Descrição de chapéu cinema
Cinema

Festival Internacional de Curtas exibe 323 produções de 53 países a partir de quinta (23)

Com o tema Em Busca do Tempo de Agora, a edição traz produções que discutem questões atuais

Priscila Camazano
São Paulo

A 29ª edição do Festival Internacional de Curtas começa nesta quinta (23) e vai até 2/9. Com o tema Em Busca do Tempo de Agora, a edição traz produções que discutem questões atuais como feminismo, racismo, homossexualidade e imigração.


Serão exibidas 323 produções de 53 países, divididas em mostras (internacional, latino-americana e brasileiros), programas especiais, como filmes de terror e infantojuvenil, e além de workshops e debates.
As sessões, exibidas gratuitamente, acontecem no MIS, Cinesesc, Cinemateca, Espaço Itaú Augusta, Cinusp, CCSP e em 17 salas do Circuito Spcine.


A novidade este ano está na programação especial composta por mostras como: 70 Anos da Declaração dos Direitos Humanos, A Juventude de Herzog e Wenders, com a exibição dos primeiros filmes realizados pelos dois diretores alemães, A Suíça em Foco e A Quinzena dos Realizadores, que traz cinco produções de destaque no Festival de Cannes, como “Skip Day” (2018), de Patrick Bresnan e Ivete Lucas,  e “Nossa Canção para Guerra”, de Juanita Onzaga.


Confira, a seguir, alguns destaques.

Peripatético
O curta de Jéssica Queiroz narra a história de três amigos de infância que vivem na periferia de São Paulo. Em meio às demandas do mundo adulto, eles têm a vida mudada depois dos ataques do PCC, em maio de 2006.  
Mostra Infantojuvenil, sessão 2: Qui. (23), 17h, no CCSP. Sex. (24), 21h30, no CineSesc. Sáb. (25), 18h, na Cinemateca. Ter. (28), 16h, no Cinusp. Qua. (29), 15h, no CCSP. 

O Órfão
Inspirado em fatos reais, o curta de Carolina Markowicz conta a história de Jonathas, garoto órfão que, depois de ser adotado, é devolvido ao abrigo quando os novos pais descobrem que ele é homossexual.  
Mostra Brasil, sessão 9: Qua. (29), 19h30, no Cinesesc. Qui. (30), 19h, no CCSP. Sex. (31), 19h, Cinusp. 

Terra Molhada
Exibido nos festivais de Sundance e Veneza, o curta-metragem do diretor colombiano Juan Sebastián Mesa retrata o impacto da construção de uma usina hidrelétrica na vida de um jovem e de seus avós.
Mostra Latino-Americana, sessão 1: Qui. (23), 19h, no MIS. Sáb. (25), 15h, no Cinesesc

Skip Day
Vencedor do prêmio de melhor curta-metragem no Festival de Cannes, o filme do americano Patrick Bresnan e da brasileira Ivete Lucas se passa na Flórida e conta a história de um grupo de jovens que acaba de terminar o ensino médio e tem de lidar com a vida adulta.
Quinzena dos Realizadores: Qui. (23), 19h, no Espaço Itaú de Cinema. Sex. (24), 15h, no Espaço Itaú de Cinema. Sex. (31), 19h30, no Cinesesc. 


Veja a programação completa em kinoforum.org/curtas

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais