Baseada em livro de Mia Couto, 'Os Cadernos de Kindzu' aborda guerra e migração

Graciana Valladares e Thiago Catarino em cena de "Os Cadernos de Kindzu"
Graciana Valladares e Thiago Catarino em cena de "Os Cadernos de Kindzu" - Daniel Barboza/Divulgação
AMANDA RIBEIRO
São Paulo

Entre as décadas de 1960 e 1970, as colônias europeias na África iniciaram guerras pela independência que deixaram milhares de vítimas e originaram movimentos migratórios. Kindzu, personagem do romance "Terra Sonâmbula", do escritor moçambicano Mia Couto, e protagonista da peça que estreia na quinta (1º), na Caixa Cultural, é um dos que decide migrar.

"Os Cadernos de Kindzu", espetáculo da companhia carioca Amok Teatro, se baseia no livro de Couto e nos cadernos usados pelo personagem para narrar as experiências longe de casa.

A peça é parte de um projeto da companhia, iniciado no ano passado com Salina, que se propõe a analisar formas narrativas a partir de histórias africanas.

Caixa Cultural São Paulo - Pça. da Sé, 111, Sé, tel. 3321-4400. 80 lugares. Qui. a dom.: 19h15. Estreia 1/2. Até 18/2. Retirar ingresso a partir das 9h. GRÁTIS

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais