Shows presenciais voltam em SP com público sentado e poucas opções; veja programação

Autorizadas a funcionar desde o início do mês, casas tradicionais ensaiam retorno só em novembro

-
São Paulo

Primeiro foram os cinemas. Depois, os museus. Agora chegou a vez das casas de show de São Paulo, que ensaiam o retorno das apresentações presenciais e ao vivo.

Mas atenção —se você está esperando aquele coro de milhares de pessoas, o empurra-empurra para chegar mais perto do palco e o mar de gente em pé, a retomada da programação musical no novo normal está bem longe disso.

Com a volta autorizada no início de outubro, após o governo e a prefeitura permitirem a reabertura dos equipamentos culturais na capital, as apresentações de música só começam a ganhar fôlego com a chegada de novembro.

Por enquanto, os espaços podem promover shows com 60% de sua capacidade e, no máximo, 600 pessoas. Mas desde que todos estejam de máscara e sempre sentados.

Confira a seguir casas que se adaptaram para ter shows na pandemia. E não se esqueça —se for, use máscara e respeite as medidas de segurança.

O músico Nuno Mindelis em show no Bourbon Street, em São Paulo, que retomou programação ao vivo e presencial na cidade 
O músico Nuno Mindelis em show no Bourbon Street, em São Paulo, que retomou programação ao vivo e presencial na cidade  - Yuri Murakami/Foto Arena

*

Blue Note
A filial do clube nova-iorquino de jazz retoma sua programação no dia 5 de novembro, com nove shows confirmados no mês. O retorno fica por conta do tributo Motown Songs, de Anette Camargo, que percorre canções da gravadora americana. A programação tem ainda Hamilton de Holanda tocando Tom Jobim, no dia 14, Tony Gordon, no dia 20, e João Suplicy, no dia 27.
Blue Note - Conjunto Nacional, av. Paulista, 2.073, 2º andar, Bela Vista, tel. (11) 94745-9694. Ingr.: R$ 60 a
R$ 150, em tudus.com.br. Programação em bluenotesp.com/agenda


Bourbon Street
A casa votou aos trabalhos em outubro e tem mais de dez shows previstos para novembro. No começo do mês, há o tributo Echoes of Pink Floyd, no dia 1°, a banda de jazz Silibrina, no dia 5, William Marks cantando Elvis Presley, no dia 6, Vanessa Jackson, no dia 7, e João Sabiá ao lado de Pedro Mariano, no dia 8.
Bourbon Street - r. dos Chanés, 127, Indianópolis, tel. (11) 5095-6100. Couv. art.: R$ 50 a R$ 90, em sympla.com.br. Programação em bourbonstreet.com.br/calendario


A Casa de Francisca em sua versão de reabertura, com as mesas distanciadas
A Casa de Francisca em sua versão de reabertura, com as mesas distanciadas - Divulgação

Casa de Francisca
O charmoso restaurante reativa seu palco para shows após uma temporada de lives —mas só para quem quiser comprar um combo que também garante almoço e acepipes. Com duas sessões por dia, às 12h e às 15h, apresentam-se Marcelo Preto, que convida Swami Jr., no dia 20, o paraense Manoel Cordeiro, no dia 21, e o grupo Quimbará, nos dias 27 e 28.
Casa de Francisca - Palacete Tereza Toledo Lara, r. Quintino Bocaiúva, 22,1º andar, Sé, tel. (11) 3052-0547. Ingr.: R$ 260 a R$ 800, mesa p/ 2 a 6 pessoas. Programação e reservas em casadefrancisca.art.br


Espaço das Américas
O projeto "Edição Limitada", que convida nomes da música brasileira, marca a volta da casa. Quem faz a estreia é Nando Reis, no dia 14, ao lado do filho Sebastião. No dia 21, é a vez de Thiaguinho. A banda Capital Inicial fecha a programação, no dia 28.
Espaço das Américas - r. Tagipuru, 795, Barra Funda, tel. (11) 3868-5860. Ingr.: R$ 80 a R$ 290.Camarotes: R$ 1.200 a R$ 1.740, em ticket360.com.br. Programação em espacodasamericas.com.br


Expo Barra Funda
Bell Marques, um dos principais nomes do axé baiano, faz show no espaço, que contará só com camarotes —neles, podem entrar no máximo seis pessoas, desde que já estejam convivendo entre si ou morando juntas. No repertório, aparecem clássicos de sua carreira e novidades. É o caso de “De Quebradinha”, lançada durante a quarentena.
Expo Barra Funda – r. Tagipuru, 1.001, Barra Funda, tel. (11) 3864-5566. Sáb. (21): 19h30. 18 anos. Ingr.: R$ 180 a R$ 380 em ticket360.com.br. Programação em Instagram.com/expobarrafundaoficial


Sala São Paulo
A Osesp retomou as apresentações com plateia no dia 15 de outubro e já tem dez concertos marcados para novembro na Sala São Paulo. Um dos destaques é a regência de Neil Thompson, nos dias 5, 6 e 7, em peças de Mozart, Walker e Mendelssohn. Thierry Fischer, que comanda a orquestra acompanhado do violoncelista Jean-Guihen Queyras, faz três apresentações, nos dias 12, 13 e 14. Há ainda o retorno da antiga regente titular, Marin Alsop, que rege obras de Beethoven, Prokofiev e Hindemith nos dias 26, 27 e 28.
Sala São Paulo - pça. Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, tel. (11) 3367-9500. Ingr. R$ 50 a R$ 210. Matinais: grátis. Programação em salasaopaulo.art.br


Teatro Alfa
O teatro volta com 40% de sua capacidade —20% a menos do que é permitido. A reabertura fica sob o comando do acordeonista Toninho Ferragutti, que se apresenta com o quinteto de cordas formado por Luiz Amato, Liliana Chiriac, Adriana Schincariol, Adriana Holtz e Zé Alexandre Carvalho.
Teatro Alfa - r. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Jardim Dom Bosco, tel. (11) 5693-4000. Ter. (3): 20h30. Livre. Ingr.: R$ 30 a R$ 100 em sympla.com.br. Programação disponível em teatroalfa.com.br


Teatro Bradesco
Quem estreia a programação musical é a dupla sertaneja Bruninho e Davi, no dia 13, seguida por shows do grupo de reggae Maneva, no dia 14, do cantor pop Vitão, no dia 15, do projeto Varanda do Luan, no dia 21, e do grupo de samba Atitude 67, que sobe ao palco no dia 28.
Teatro Bradesco - Bourbon Shopping São Paulo, r. Palestra Itália, 500, 3º piso, Perdizes, tel. (11) 3670-4100. Ingressos: R$ 60 a R$ 210, em uhuu.com. Programação em teatrobradesco.com.br


​​Theatro São Pedro
O dia 1º de novembro marca o retorno do teatro, que promove o concerto encenado “O Telefone”, de Gian Carlo Menotti, com a orquestra da casa regida por Gabriel Rhein-Schirato, a soprano Marly Montoni e o barítono Johnny França. No dia 29, o Coral Jovem do Estado apresenta o programa “Coração Africano”.
R. Dr. Albuquerque Lins, 207, Santa Cecília, região central, tel. (11) 3661-6600. Ingr.: R$ 30 a R$ 60 em theatrosaopedro.byinti.com. Programação completa em theatrosaopedro.org.br


Tom Brasil
É com um tributo a Michael Jackson comandado por Rodrigo Teaser que a casa de shows é reaberta nos dias 7 e 8 de novembro. Além da homenagem, o mês também tem a apresentação do cantor e ator Daniel Boaventura, no dia 14.
Tom Brasil - r. Bragança Paulista, 1.281, Vila Cruzeiro,. Ingr.: R$ 100 a R$ 200 em eventim.com.br. Programação em grupotombrasil.com.br

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas