Descrição de chapéu Coronavírus
Passeios

Fique em casa: espaços culturais de São Paulo oferecem programação virtual

Masp, Pinacoteca, Museu do Futebol e Fiesp estão entre as instituições com atrações online

São Paulo

Passar os dias inteiros dentro de casa durante o isolamento social pode parecer um pesadelo, principalmente quando bate aquela vontade de dar uma volta e ver cenários diferentes daqueles do interior de uma casa ou apartamento.

Uma das alternativas que pode ajudar a controlar esse desejo e que ainda contribui para aumentar o repertório cultural é a programação online de museus e espaços culturais. Confira.

Casa das Rosas
A Casa das Rosas destaca a #culturaemcasa, criada pela Secretaria de Cultura do Estado. O Museu estará disponibilizando aulas, dicas de leitura, filmes e muito conteúdo de seu acervo em suas redes sociais. Veja em: facebook.com/casadasrosas

Centro cultural Fiesp
Já o Centro Cultural Fiesp está preparando orientações para artistas sobre editais futuros do Sesi-SP. Além de dicas culturais para o período de quarentena com atividades para serem feitas em casa, também irão relembrar atividades que já utilizaram o espaço por meio das redes sociais.
@centroculturalfiesp

IMS
Já no IMS Paulista, a programação segue suspensa por tempo indeterminado. Contudo, vale a pena conferir um acervo em vídeo, do refugiado alemão Peter Scheier. O arquivo representa os 35 anos de trabalho de Scheier no Brasil. O fotógrafo amador, vindo para o Brasil através de uma carta-convite para trabalhar em um frigorífico, consolidou sua paixão por fotografias, trabalhando profissionalmente desde encomendas de fábrica de chuveiro à empresas jornalistícas.
Veja a trajetória completa em: ims.com.br

Instituto Tomie Ohtake
Para quem não consegue ficar longe dos museus, o Instituto Tomie Ohtake disponibiliza em formato de vídeo a exposição “Tomie Ohtake – Poesia se Medita”, que apresenta textos de Haroldo de Campos e obras da própria Tomie e a exposição LUMINA, de Mariana Palma com curadoria de Priscyla Gomes. Além disso é possível encontrar informações extras sobre a exposição "Murakami por Murakami", encerrada 15/3 no museu.
@institutotomieohtake

Itaú Cultural
O Itaú Cultural promove uma extensa programação em seu site com seu acervo de videoguias, podcasts e uma variada sessão de entrevistas. Vale destaque para a disponibilização digital da exposição Sandra Cinto: das Ideias no Cabeça aos Olhos no Céu, curadoria de Paulo Herkenhoff e da Ocupação Rino Levi, que foca no arquiteto e urbanista paulistano com suas principais obras a partir do final da década de 20. Acesse em: itaucultural.org.br

MAC USP
Em tempos de quarentena o MAC USP promove a coleção online MAC Essencial. Entre os conteúdos disponíveis temos a série em quatro volumes "Acervo: Outras Abordagens", que propõe ampliar e divulgar as obras do acervo do museu utilizando textos críticos. Além deste temos o volume "Terra Brasilis: arte brasileira no acervo conceitual do MAC USP" que busca destacar os artistas, alunos e pesquisadores brasileiros que contribuiram para o acervo.
@mac_usp

Masp
O Masp está alimentando suas redes sociais com o seu grande Acervo em Transformação, obras de Alfredo Volpi (1896-1988), Frans Post (1612-1680) e Claude Monet (1840-1926) já podem ser conferidas em suas redes. Também vale citar o aplicativo Masp Áudios, que mostra o acervo em formato de relatos de artistas, curadores, professores e até crianças. Além disso é prometido mais detalhes sobre exposições, artistas e conteúdos no canal do museu no YouTube.
Mais em: masp.org.br

MIS
O Museu da Imagem e do Som (MIS) está com as redes sociais a todo vapor com lançamentos de entrevistas e bate-papos sobre cultura. A série chamada #misemcasa já apresentou o depoimento da atriz Eva Wilma sobre uma quase participação em um filme de Alfred Hitchcock, além de uma conversa com o cineasta Fernando Meirelles sobre o filme mais recente que dirigiu, Dois Papas.
Veja a programação em em: mis-sp.org.br

Museu Afro Brasil
Por meio do Google Arts & Culture, o Museu Afro Brasil promove a programação online com a exposição O Maracatu e o Guerreiro de Alagoas: Festividades Afro-Brasileiras. Nela, conta em detalhes o maracatu, criação negra pernambucana que é umas das festividades mais populares e coloridas) do Brasil, caracterizada pela mistura de instrumentos, como a cuíca, o zabumba e o ganzá, dando ritmo ao movimento corporal. Há, ainda, a exposição Panos e Tapas, com estilos e técnicas de povos africanos, como a Saia Envelope, criada pelo povo Bakuba.
Mais em: artsandculture.google

Museu Catavento
O espaço disponibiliza a série #cataventoemcasa no Youtube, em que propõe um tutorial despojado para combater o vírus. No vídeo inicial, Pâmella Andrade usa um par de luvas, tinta plástica e papel toalha para ensina como lavar as mãos corretamente em 20 segundos, seguindo seis movimentos essenciais.
Confira no canal do Museu Catavento

Museu do Futebol
Ainda pela plataforma do Google, entre as virtuais do Museu do Futebol, destaque para a mostra Lea Campos, a Primeira Árbitra, que narra a trajetória da mineira apaixonada por futebol. A saga dessa brilhante carreira também é marcada por machismo e preconceito, muito mais atenuante àquela época. Nos 1967, já coroada rainha do carnaval, decide seguir sua vocação, fazendo curso e se tornando juíz de futebol.
Confirma em: museudofutebol.org.br

Novo Museu do Ipiranga
Em parceria com a Wikipedia, o museu promove um concurso online com prêmios de até R$ 2.500 para ampliar as informações sobre a instituição na plataforma. O objetivo é melhorar cerca de cem artigos virtuais sobre temas relacionados ao museu, como sua história, o de pessoas importantes para seu desenvolvimento e, claro, o acervo. A competição, integralmente virtual fica aberta de 15 de março a 15 de junho e os interessados devem conferir as regras para participar.
Acesse o regulamento em: wikipedia.org

Paço das Artes
O Paço das Artes, por meio do #paçoemtodolugar promete intensificar a programação online com projetos, ações, e materiais especiais sobre artistas e exposição passadas, contando com detalhes a história dos mais de 50 anos de existência do museu.
@pacodasartes

Pinacoteca
No seu perfil no Instagram, com a hashtag #pinaemcasa, o espaço expõe diariamente importantes obras da sua coleção. Entre elas estão Balde de Anil, do português Souza Pinto, que retrata costumes da vivência no campo, da França e de Portugal, e Coração Ferido, pintura realizada em 1913 em Paris pela campineira Nicota Bayeux.
@pinacotecasp

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas