Filme que rendeu indicação ao Oscar a Renée Zellweger, 'Judy' tem pré-estreia gratuita no MIS

Longa que retrata a vida de Judy Garland garantiu à atriz o Globo de Ouro

São Paulo

A indicação de Renée Zellweger ao Oscar de melhor atriz, confirmada na segunda, era dada como certa mesmo antes da conquista do Globo de Ouro por seu papel em “Judy”. O filme, que recria a trajetória de Judy Garland, imortalizada por seu papel em “O Mágico de Oz” (1939), só chega ao circuito em 30 de janeiro, mas já ganha uma pré-estreia no Museu da Imagem e Som (MIS) na próxima terça (21), às 19h. E, melhor, é gratuita. 

Os ingressos podem ser retirados na bilheteria uma hora antes da sessão, que integra a mostra Musicais no Cinema, em cartaz no local até 16/2 e que traça um panorama do gênero que percorre mais de oito décadas.

Garland está representada na exposição, com fotos e vídeos de produções como “Casa, Comida e Carinho” (1950) e o próprio “O Mágico de Oz”, com destaque para sua marcante interpretação da canção “Over the Rainbow”.

Adaptação da peça “Judy Garland - O Fim do Arco-Íris”, de Peter Quilter, “Judy” é dirigido pelo britânico Rupert Goold. No longa, Zellweger (que já levou o Oscar de coadjuvante em 2004 por “Cold Mountain”) recria a carreira da atriz, que morreu em 1969.

Focando os shows que Garland fez no clube londrino The Talk of the Town entre 1968 e 1969, a produção não deixa de abordar momentos delicados de sua biografia, como o vício em anfetaminas induzido por Louis B. Mayer, diretor dos estúdios MGM.

MIS - Av. Europa, 158, Jardim Europa, tel. 2117-4777. Ter. (21): 19h. Livre. Ingressos disponíveis a partir das 18h. GRÁTIS.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais