. GRÁTIS 

Turbante como Resistência
A conversa fala sobre o significado dos turbantes para as mulheres negras, que remete à ancestralidade e também à resistência e vai além das questões estéticas. Em seguida, acontece uma oficina do adereço. 
Fábrica de Cultura Brasilândia - Av. General Penha Brasil, 2.508, tel. 3859-2300. Ter. (19): 15h. GRÁTIS 

Ubuntu
O nome do evento faz referência a uma noção nascida das línguas africanas zulu e xhosa, que significa “humanidade para todos”. A programação conta com intervenções artísticas que  reúnem encontros com música, dança, poesia e reflexão sobre a situação dos negros no Brasil.
Fábrica de Cultura Itaim Paulista - R. Estudantes da China, 500, Itaim Paulista, tel. 2025-1991. Ter. (19): 9h e 14h. GRÁTIS 

Visita Educativa ao Museu do Futebol 
Nesta quarta-feira (20), a tradicional visita pelo Museu do Futebol terá um olhar diferente e discute as personalidade negras presentes no acervo e também dialoga sobre preconceito dentro e fora dos gramados. O espaço também promove outras atividades ao longo do dia, como um jogo da memória adaptado com personalidades negras e uma oficina em que os participantes aprendem a fazer uma boneca abayomi, originalmente feita pelas mulheres escravas para acalentar os filhos durante o trajeto de navio entre a África e o Brasil. 
Museu do Futebol - Praça Charles Miller, s/nº, Pacaembu, tel. 3664-3848. Qua. (20): 10h às 15h30. R$ 20. 

Vivência Danças Angolanas
Na atividade, um grupo formado por dançarinos angolanos apresenta coreografias de danças tradicionais do país em que eles nasceram, que contam com manifestações que sobreviveram às guerras e a influência de estrangeiros e integram até hoje a tradição rural do país. Na ocasião, eles também apresentam coreografias de kuduro e afro-house, danças populares, que se popularizaram e se tornaram uma febre em todo o país.
Sesc Pinheiros - R. Pais Leme, 195, Pinheiros, tel.: 3095-9400. Qua. (20): 16h. GRÁTIS 

Evento trata da presença negra na literatura

A Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, também chamada de FlinkSampa, acontece entre segunda (18) e quarta-feira (20), na Faculdade Zumbi dos Palmares. 

Em sua sétima edição, o evento é um dos destaques da Virada da Consciência e reúne debates, lançamentos de livros e oficinas. 

Neste ano, o homenageado é o escritor Machado de Assis, que teve a identidade negra reivindicada por militantes. Entre as mesas, uma delas discute a negritude na época em que o autor de “Dom Casmurro” ainda era vivo, na quarta-feira (19), às 11h.

O evento se estende às crianças com a Flinkinha, que entre as atrações recebe dois personagens negros da Turma da Mônica (Jeremias e Milena) na terça (18), às 11h30. 

Faculdade Zumbi dos Palmares - auditório - Av. Santos Dumont, 843, Luz, s/ tel. Seg. a qua.: 10h às 20h. Até 20/11. Livre. GRÁTIS  

CRIANÇA

Bituca - Milton Nascimento para Crianças
Inspirado na trajetória de Milton Nascimento, o espetáculo acompanha a experiência do jovem Bituca na escola e como ele lida com o bullying dos colegas por ser negro e ter pais adotivos brancos.
Sesc Ipiranga - teatro - R. Bom Pastor, 822, Ipiranga, tel. 3340-2000. 200 lugares. Qua., sex. e dom.: 11h. Até 20/11. Ingr.: R$ 6 a R$ 20. Menores de 12 anos: grátis.  

Cena do musical "Bituca - Milton Nascimento para Crianças"
Cena do musical "Bituca - Milton Nascimento para Crianças" - Divulgação

 

Dikeledi e as Voltas que o Mundo Dá
O Núcleo Histórias de Comadres apresenta a história da princesa africana Dikeledi que tem a missão de trazer a paz para os povos. Para isso, ela usa a sabedoria aprendida com seu avô, cujo espírito se transformou num novo instrumento, o berimbau.
Sesc São Caetano - R. Piauí, 554, Santa Paula, São Caetano do Sul, tel. 4223-8800. Sáb.(16): 12h. 60 min. Livre. GRÁTIS

Espaço Afro Lúdico
O espaço conta com objetos e materiais que aludem à cultura afro-brasileira, com instrumentos musicais, jogos e brinquedos. A área é para crianças até seis anos.
Sesc Campo Limpo - R. Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, Chácara Nossa Senhora do Bom Conselho, tel. 5510-2700. Até 24/11. GRÁTIS

Grafite: Basquiat
O museu celebra o Dia da Consciência Negra com oficinas, como a que ensina a fazer máscaras e carimbos usando como referências o grafite e o trabalho do pintor americano Basquiat.
Museu da Imaginação - R. Ricardo Cavatton, 251, Lapa de Baixo, tel. 2645-7590. Sáb. (16): 14h. Livre. Ingr.: R$ 50 a R$ 70. 

Obra "Procession" de Jean-Michel Basquiat - Danilo Verpa/Folhapress

 

Histórias da Mala de Ébano
A viajante Nanana Bo Sele Sele compartilha suas aventuras no continente africano e os ensinamentos de seus ancestrais, como a narrativa de Kethiwe, apaixonada por Calimba.
Centro Cultural da Penha - Lgo. do Rosário, 20, Penha de França, tel. 2295-0401. Sáb.: 15h. Até 23/11. 50 min. Livre. GRÁTIS  

A Noite que a Morte Dançou
Com participação especial de Chico César e Antônio Nobrega, a peça usa elementos de dança, circo e música para narrar um conto africano, que fala da visita inconveniente da morte em uma cidade.
Instituto Brincante - R. Purpurina, 412, Sumarezinho, tel. 3816-0575. Qua. (20): 21h. Ingr.: R$ 40.  

TEATRO

Barulho d’Água
Protagonizada por Alexandre Rodrigues (o Buscapé de “Cidade de Deus”; 2002), a peça do italiano Marco Martinelli narra o drama dos refugiados africanos, que, na tentativa de chegar à Europa, morrem atravessando o mar.
Teatro João Caetano - R. Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, tel. 5573-3774. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 19h. Até 17/11. Ingr.: R$ 30. 

Cartas à Madame Satã
O monólogo investiga a afetividade negra a partir da costura de cartas confessionais endereçadas a Madame Satã, transformista e capoeirista emblemático do Rio de Janeiro do início do século 20.
CCSP - R. Vergueiro, 1.000, Liberdade, tel. 3397-4002. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 20h. Até 17/11. Retirar ingr. uma hora antes. GRÁTIS 

Cenas Negras em Encruzilhadas
A peça fala das tensões étnicas e da busca de identidade partindo do diálogo criativo acerca dos vissungos —cantos entoados por escravos em campos de mineração.
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149, Bela Vista, tel. 2168-1777. 100 lugares. Ter.: 20h. Até 19/11. Retirar ingr. uma hora antes. GRÁTIS  

Elza
O musical narra a trajetória da cantora desde a juventude, passando por sua primeira apresentação na TV e seu relacionamento com Garrincha.
Teatro Porto Seguro - Al. Br. de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Sex. e sáb.: 20h. Dom.: 19h. Até 15/12. Sessão extra sex. (15), 20h. Ingr.: R$ 60 a R$ 80 p/ tudus.com.br. 

(In)justiça
Parte da programação do dia 13 ao dia 20, o espetáculo "(Re)Existência do Povo Negro" reflete sobre os mecanismos de opressão do sistema judiciário brasileiro ao narrar a história de um jovem que, sem querer, comete um crime.
Sesc Belenzinho - R. Pe. Adelino, 1.000, Quarta Parada, tel. 2076-9700. Qua., sex. e dom.: 17h. Sáb.: 20h. Reestreia sex. (15). Até 8/12. Ingr.: R$ 9 a R$ 30 p/ sescsp.org.br.  

Jurema
Parte da programação Preta Leste, promovida pela Oficina Cultural Alfredo Volpi, a peça conta o mito da cabocla Jurema, a primeira mulher guerreira de sua tribo.
Oficina Cultural Alfredo Volpi - R. Américo Salvador Novelli, 416, Itaquera, tel. 2205-5180. Qui.: 20h. Até 21/11. Retirar ingr. 30 min. antes. GRÁTIS  

Obi, o Canto dos Orixás
Na performance, a Cia Ópera do Mendigo parte de uma pesquisa sobre os cantos das cerimônias religiosas do candomblé para narrar lendas africanas.
CEU Butantã - teatro Carlos Zara - Av. Eng. Heitor Antônio Eiras Garcia, 1.870, Jardim Esmeralda, tel. 3732-4557. Sáb.: 18h. Dom.: 11h. Estreia sáb. (16). Até 1º/12. GRÁTIS  

Dança

Bismas das Acácias
Diretamente de Angola, o grupo parte do folclore de seu país para a criação de coreografias que retratam o cotidiano da vida rural.
Itaú Cultural - Av. Paulista, 149, Bela Vista, tel. 2168-1777. Sex.: 16h. Até 15/11. GRÁTIS  

Santana no Passinho
Idealizadores da festa Heavy Baile misturam o batidão do funk aos sons da música eletrônica nesta apresentação de passinho.
Sesc Santana - Av. Luiz Dumont Villares, 579, Jardim São Paulo, tel. 2971-8700. Sáb.: 19h. Até 16/11. GRÁTIS 

CINEMA

Audiovisual Negro
Na quarta (20), às 15h, o Paço das Artes exibe quatro curtas feitos por negros: "Tempo de Cura” e “Reverb”, de Ana Paula Mathias, e “Arquitetura da Exclusão" e “Não Vamos Obedecer”, de Daniel Lima. A entrada é gratuita e após as sessões haverá debate com os diretores.
MIS - Av. Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777. Qua. (20): 15h. GRÁTIS

Besouro
A Biblioteca São Paulo exibe na terça (19) o filme sobre o ex-escravo que se tornou um dos maiores capoeiristas brasileiros.
Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, Canindé, região norte, tel. 2089-0800. Ter. (19): 14h. GRÁTIS

Bixa Travesty
Na quarta-feira (20) ocorre a pré-estreia do documentário sobre a cantora Linn da Quebrada. A produção retrata sua trajetória artística e sua luta pela desconstrução de estereótipos de gênero, classe e raça.
Espaço Itaú de Cinema - Augusta 1 - R. Augusta, 1.470/1.475, Consolação, tel. 3288-6780. Qua. (20): 21h30. GRÁTIS

Cena do documentário 'Bixa Travesty'
Cena do documentário 'Bixa Travesty' - Divulgação

Branco Sai, Preto Fica 
Na edição de novembro do #CineCiência, o MIS exibe o filme de Adirley Queirós que aborda a segregação racial na periferia de Brasília a partir de um incidente em que dois homens são feridos a bala em um baile de black music. Após a sessão haverá debate com o pesquisador Guilherme Lourenço, que estuda o pensamento anticolonial latino-americano.
MIS - Av. Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777. Dom. (17): 16h. GRÁTIS 

Mostra Poder Preto
Até 24 de novembro, o Cinusp exibe produções que simbolizam a conquista da representatividade negra no meio audiovisual. Integram a programação filmes como “Nós” (2019), de Jordan Peele, e “Se a Rua Beale Falasse” (2018), de Barry Jenkins.

Centro Universitário Maria Antônia - R. Maria Antônia, 294, Vila Buarque, região central, tel. 3123-5202. GRÁTIS.
Cinusp Paulo Emílio ​- R. do Anfiteatro, 181, Colmeia, favo 4, Butantã, região oeste, tel. 3091-3540. GRÁTIS.
​Programação completa em usp.br/cinusp.

Mostra Steve McQueen
Na quarta (20), o MIS exibe na sequência três filmes do diretor: “Shame” (2011), às 14h; “12 Anos de Escravidão” (2013), às 16h; e “As Viúvas” (2018), às 18h30. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência.
MIS - Av. Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777. Qui. (20): 14h. GRÁTIS.

Pantera Negra
O projeto Cine na Praça, que leva filmes gratuitamente à praça Victor Civita, exibe o longa da Marvel. A trama mostra a ascensão ao trono do príncipe T’Challa, que assume o governo de uma nação africana tecnologicamente desenvolvida após a morte de seu pai.
Praça Victor Civita - R. Sumidouro, 580, Pinheiros, tel. 5102-2050. Qui. (21): 20h. GRÁTIS. 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais