Museu em São Paulo tem cenários para fotos e degustação de doces

Vindo de Portugal, Museu Mais Doce do Mundo fica na cidade até agosto

São Paulo

O Museu Mais Doce do Mundo chega pela primeira vez ao Brasil com a proposta de ser um cenário ideal para publicação de fotos em redes sociais como o Instagram.

Após três meses em Lisboa (Portugal), o espaço se instalou em uma casa no Jardim América, zona oeste de São Paulo, onde fica até o dia 18 de agosto. O público segue roteiro de uma hora de duração para visitar as 15 salas.

Uma das instalações é dedicada a doces tradicionais no Brasil, como o brigadeiro e o quindim. E há até degustação de quitutes.

Já na piscina da guloseima, a ordem é mergulhar em meio a isopores com aroma que remete a doce. Mas o tempo ali também é cronometrado e não pode ultrapassar os dez minutos.

 
De acordo com a idealizadora do museu, Carla Santos, os adultos vão perceber que o local não é destinado apenas à diversão das crianças. "A ideia é que as pessoas sintam os cheiros, se encantem pelas cores, toquem muito [os objetos]. É um museu sensorial", diz ela.

O slogan da turnê brasileira é o mesmo adotado na Europa: "Diga sim à felicidade".

Museu Mais Doce do Mundo

  • Quando De terça a domingo, das 11h às 21h (até 18/8)
  • Onde Na rua Colômbia, 157, Jardim América
  • Preço R$ 60
  • Classificação Livre

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais