Descrição de chapéu saúde música
Shows

Fique em casa: Coachella lança documentário de 20 anos; veja outros filmes sobre festivais

Documentários vão dos fiascos, como Fyre Festival, ao histórico Woodstock

Se estivéssemos em um mundo sem o novo coronavírus, o Coachella, um dos maiores festivais de música do mundo que anualmente acontece no deserto Colorado, nos Estados Unidos, começaria nesta sexta (10).

Não deu certo, e a 21ª edição do evento foi adiada para outubro, mas o festival decidiu lançar um documentário sobre seus 20 anos, de graça e no YouTube, para compensar.

Momentos marcantes das duas décadas aparecem no filme, que inclui imagens de arquivo de shows de Beyoncé, Travis Scott, Madonna e Paul McCartney, e entrevistas com Billie Eilish e outros artistas.

Como um filme só não é suficiente para a quarentena inteira, veja abaixo uma lista com outros documentários sobre festivais de música brasileiros ou não, e que deram certo ou muito errado.

O Barato de Iacanga
Thiago Mattar. 2019. 16 anos. 93 min. netflix.com.br
O documentário conta a história do lendário festival de música brasileira ao ar livre que teve quatro edições nas décadas de 1970 e 1980. Conhecido como o Woodstock brasileiro, o Festival de Águas Claras, criado por um grupo de jovens da contracultura, reuniu milhares de hippies e shows de Gilberto Gil, Hermeto Pascoal, João Gilberto, Raul Seixas e Jorge Mautner na pequena cidade paulista.

Coachella: 20 Anos no Deserto
Chris Perkel. 2019. 104 min. YouTube
Mesmo com sua edição de 2020 adiada para outubro, um dos maiores festivais de música do mundo lança o documentário sobre seus 20 anos nesta sexta (10), dia em que começaria no deserto da Califórnia, nos Estados Unidos.

A produção relembra shows de gigantes, como Madonna, Paul McCartney e Radiohead —sem se esquecer de momentos marcantes, como as apresentações de Beyoncé em 2018, que ficou conhecid como Beychella e cuja produção virou um DVD, e o holograma do rapper Tupac na performance de Snoop Dogg, em 2012. O filme tem legendas em inglês.

O Festival de Woodstock
Barak Goodman. 2019. 81 min. philos.tv
Com o nome original de “'Woodstock: Three Days That Defined a Generation”, o filme de 2019 —ano que o festival completou cinco décadas— usa as vozes de personagens que foram ao evento para contar sua história, do caos dos bastidores ao legado de sua realização.

O Poder do Soul
Jeffrey Kusama-Hinte. 2008. 13 anos. 92 min. Google Play e iTunes
O filme narra o festival Zaire 74, que aconteceu na atual República Democrática do Congo entre 22 e 24 de setembro de 1974. Originalmente pensado para promover a disputa de boxe entre Muhammad Ali e George Foreman, o evento continuou de pé após o cancelamento da luta e recebeu 80 mil pessoas e shows de James Brown, Bill Withers e B.B King, tornando-se uma celebração da luta negra.

O cantor James Brown durante show na Holanda, em 2004
O cantor James Brown durante show na Holanda, em 2004 - Robin Utrecht/AFP

Fyre Festival: Fiasco no Caribe
Chris Smith. 2019. 14 anos. 97 min. netflix.com.br
O festival de 2017 conhecido internacionalmente por seu fiasco tem sua história contada no divertido filme. Vendido como uma experiência musical luxuosa em uma ilha exclusiva nas Bahamas, o evento se tornou inesquecível por suas tendas improvisadas, atrações canceladas e falta de água e comida.

​​This Was Tomorrow
Wim Bonte. 2015. 12 anos. 77 min. netflix.com.br
Vendido como um retrato sobre os dez anos do gigante festival belga e sua primeira edição no Brasil, em 2015, o documentário ganha tons de propaganda em boa parte das cenas, mas deve agradar os fãs de música eletrônica com depoimentos de DJs como David Guetta e Steve Aoki.

Woodstock - 3 Dias de Paz, Amor e Música
Michael Wadleigh. 1970. 184 min. iTunes
Considerado o retrato definitivo do festival, uma vez que foi lançado apenas um ano depois do evento, o documentário mergulha nas imagens de arquivo para explorar os lados positivos e negativos daqueles três dias —do abuso das drogas às doações de alimento feitas por moradores da cidade quando a comida dos hippies acabou.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais