Descrição de chapéu Cinema
Cinema

Cinesesc promove retrospectiva com os melhores lançamentos de 2018

Festival Sesc Melhores Filmes começa na próxima quarta (10)

São Paulo

O tradicional Festival Sesc Melhores Filmes chega, nesta quarta (10), à sua 45ª edição. Retrospectiva de títulos lançados ao longo de 2018 nas salas de cinema brasileiras, a mostra premia os favoritos de público e crítica, em cerimônia para convidados que marca a abertura do evento.

São sete categorias dedicadas à produção nacional —melhor filme, direção, roteiro, ator, atriz, fotografia e documentário— e quatro para os longas estrangeiros —filme, direção, ator e atriz. Todas estão presentes na votação popular, realizada via internet, e na da crítica especializada.

A programação voltada para o público geral começa no dia seguinte à premiação, nesta quinta (11), e se estende até 1º/5. Neste período, o Cinesesc exibe 42 longas que estrearam em 2018 —19 estrangeiros, 20 nacionais e três animações.

Fazem parte da seleção, por exemplo, “A Forma da Água” (2017), vencedor do Oscar de melhor filme em 2018, e o documentário “Visages Villages” (2017), dirigido por JR e Agnès Varda, morta no último dia 29.

Também estão na programação seis filmes clássicos, que integram o panorama histórico do festival: “Bagdad Café” (1987), “Asas do Desejo” (1987), “Ran” (1985), “Pixote: A Lei do Mais Fraco” (1981), “Bye Bye Brasil” (1980), projetado em 35 mm, e “O Último Imperador” (1987), exibido em 3D.

O tradicional Cinema da Vela, bate-papos que duram o tempo do queimar de uma vela, traz neste ano três discussões. A primeira delas acontece em 16/4 e joga luz sobre a manutenção da memória fílmica e a importância da restauração. Em seguida, no dia 23/4, há debate sobre diversidade no subgênero de super-heróis. Por fim, em 30/4, realizadores e pesquisadores falam sobre pós-terror, movimento que mistura terror e crítica social.

Entre 11/4 e 29/4, o Cinesesc ainda recebe três conversas com os artistas premiados nesta edição do evento, ainda mantidos em segredo, além de dois debates sobre a produção cinematográfica atual.

Confira abaixo alguns destaques da mostra e os quatro filmes projetados em seu primeiro dia de programação, quinta-feira (11). Vale lembrar que todas as sessões do festival têm audiodescrição e legendas open caption.

Programação completa em sescsp.org.br/melhoresfilmes.

QUINTA (11), 14h

Histórias que Nosso Cinema (Não) Contava
Brasil, 2018. Direção: Fernanda Pessoa. 80 min. 16 anos.
O documentário faz uma releitura do período da ditadura militar no Brasil a partir de pornochanchadas produzidas nos anos 1970.

QUINTA (11), 16h

Me Chame pelo Seu Nome
Call Me by Your Name. Itália/França/Brasil/EUA, 2017. Direção: Luca Guadagnino. Com: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg. 132 min. 14 anos.
Baseado no livro homônino de André Aciman, o longa se passa em 1983 e conta a história de Elio, um garoto de 17 anos que vive em uma vila no norte da Itália. Quando um estudante de pós-graduação americano chega para passar uma temporada como assistente de seu pai, os dois acabam se envolvendo. Oscar de melhor roteiro adaptado.

QUINTA (11), 19h

Chega de Fiu-Fiu
Brasil, 2018. Direção: Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão. 73 min. 14 anos.
O documentário retrata a vida de três diferentes mulheres, mostrando como elas são vítimas diárias da violência de gênero. Em paralelo, especialistas falam sobre o assunto e discutem se as cidades são locais feitos para mulheres.

QUINTA (11), 21h

Nasce uma Estrela
A Star Is Born. EUA, 2018. Direção: Bradley Cooper. Com: Lady Gaga, Bradley Cooper e Sam Elliott. 136 min. 16 anos.
Terceiro remake do filme homônimo de 1937, mostra uma aspirante a cantora que se apresenta em um bar à noite, até que, em um de seus shows, conhece uma estrela do country rock por quem se apaixona. Enquanto ela vê sua carreira musical decolar, ele cai em decadência e passa a depender cada vez mais do álcool. Oscar de melhor canção original por “Shallow”.

 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais