Fique em casa: nova animação da Pixar e outros 13 filmes chegam ao streaming

'Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica' estava em cartaz quando cinemas fecharam

São Paulo

Com mais uma semana sem cinemas, fechados devido a pandemia do novo coronavírus, o streaming traz novidades fresquinhas, algumas delas em cartaz antes do isolamento social.

Entre os destaques estão a mais recente animação da Pixar "Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica", com dois elfos que tentam usar magia para resgatar o pai, e o drama nacional "Meio Irmão", sobre uma adolescente que pede a ajuda de seu meio-irmão após o sumiço da mãe.

Quem prefere títulos alternativos pode conferir o longa "Caos no Subúrbio" (2006), mistura de terror e comédia com direção de Paul Goldman, que entrou no acervo do Belas Artes à La Carte. Confira as novidades.

Berlin
Idem. Reino Unido/EUA, 2007. Direção: Julian Schnabel. Com: Lou Reed, Emmanuelle Seigner e Sharon Jones. 85 min. 14 anos.
O filme reúne imagens de cinco noites em que Lou Reed apresentou seu álbum "Berlin" (1973), em Nova York, em 2006. O disco traz canções como "Sad Song" e "Lady Day".
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 10,90. Grátis até 29/4).

Brincante o Filme
Brasil, 2014. Direção: Walter Carvalho. Com: Antônio Nóbrega e Rosane Almeida. 92 minutos. Livre.
Mistura de documentário e ficção, o filme apresenta a história dos artistas Antônio Nóbrega e Rosane Almeida, desde sua saída do Recife até o estabelecimento em São Paulo e a criação do Instituto Brincante. A narrativa usa diversas linguagens artísticas, como música dança e teatro e é conduzida pelos personagens João Sidurino e Rosalina, das peças “Brincante” e “Segundas Histórias”.
Disponível no canal do Instituto Brincante no YouTube. Grátis.

Caos no Subúrbio
Suburban Mayhem. Austrália, 2006. Direção: Paul Goldman. Com: Emily Barclay, Mia Wasikowska e Steve Bastoni. 95 minutos. 14 anos.
Uma jovem que vive de pequenos delitos planeja a morte do próprio pai para ficar com a herança. Com toques de suspense e comédia, o filme tem direção de Paul Goldman, conhecido pelo trabalho em videoclipes com artistas pop.
Disponível no Belas Artes à La Carte (assinatura mensal: R$ 10,90. Grátis até 29/4).

Uma Doce Vingança
Dolcissime. Itália, 2019. Direção: Francesco Ghiaccio. Com: Valeria Solarino, Vinicio Marchioni e Margherita de Francisco. 85 min.
Esta comédia italiana acompanha três amigas de escola que precisam lidar com piadas de colegas por aparentarem estar acima do peso.
Disponível no Now (R$ 14,90, para locação), Google Play (R$ 9,90, para locação) e Looke (R$ 9,99, para locação)

Divaldo - O Mensageiro da Paz
Brasil, 2019. Direção: Clovis Mello. Com: Bruno Garcia, Ghilherme Lobo e Laila Garin. 118 min. 12 anos.
Baseado em fatos reais, conta a história do médium espírita Divaldo Pereira Franco. A produção mostra as primeiras manifestações da mediunidade, aos quatro anos, e como o dom tornou o baiano um importante líder religioso.
Disponível no Now (R$ 14,90, para locação).
Leia a crítica.

Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica
Onward. EUA, 2020. Direção: Dan Scanlon. 106 min. Livre.
Nesta animação da Pixar, dois elfos adolescentes vivem em uma terra de criaturas fantásticas na qual a magia desapareceu para dar lugar a um estilo de vida urbano. Eles saem em uma jornada para trazer o pai deles de volta à vida e recuperar o encanto do mundo.
Disponível na Apple TV (R$ 16,90, para locação, e R$ 44,90, para compra); Microsoft Play (R$ 15, para locação e R$ 39,90, para compra); Looke (R$ 16,99, para locação) e Vivo Play (R$ 18,90, para locação).
Leia a crítica.

Estaremos Sempre Juntos
Nous Finirons Ensemble. França, 2018. Direção: Guillaume Canet. Com: François Cluzet, Marion Cotillard e Gilles Lellouche. 135 min. 12 anos.
Vivendo uma crise de meia-idade, um homem resolve passar o seu aniversário apenas com a mulher em sua casa de praia. Mas uma festa-surpresa que ela preparava instaura o caos naquele que deveria ser um fim de semana tranquilo.
Disponível no Now e Sky Play (R$ 14,90, para locação); Vivo Play (R$ 12,90, para locação), Google Play (R$19,90, para compra) e Apple TV (R$14,90, para locação, e R$29,90, para compra).

Feito na América
American Made. EUA, 2017. Direção: Doug Liman. Com: Tom Cruise, Sarah Wright e Domhnall Gleeson. 115 min. 16 anos.
Do mesmo diretor de "Identidade Bourne" e "Sr. & Sra. Smith", o longa se passa na década de 1980 e se baseia na história real do ex-piloto Barry Seal, interpretado por Tom Cruise, que trabalha para um cartel colombiano, traficando drogas e armas. Quando é recrutado pela CIA, para ajudar nas investigações sobre os criminosos, ele se torna um agente duplo.
Disponível na Netflix (assinatura mensal: a partir de R$ 21,90).
Leia a crítica.

O Jovem Ahmed
Le Jeune Ahmed. Bélgica/França, 2019. Direção: Jean-Pierre e Luc Dardenne. Com: Idir Ben Addi, Olivier Bonnaud e Myriem Akheddiou. 84 min. 14 anos.
A trama acompanha um garoto muçulmano de 13 anos que, convencido de que sua professora é uma pecadora, decide matá-la. Vencedor do prêmio de melhor direção em Cannes. Exibido na 43ª Mostra Internacional de Cinema.
Disponível no Google Play (R$ 19,90, para compra), Now e Sky Play (R$ 14,90, para locação), Vivo Play (R$ 12,90, para locação) e Apple TV (R$ 14,90, para locação, e R$ 29,90, para compra).
Leia a crítica.

Jojo Rabbit
Idem. EUA, 2019. Direção: Taika Waititi. Com: Roman Griffin Davis, Thomasin McKenzie, Taika Waititi e Scarlett Johansson. 104 min. 14 anos.
Jojo tem dez anos e é um dedicado integrante da juventude nazista. Quando descobre que sua mãe esconde em casa uma jovem judia, ele confronta suas profundas crenças no nacionalismo com ajuda de seu amigo imaginário: Adolf Hitler. Vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado.
Disponível na Apple TV (R$ 18,90, para locação, e R$ 44,90, para compra), Now (R$ 18,90, para locação) e Google Play (R$ 16,90, para locação, e R$ 34,90, para compra).
Leia a crítica.

Meio Irmão
Brasil, 2018. Direção: Eliane Coster. Com: Natália Molina, Diego Avelino e Francisco Gomes. 98 min. 16 anos.
A mãe de uma adolescente está sumida há dias. Desorientada e sem dinheiro, ela pede ajuda a seu meio-irmão distante. Ele, porém, também enfrenta problemas, pois foi testemunha do espancamento de um jovem homossexual, o que o levou a receber ameaças. Exibido na 43ª Mostra Internacional de Cinema.
Disponível no Now e Vivo Play (R$ 14,30, para locação) Google Play e YouTube (R$ 6,90, para locação e R$ 24,90, para compra); e Apple TV (R$ 7,90, para locação, e R$ 14,90, para compra).
Leia a crítica.

Meu Nome É Sara
My Name Is Sara. 2019. Direção: Steven Oritt. Com: Zuzanna Surowy, Konrad Cichon e Pawel Królikowski. 111 min. 16 anos.
Baseado em uma história real, segue uma garota judia de 13 anos que foge para Ucrânia, após o assassinato de toda sua família. Lá, ela é adotada por um casal de fazendeiros com um segredo sombrio. Exibido na 43ª Mostra Internacional de Cinema.
Disponível no Now (R$ 14,90, para locação), Google Play (R$ 9,90, para locação) e Looke (R$ 9,99, para locação).

Retrato de uma Jovem em Chamas
Portrait de la Jeune Fille en Feu. França, 2019. Direção: Céline Sciamma. Com: Noémie Merlant, Adèle Haenel e Luàna Bajrami. 119 minutos. 14 anos.
Uma pintora precisa retratar secretamente uma jovem para seu casamento, mas acaba se aficionado por sua modelo. Vencedor do prêmio de melhor roteiro no festival de Cannes. Exibido no Mix Brasil.
Disponível no Vivo Play e Sky Play (R$ 18,90, para locação); , Oi Play (R$ 17,90, para locação); e Looke (R$ 16,99, para locação).
Leia a crítica.

Toy Story 4
Idem. EUA, 2019. Direção: Josh Cooley. 100 min. Livre.
No quarto filme da franquia da Pixar, Woody e Buzz ganham nova companhia quando sua dona, a menina Bonnie, transforma um garfo em brinquedo. Mas o personagem entra em crise com sua nova condição e foge, forçando o caubói a resgatá-lo.
Disponível em: Amazon Prime Video (assinatura a partir de R$ 9,90), Google Play, Apple TV, Microsoft Play e YouTube (R$ 34,90, para compra).
Leia a crítica.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas