Saiba como assistir aos principais indicados ao Oscar disponíveis no streaming

Indicados à premiação foram anunciados nesta segunda; cerimônia acontece no dia 25 de abril

-
São Paulo

A cerimônia do Oscar estava prevista para ocorrer o dia 28 de fevereiro, mas, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, o evento está marcado apenas para o dia 25 de abril. Por isso, a lista final de indicados foi divulgada apenas nesta segunda-feira, dia 15.

Além disso, a Academia também mudou uma regra antiga ao decidir que levará em consideração filmes lançados apenas no streaming e que não passaram pelos cinemas, já que as salas passaram boa parte do ano fechadas ao redor do mundo.

Por isso, é possível ver grande parte dos indicados às principais categorias do Oscar —é o caso de "Mank", por exemplo, que lidera a lista com dez indicações, e de "Os 7 de Chicago", que também concorre aos principais prêmios.

Claro que nem tudo está disponível no serviço sob demanda. É caso do grande favorito desta temporada, "Nomadland", e também do cotado para melhor filme internacional, "Druk - Mais Uma Rodada". Mas, com as salas de cinemas fechadas por causa da piora no número de casos e internações por Covid-19, é possível começar já a se preparar para a cerimônia do sofá de casa.

Se você está perdido entre os lançamentos e quer preparar a sua lista de favoritos até a premiação, o Guia facilita o trabalho. A seguir, confira como e onde maratonar, no streaming, os queridinhos da crítica de Hollywood nas principais categorias do evento.

Confira quais indicados estão disponíveis no streaming

Os 7 de Chicago
EUA, 2020. Direção: Aaron Sorkin. Com: Eddie Redmayne, Alex Sharp e Sacha Baron Cohen. Na Netflix. 16 anos
O que era para ser um protesto pacífico durante a Convenção Nacional Democrata de 1968, nos Estados Unidos, transforma-se em um confronto violento entre os manifestantes, a Guarda Nacional e a polícia. Sete ativistas são detidos e o julgamento se torna histórico.
Indicado ao Oscar de melhor filme, melhor ator coadjuvante para Sacha Baron Cohen, melhor roteiro original, melhor montagem, melhor fotografia e melhor canção original por “Hear My Voice”


Agente Secreto
Chile, 2020. Direção: Maite Alberdi. Na Globoplay. Livre
Uma das maiores surpresas deste filme é descobrir que não se trata de um drama, mas de um documentário. A diretora reuniu 300 horas de filmagem para chegar à história que esperava. A obra, que se passa em um piscar de olhos, acompanha um homem contratado para se passar de agente duplo e investigar supostos abusos contra idosos em um asilo.
Indicado a melhor documentário


Borat: Fita de Cinema Seguinte
EUA/Reino Unido, 2020. Direção: Jason Woliner. Com: Sacha Baron Cohen, Maria Bakalova e Irina Nowak. No Amazon Prime. 16 anos
Filmado durante a quarentena, o longa acompanha a volta do jornalista fictício Borat, que acredita ser uma grande estrela depois da fama alcançada com o longa-metragem anterior, de 2006. Quando sua filha, Tutar, é oferecida como noiva ao vice-presidente americano Mike Pence, ele viaja para os Estados Unidos em meio à pandemia e às campanhas das eleições presidenciais americanas.
Indicado ao Oscar de melhor atriz coadjuvante para Maria Bakalova e melhor roteiro adaptado


A Caminho da Lua
China e EUA, 2020. Direção: Glen Keane e John Kahrs. Na Netflix. Livre
A protagonista desta animação é Fei Fei, uma garota que perdeu a mãe. Quando ela descobre os planos de seu pai de se casar de novo, ela cria um foguete para viajar até Chang’e, a deusa chinesa da Lua. Sua esperança é que a lenda, nascida a partir de uma promessa de amor eterno, inspire o viúvo a continuar sozinho.
Indicado ao Oscar de melhor animação


O Céu da Meia-Noite
EUA, 2020. Direção: George Clooney. Com: George Clooney, Felicity Jones e David Oyelowo. Na Netflix. 12 anos
Em um mundo pós-apocalíptico, um cientista isolado no Ártico tenta impedir que um grupo de astronautas retorne de sua missão em meio a uma catástrofe global. Dirigido por George Clooney, a produção é baseada no livro de Lily Brooks-Dalton.
Indicado ao Oscar de melhor efeitos especiais.


Crip Camp
EUA, 2020. Direção: James Lebrecht e Nicole Newnham. Na Netflix. 12 anos
Será que o casal Obama leva mais uma estatueta de melhor documentário? Neste ano, a aposta da dupla é no longa que conta a história do primeiro acampamento americano de verão dedicado a jovens com deficiência física, surgido nos anos 1970. O foco do filme é nos campistas que se tornaram ativistas do movimento pelos direitos dos deficientes.
Indicado a melhor documentário


Destacamento Blood
EUA, 2020. Direção: Spike Lee. Com: Elenco: Chadwick Boseman, Jean Reno e Delroy Lindo. Na Netflix. 16 anos
O filme de Spike Lee acompanha um grupo de veteranos da Guerra do Vietnã que retorna ao país asiático em busca de um tesouro enterrado durante o confronto, 50 anos antes. A viagem resgata memórias dos personagens e apresenta detalhes da guerra sob o ponto de vista de combatentes afro-americanos.
Indicado ao Oscar de melhor trilha sonora


Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
EUA, 2020. Direção: Dan Scanlon. No Disney+. Livre
Nesta animação da Pixar, dois elfos adolescentes vivem em uma terra de criaturas fantásticas na qual a magia desapareceu para dar lugar a uma vida urbana. Após ganharem um cajado mágico, eles saem em uma jornada para trazer o pai de volta por um dia.
Indicado ao Oscar de melhor animação


Druk - Mais Uma Rodada
Dinamarca, 2020. Direção: Thomas Vinterberg.
O longa mostra como quatro amigos, em crise, desmotivados no trabalho e com problemas familiares, ficam sabendo de uma teoria estapafúrdia que afirma que todos têm um déficit de 0,05% na quantidade de álcool do sangue. Para driblar o suposto problema de nascença e testar a suposição, eles decidem consumir bebidas em grandes quantidades diariamente.
Indicado ao Oscar de melhor filme internacional e melhro direção.


Emma
Estados Unidos, 2020. Direção: Autumn de Wilde. Com: Anya Taylor-Joy, Johnny Flynn e Mia Goth. No Telecine Play. 10 anos
Depois de Gwyneth Paltrow, a personagem casamenteira criada pela escritora britânica Jane Austen é encarnada por Anya Taylor-Joy, protagonista da série “O Gambito da Rainha”. No filme, a protagonista se aventura por decisões equivocadas e erros românticos até encontrar o amor que sempre acreditou estar ausente em sua vida.
Indicado ao Oscar de melhor figurino e melhor cabelo e maquiagem


Era uma Vez um Sonho
EUA, 2020. Direção: Ron Howard. Com: Glenn Close, Amy Adams e Gabriel Basso. Na Netflix. 16 anos
Um estudante de direito em Yale reflete sobre a história da família e o próprio futuro. O filme toca em duas questões quentes da atualidade –o alto custo do ensino universitário nos Estados Unidos, em que pais fazem poupanças por décadas para que filhos possam estudar, e seu sistema de saúde, que também é caro e excludente.
Indicado ao Oscar de melhor atriz coadjuvante para Gleen Close, melhor cabelo e maquiagem.


Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars
EUA, Islândia e Canadá, 2020. Direção: David Dobkin. Com: Will Ferrell, Rachel McAdams e Dan Stevens. Na Netflix. 14 anos
Na história, Rachel McAdams e Will Ferrell dão vida a uma dupla de aspirantes a cantores islandeses que representarão o país no Eurovision, concurso musical televisionado que ocorre anualmente desde 1956.
Indicado ao Oscar de melhor canção original por “Husavik”.


O Grande Ivan
EUA, 2020. Direção: Thea Sharrock. Com: Bryan Cranston, Ariana Greenblatt, Ramon Rodríguez. No Disney+. 10 anos
Um gorila conta com a ajuda de uma elefanta para desvendar seu passado. Juntos, eles planejam uma fuga do cativeiro em que vivem.
Indicado ao Oscar de melhores efeitos especiais


Greyhound: Na Mira do Inimigo
EUA, 2020. Direção: Aaron Schneider. Com: Tom Hanks, Stephen Graham e Elisabeth Shue. AppleTV+. 12 anos
No início da participação americana na Segunda Guerra Mundial, o capitão Ernest Krause precisa liderar 37 navios pelo oceano Atlântico, sob a ameaça de submarinos nazistas, para levar reforços para os Aliados na Europa.
Indicado ao Oscar de melhor som


Mank
EUA, 2020. Direção: David Fincher. Com: Gary Oldman, Amanda Seyfried e Tom Burke. Na Netflix. 14 anos.
Um dos favoritos à disputa, o longa acompanha o processo criativo do roteirista Herman J. Mankiewicz, responsável por "Cidadão Kane", de 1941, e sua disputa com o diretor do clássico, Orson Welles, pela autoria do enredo.
Indicado ao Oscar de melhor filme, melhor figurino, melhor trilha sonora, melhor som, melhor ator para Gary Oldman, melhor fotografia, melhor direção, melhor design de produção, melhor atriz coadjuvante para Amanda Seyfried e melhor cabelo e maquiagem


Mulan
EUA, 2020. Direção: Niki Caro. Com: Liu Yifei, Donnie Yen e Gong Li. No Disney+. 12 anos
Um dos títulos mais aguardados do ano, mesmo antes do adiamento causado pela pandemia, a versão com atores para o clássico da Disney estreou no Brasil exclusivamente no streaming da produtora. O enredo, já conhecido pela animação de 1998, acompanha uma jovem chinesa que decide se passar por homem para poder entrar para o exército no lugar de seu pai, doente e idoso. Durante os treinamentos e combates ela se revela uma grande guerreira.
Indicado ao Oscar de melhor figurino e melhores efeitos especiais.


Meu Pai
EUA, 2020. Direção: Florian Zeller. Com: Anthony Hopkins, Olivia Colman e Mark Gatiss. Aluguel no Google Play. 12 anos
O filme convida o espetacdor a mergulhar na desordem e fragilidade da mente de 83 anos de Anthony, personagem que recebeu o mesmo nome e idade de seu intérprete, Anthony Hopkins. A vida do protagonista vai se extinguindo lentamente, diante da demência que o acomete e que o leva a situações que causam constrangimento e preocupação na filha.
Indicado ao Oscar de melhor filme, melhor ator para Anthony Hopkins, melhor atriz coadjuvante para Olivia Colman, melhor roteiro adaptado, melhor montagem e melhor design de produção.


Uma Noite em Miami
EUA, 2020. Direção: Regina King. Com: Kingsley Ben-Adir, Eli Goree, Aldis Hodge e Leslie Odom Jr. No Amazon Prime. 14 anos
O longa ficcionaliza uma conversa nos anos 1960 entre Malcolm X, Muhammad Ali, Jim Brown e Sam Cooke —um dos fundadores do soul, este último é interpretado por Leslie Odom Jr. e canta músicas como “A Change Is Gonna Come”.
Indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante para Leslie Odom Jr., melhor roteiro adaptado, melhor canção original para “Speak Now”.


Pieces of a Woman
EUA, 2020. Direção: Kornél Mundruczó. Com: Vanessa Kirby, Shia LaBeouf e Molly Parker. Na Netflix. 16 anos
O fim de um parto difícil em casa deixa uma mulher emocionalmente destruída e distante de seu parceiro e da família, chegando a uma disputa judicial que deverá ser decidida por um juri.
Indicado ao Oscar de melhor atriz para Vanessa Kirby


Professor Polvo
África do Sul, 2020. Direção: Pippa Ehrlich e James Reed. Na Netflix. Livre
A inesperada amizade entre o cineasta Craig Foster e um polvo é retratada neste documentário, gravado na floresta aquática da costa da África do Sul. O filme reúne filmagens de diferentes incursões submarinas de Craig.
Indicado a melhor documentário


Relatos do Mundo
EUA, 2020. Direção: Paul Greengrass. Com: Tom Hanks, Helena Zengel e Tom Astor. Na Netflix. 16 anos
O filme é um faroeste que se passa num período pós-Guerra de Secessão. A história narra a jornada de um veterano da Guerra Civil nos Estados Unidos que concorda em levar uma menina órfã para sua família —ela teve os pais mortos, depois viveu entre os indígenas, até que a população originária também foi morta.
Indicado ao Oscar de melhor trilha sonora, melhor som, melhor fotografia, melhor design de produção


Rosa e Momo
Itália, 2020. Direção: Edoardo Ponti. Com: Sophia Loren, Ibrahima Gueye e Renato Carpentieri. Na Netflix. 14 anos
Baseado no romance “A Vida Pela Frente”, de Romain Gary, o longa acompanha Madame Rosa, uma ex-prostituta e sobrevivente do Holocausto e uma criança órfã do Senegal. Depois de uma década sem participar de um longa-metragem, a estrela italiana Sophia Loren voltou a filmar, aos 86 anos de idade, sob a direção de seu filho Edoardo Ponti.
Indicado ao Oscar de melhor canção original por “Io Si (Seen)”


Shaun, o Carneiro: A Fazenda Contra-Ataca
Reino Unido, França, Bélgica, EUA, China, Australia, Japão, Finlândia, Alemanha e Irlanda, 2020. Direção: Will Becher, Richard Phelan. Na Netflix. Livre
Quando um alienígena chega à fazenda Mossy Bottom, Shaun, o Carneiro, parte em uma missão para ajudar o visitante a voltar para casa. Mas, para isso, eles precisam fugir de agentes do governo que estão atrás da criatura intergalática.
Indicado ao Oscar de melhor animação


O Som do Silêncio
EUA, Bélgica, 2019. Direção: Darius Marder. Com: Riz Ahmed, Olivia Cooke e Paul Raci. No Amazon Prime. 14 anos
​A vida de um baterista de metal e ex-viciado muda radicalmente quando ele começa a perder a audição e tem de se afastar de sua parceira para entrar em uma instituição dedicada ao acompanhamento de pessoas surdas.
Indicado ao Oscar de melhor filme, melhor ator coadjuvante para Paul Raci, melhor som, melhor roteiro original, melhor ator para Riz Ahmed e melhor montagem


Soul
EUA, 2021. Direção: Pete Docter e Kemp Powers. Com: Jamie Foxx, Tina Fey e Graham Norton (vozes). No Disney+. Livre
Embalado ao som de jazz, a animação apresenta o primeiro protagonista negro de um desenho da Pixar, Joe, um professor de música que sonha em ser uma estrela. Mas ele morre bem no dia de sua grande estreia e inicia uma jornada no mundo onde vivem as almas que voltam à Terra.
Indicado ao Oscar de melhor trilha sonora, melhor animação e melhor som.


Tenet
EUA, 2020. Direção: Christopher Nolan. Com: John David Washington, Kenneth Branagh e Robert Pattinson. Aluguel no Google Play e YouTube. 14 anos
Um agente da CIA é convocado para uma missão global que busca impedir uma terceira guerra mundial. Para isso, ele usa uma arma que faz o tempo correr ao contrário. Do mesmo diretor de "A Origem", de 2010, "Interestelar", de 2014, e "Dunkirk", de 2017.
Indicado ao Oscar de melhor design de produção e efeitos especiais.


O Tigre Branco
Índia e EUA, 2020. Direção: Ramin Bahrani. Com: Adarsh Gourav, Rajkummar Rao e Priyanka Chopra. Na Netflix. 18 anos
Humilhado por seus patrões, o motorista de uma rica família indiana consegue dar a volta por cima e abre seu próprio negócio de transporte no país. O longa é baseado no best-seller mundial de Aravind Adiga.
Indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado.


Time
EUA, 2020. Direção: Garrett Bradley. No Amazon Prime. 12 anos
O objetivo de vida de Fox Rich é conseguir com que seu marido, Rob G. Rich, seja libertado da prisão por um roubo de banco que os dois cometeram em 1997. Ele foi condenado há 60 anos de cárcere e, há 20 anos, ela luta pela liberdade dele.
Indicado a melhor documentário


A Voz Suprema do Blues
EUA, 2020. Direção: George C. Wolfe. Com: Viola Davis, Chadwick Boseman e Glynn Turman. Na Netflix. 14 anos
Adaptação da peça da Broadway do final dos anos 1980, o longa é protagonizado por Viola Davis e é o último filme de Chadwick Boseman, eternizado como o Pantera Negra. O filme se passa na Chicago de 1927 e acompanha a gravação de um disco de Ma Rainey, cantora reconhecida como a Mãe do Blues.
Indicado melhor figurino, melhor ator para Chadwick Boseman, melhor atriz para Viola Davis, melhor cabelo e maquiagem e design de produção


Wolfwalkers
Irlanda, Reino Unidos e França, 2020. Direção: Tomm Moore e Ross Stewart. No AppleTV+. 10 anos
Uma jovem aprendiz e seu pai caçador embarcam para uma missão de capturar um lobisomem na Irlanda. Mas, tudo muda quando ela se torna amiga de uma garota que, sem querer, a transforma em lobisomem durante a noite.
Indicado ao Oscar de melhor animação

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais