Festival Varilux ocupa 11 cinemas da cidade com filmes franceses inéditos

Evento começa nesta quarta (6) e exibe 21 filmes até o dia 20/6

Priscila Camazano
São Paulo

 

Começa nesta quarta (6) o Festival Varilux de Cinema Francês, que exibe 21 filmes até o dia 20/6. Neste ano, o evento ocupa 11 cinemas da capital, além do teatro da Aliança Francesa. 


Estão programados  20 longas da nova safra francesa, inéditos no país, além do clássico “Z” (1969), de Costa-Gavras. 


Na abertura da mostra, na quarta, as duas primeiras sessões do dia nos cinemas Caixa Belas Artes, Cinearte Petrobras e Espaço Itaú de Cinema Augusta são gratuitas e seguidas de debates com atores e diretores. 


Serão cinco os filmes exibidos,  caso de  “O Amante Duplo” (2017), novo filme de François Ozon (“Oito Mulheres”), inspirado em livro de Joyce Carol Oates e protagonizado por Jérémie Renier, que vem ao festival também para apresentar  “Carnívoras” (2018), sua estreia na direção, ao lado do irmão Yannick, sobre duas irmãs que querem ser atrizes.


Outros são “Primavera em Casablanca” (2017), de Nabil Ayouch (“Muito Amadas”), em que cinco histórias se encontram nas ruas da cidade marroquina, e “Marvin” (2017), de Anne Fontaine (“Agnus Dei”), premiado em Veneza e com Isabelle Huppert, sobre um garoto que foge de seu vilarejo.


E, por fim, “O Poder de Diane” (2017), de Fabien Gorgeart, que conta a história de uma mulher (Clotilde Hesme, de “Canções de Amor”) que aceita ser barriga de aluguel de seus melhores amigos.


Na seleção da mostra, há ainda “Gauguin - Viagem ao Taiti”, com Vincent Cassel como o pintor, “A Busca do Chef Ducasse”, documentário sobre Alain Ducasse, e “Nos Vemos no Paraíso”, vencedor de cinco prêmios César. O festival tem filmes e workshop de realidade virtual e uma seleção de curtas-metragens.


Confira programação completa em variluxcinefrances.com

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais