Passeios, filmes e festas sinistras; confira atrações dignas da sexta-feira 13

Data inspira roteiro arrepiante que inclui de salas de escape até visitas a lugares assombrados

Artiz Bruna Peranovich no Escape Hotel Zanone Fraissat/Folhapress

Isabella Menon
São Paulo

Aos supersticiosos, Sexta-Feira 13 é o dia em que todo cuidado é pouco. Não passe por debaixo de escadas, preste atenção para não quebrar nenhum espelho, saia da cama com o pé direito e não abra guarda-chuvas em ambientes fechados. A lista é longa, sim.

Considerado dia do azar, já serviu de inspiração para filmes, como a franquia que faz todos associarem a data a Jason, personagem que vestia uma máscara de hóquei e matava suas vítimas, principalmente adolescentes. 

Cena do filme 'O Mal Não Espera a Noite - Midsommar', que estará em pré-estreia no Noitão do Petra Belas Artes
Cena do filme 'O Mal Não Espera a Noite - Midsommar', que estará em pré-estreia no Noitão do Petra Belas Artes - Divulgação

A seguir, o roteiro destaca passeios para os destemidos, que vão de casas jogos com sustos a shows com personagens macabros, além de construções de São Paulo que são consideradas mal-assombradas. 

Apesar de não ter nenhum “Sexta-Feira 13” em cartaz, espaços como o MIS e o Cinesesc aproveitaram a data para projetar outros filmes de terror, como a franquia “Pânico” e o recente “Corra!”. Para curtir a noite, o roteiro também inclui festas que celebram a data com "dress code" para a ocasião. Há, ainda, peças de suspense, como “Insônia”, escrita por Shakespeare, que estreia na sexta. Confira também uma lanchonete inspirada na série “Walking Dead” e uma seleção de lugares que servem comidas pretas. Bons sustos.

Prepare-se para o terror

O SP Haunted Tour promove um passeio por pontos de da cidade considerados mal-assombrados. A próxima saída será o dia 28/9. Confira alguns pontos do tour:  

Edíficio Joelma
O prédio ficou conhecido por um incêndio em 1974, que resultou em 191 mortos e mais de 300 feridos.   


Câmara Municipal 
Funcionários do local afirmam terem visto fantasmas vagando por ali. Um dos relatos diz que já apareceu até a Loira do Banheiro.   

Viaduto do Chá
Índios morriam nas águas do rio que cruza o vale do Anhangabaú. Desde 1930, o viaduto do Chá é um local escolhido por suicidas. Diz a lenda que um espírito é o responsável pelas mortes Para mais informações sobre o SP Haunted Tour, acesse o site: www.sphtour.com.

PASSEIOS

Biblioteca Pública Viriato Corrêa 
Não é só de sustos e assombrações que a sexta-feira 13 se sustenta. O terror também está presente nos livros. Aos leitores de plantão, a biblioteca localizada na Vila Mariana é especializada em literatura fantástica, com obras que contemplam gêneros como terror, ficção científica e fadas. Por ali, um dos autores mais procurados é Edgar Allan Poe, um dos gênios do estilo que escreveu clássicos do terror, como “O Barril de Amontillado” (1846) e “O Coração Revelador” (1843).
R. Sena Madureira, 298, Vila Mariana, tel. 5574-0389. Seg. a dom.: 10h às 19h. 

Casa de Dona Yayá
Sebastiana de Mello Freire, conhecida como dona Yayá, morou neste casarão do Bexiga de 1921 a 1961. O imóvel acabou sendo um hospício privado da residente, que após a morte de seus pais e irmãos herdou toda a fortuna da família, mas desenvolveu uma doença mental que a impedia de desfrutar dos bens e a manteve reclusa dentro da casa. Moradores antigos do bairro diziam que era possível ouvir os gritos de Yayá, mesmo depois de sua morte. Restaurada em 2003, a casa hoje é ocupada pelo Centro de Preservação Cultural da USP.
R. Mj. Diogo, 353, Bela Vista, região central, tel. 2648-1501. Seg. a sex.: 9h às 17h. Grátis. 

Capela dos Aflitos
A capela é a única parte que sobrou do primeiro cemitério público de São Paulo. No século 18, Chaguinha, um militar negro que participava de um levante militar devido a salários atrasados em Santos, foi enforcado lá. Sua história move até hoje fiéis ao local. Além disso, o lugar é considerado mal-assombrado pois contam que a alma de Chaguinha ainda paira sobre a igrejinha rústica da Liberdade. Reza a lenda que ele atende aos pedidos de devotos “aflitos” que vão ao local acender velas em sua homenagem.
Capela dos Aflitos - R. dos Aflitos, 70, Liberdade, região central, tel. 3275-2028. Seg. 8h às 18h. Ter., qua. e sex.: 9h às 13h e 14h às 17h. Dom.: 14h às 18h.  Aos sábados é preciso confirmar os horários do local. 

Cemitério da Consolação
Às terças e às sextas, a partir das 14h, são realizadas visitas guiadas pelo local, que abriga sepulturas e mausoléus muito bem trabalhados. Entre as alamedas, há esculturas de Victor Brecheret e túmulos de pessoas ilustres como o conde Francisco Matarazzo e a pintora Tarsila do Amaral e os escritores Monteiro Lobato, Mário e Oswald de Andrade. Para participar do tour, é preciso enviar um email uma semana antes com os dados para assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br. A visita guiada dura em torno de uma hora e meia. Em caso de chuva, o tour é cancelado. 
R. da Consolação, 1.660, Consolação, região central, tel. 3256-5919. Seg. a dom.: 7h às 18h. Grátis.  

Edifício Martinelli
Inaugurado em 1929 pelo empresário Giuseppe Martinelli, o edifício foi o primeiro arranha-céu de São Paulo e, até 1947, o maior edifício do país, com 105 metros de comprimento. O prédio refletiu o boom econômico da capital no começo do século passado e já abrigou um hotel, um cinema, restaurantes, clubes, partidos políticos e até jornais. Depois de um caso de suicídio, o local foi fechado em 2017 e reaberto para visitação em maio de 2019. Com tantos anos, as lendas de assombração também pairam por ali, como a do fantasma de uma loira que circula à noite pelos corredores —a história tem origem nos anos 1960 e 1970, quando o imponente edifício foi cenário de alguns crimes que chocaram a cidade, como a morte de um garoto que foi violentado e jogado no poço do elevador.
Condomínio Edifício Martinelli - Av. São João, 35, Centro, região central, tel. 3116-2777. 15 vagas p/ período. Seg. a sex.: 11h às 11h40, 13h às 13h40, 15h30 às 16h10 e 17h30 às 18h10. Sáb. e dom.: 11h às 11h40, 12h às 12h40, 13h às 13h40, 14h30 às 15h10, 15h30 às 16h10, 16h30 às 17h10, 17h30 às 18h10 e 18h30 às 19h10. 40 min. Livre. Grátis. 

Escape Hotel Horror Experience
Para deixar a aventura no jogo ainda mais arrepiante, as duas unidades do Escape Hotel recebem visitas na sexta-feira (13). A partir das 17h, vampiros, bruxos, almas penadas e até a Loira do Banheiro vagam pelos corredores e devem pregar peças e sustos nos visitantes. Entre as salas de jogos, há opções de terror, como na chamada O Matadouro, que fica na unidade de Moema. Ali, a história gira em torno de um psicopata que brinca com a mente das vítimas. O grupo se vê preso em um calabouço cujo objetivo é encontrar uma forma de driblar o assassino e escapar em 60 minutos. Em Pinheiros, uma das opções é relacionado a famosa Loira da Banheiro. Este foi o apelido dado à Verônica, após ser morta no banheiro da escola. Segundo a lenda, a alma da mulher vaga no banheiro e ninguém tem coragem de se aproximar de lá. O objetivo do jogo? Libertar a alma de Verônica.
Escape Hotel - Av. Pedroso de Moraes, 832, Pinheiros, tel. 3637-0007. Ter. a dom.: 10h às 23h.
Escape Hotel - Av. Miruna, 770, Moema, tel. 5052-6523. Ter. a dom.: 10h às 23h. R$ 59 a 89. escapehotel.com.br 

 

Escape Time 
Ao cinéfilos e apaixonados pelo aterrorizante filme “A Bruxa de Blair” (1999), este é o seu momento. A sala “Herdeiros de Blair” é um dos jogos de imersão da unidade. Ela é ambientada numa floresta e os participantes são, durante uma hora, herdeiros de uma imensa propriedade em Burkittsville e precisam encontrar elementos para desmentir a lenda da Bruxa de Blair. O mito diz que Elly Kedward, uma bruxa enforcada no século 18, aterrorizava Rustin Parr. Ela teria prometido ao homem que o deixaria paz se ele matasse crianças. Para a missão, é preciso cautela, pois os jogadores que não conseguirem provar que a lenda é falsa vão ter o mesmo destino que muitos dos que entraram nessa floresta. 
Escape Time - av. Nova Independência, 1.056, tel. 4324-0050. Seg. a dom.: 14h às 22h. R$ 69 (seg. a qui.) e R$ 79 (sex. a dom.).

Hopi Hari
Durante o dia, o Hopi Hari funciona normalmente com 40 brinquedos de diversão, como montanhas russas, tirolesa e o rio bravo. A partir das 18h45, almas penadas dão o ar no local. A primeira atração é o show da Hora do Horror, cuja temática é apocalíptica. Por ali, passam cerca de 150 atores diariamente, fantasiados de zumbis e monstros, que dão sustos em algumas das áreas do parque. O público infantil não fica de fora e bruxas interagem com os pequenos. A atração fica em cartaz todos os dias até novembro.
Hopi Hari - Rod. dos Bandeirantes, s/ nº, km 72, Moinho, Vinhedo, tel. 4210-4000. 10.000 pessoas. Qui. a dom.: 11h às 19h30. Livre. Passaporte (unitário): R$ 129,90. Consultar programação p/ hopihari.com.br. Ingr. p/ hopihari.com.br.  

Theatro Municipal
Projetado pelo arquiteto Ramos de Azevedo e pelos italianos Cláudio e Domiziano Rossi, o teatro foi inaugurado em 1911 para suprir a demanda da alta sociedade paulistana por espetáculos teatrais e musicais. Influenciado pela Ópera de Paris, o prédio é adornado por vitrais, afrescos, bustos e colunas neoclássicas. Funcionários do teatro disseram que já viram no subterrâneo do edifício, onde hoje fica o Bar dos Arcos, uma entidade conhecida como Fantasma do Piano, que caminha por ali. Para fazer uma visita guiada no lugar, que dura cerca de uma hora e meia, é preciso se inscrever com uma hora antes de antecedência.
Theatro Municipal de São Paulo - Pça. Ramos de Azevedo, s/ nº, República, região central, tel. 3053-2100. 50 vagas p/ período. Ter. a sex.: 11h, 13h, 15h e 17h. 90 min. 10 anos. É necessário fazer inscrição no local com antecedência de uma hora. Sessões em inglês de ter. a sex., 13h. Grátis.

Wet’n Wild
Sustos e berros estão garantidos durante o evento que toma conta no parque aquático nesta sexta-feira. O Noites Macabras chega à quinta edição inspirado no tabuleiro ouija, usado como ferramenta de comunicação com espíritos. A noite promete a presença de diversas criaturas que assustam o público. Há, ainda, ponto de fotos, labirinto, shows de abertura e de encerramento. A novidade deste ano é a presença do Escape Room, em que os jogadores ficam confinados em uma sala para desvendar mistérios. Para quebrar o gelo das criaturas sobrenaturais, o funkeiro MC Kevin apresenta no parque alguns de seus hits, como “Pra Inveja É Tchau” e “Cavalo de Troia”.
Wet’n Wild - Rod. dos Bandeirantes, km 72, Itupeva, São Paulo, tel. 4496-8000. Sex. (13): 17h às 20h. R$ 59. 

CINEMA

Belas Artes tem clássico e pré-estreia
Tradicional ponto de encontro de cinéfilos, o Noitão do Petra Belas Artes desta sexta-feira, 13, trará quatro filmes de terror começando às 23h30 e seguindo madrugada adentro. Além dos thrillers clássicos “O Bebê de Rosemary”, de Roman Polanski, e “Coração Satânico”, de Alan Parker, haverá a exibição de um título surpresa. Para completar, há a pré-estreia do aguardado “O Mal Não Espera a Noite - Midsommar”. O longa tem direção de Ari Aster, o mesmo responsável por “Hereditário” (2018). Se os sustos não forem suficientes para manter os expectadores acordados, o evento também terá sorteio de brindes. Ao final da maratona, os sobreviventes terão um café da manhã a sua disposição. (Otávio Nadaleto)

Cine Beat Sexta-Feira 13
O bar localizado na Mooca exibe em sua sala de cinema , a partir das 18h dessa sexta 13, os filmes "Bird Box" (2018), "Constantine" (2005), "Ouija" (2014) e "Boneco do Mal" (2016). 
R. Tobias Barreto, 779, Mooca, região leste, tel. 2601-4110. Inauguração do Mad Pad Cinema: sáb. (27), das 18h à 1h. Entrada: R$ 15. Consulte a programação em btnk.art.br/agenda. 

Cinema em Pânico

Pânico 
Scream. EUA, 1996. Direção: Wes Craven. Com: Neve Campbell, David Arquette e Courteney Cox. 111 min. 14 anos. 
Um assassino ataca a pequena cidade de Woodsbro, na Califórnia. Ele telefona para as possíveis vítimas fazendo perguntas sobre filmes de terror. Quem errar, morre. 
Cinesesc, sex. (13): 19h

Cena de "Pânico", filme de 1996
Cena de "Pânico", filme de 1996 - Divulgação

 

Pânico 2 
Scream. EUA, 1997. Direção: Wes Craven. Com: Neve Campbell, David Arquette e Courteney Cox. 120 min. 14 anos. 
Os sobreviventes do assassino que atacava Woodsboro tentam recomeçar a vida em uma outra cidade. Porém, quando um filme sobre o criminoso está prestes a ser lançado, massacres voltam a ocorrer. 
Cinesesc, sex. (13): 21h15

Pânico 3 
Scream. EUA, 200. Direção: Wes Craven. Com: Neve Campbell, David Arquette e Courteney Cox. 116 min. 18 anos. 
Hollywood é o cenário dos crimes de mais um assassino em série. Eles ocorrem durante as gravações da continuação da produção sobre o criminoso dos outros filmes e as vítimas morrem na mesma sequência que suas personagens morrem na gravação. 
Cinesesc, sex. (13): 23h30 

Terror Contemporâneo

Corra! 
Get Out. EUA/Japão, 2017. Direção: Jordan Peele. Com: Daniel Kaluuya, Allison Williams e Catherine Keener. 104 min. 14 anos. 
Um jovem negro vai passar o fim de semana na casa da família de sua namorada branca. No início, ele acredita que o comportamento dos parentes é uma forma de lidar com o relacionamento inter-racial, mas descobre que eles escondem um segredo perturbador. O longa venceu o Oscar de melhor roteiro original. Antes do filme, será exibido “Nervo”, curta produzido pelo MIS. 
MIS, sex. (13): a partir das 23h 

Mãe!
Mother!. EUA, 2017. Diretor: Darren Aronofsky. Com: Jennifer Lawrence, Javier Bardem e Michelle Pfeiffer. 122 min. 16 anos. 
Na trama, um casal vivido por Jennifer Lawrence e Javier Bardem tem o relacionamento testado quando convidados inesperados chegam à casa deles, perturbando a vida tranquila que levam.
MIS, sex. (13): a partir das 23h

Cena de 'Mãe!', com Javier Bardem e Jennifer Lawrence
Cena de 'Mãe!', com Javier Bardem e Jennifer Lawrence - Divulgação

Nós
Us. EUA/Japão/China, 2019. Diretor: Jordan Peele. Com: Lupita Nyong’o, Winston Duke e Elisabeth Moss. 116 min. 14 anos. 
Durante as férias, uma mãe é atormentada por lembranças traumáticas de sua infância. Certa noite, sua casa é invadida por um grupo de pessoas idênticas à sua família, gerando uma sucessão de acontecimentos estranhos e violentos.
MIS, sex. (13): a partir das 23h

Em Cartaz

It - Capítulo 2
It Chapter Two. EUA/Canadá, 2019. Direção: Andy Muschietti. Com: Bill Skarsgård, James McAvoy e Jessica Chastain. 169 min. 16 anos.
Após 27 anos dos eventos de “It: A Coisa” (2017), o grupo de amigos de Derry se reúne, agora adulto. Ao chegar no local, eles percebem que o palhaço maligno está de volta. Adaptação do livro de Stephen King. 

TEATRO

Shakespeare inspira peça de suspense
Duas das mais macabras e sangrentas obras de William Shakespeare compõem o texto de “Insônia”, peça teatral de Sérgio Roveri e André Guerreiro Lopes que estreia nesta sexta (13), no Sesc Avenida Paulista. Foi de “Macbeth” e “Titus Andronicus” que os dois extraíram a trama de suspense do espetáculo, com seus personagens ambiciosos e reflexões constantes sobre poder e vingança. Ao mesmo tempo, a trama acompanha as duas linhas narrativas: de um lado a conquista do poder totalitário; de outro, a violência do general Titus, em sua busca por vingança. No elenco, Helena Ignez divide o protagonismo com a filha Djin Sganzerla, interpretando os personagens-título. (Manuela Tecchio)
Sesc Avenida Paulista - arte 2 - 13º andar - Av. Paulista, 119, Bela Vista, região central, tel. 3170-0800. Qui. a sáb.: 21h. Dom.: 18h. Estreia sex. (13). Até 20/10. Ingr.: R$ 6 a R$ 20. Ingr. p/ sescsp.org.br. 

O elenco da peça 'Insônia'
Cena da peça 'Insônia' - André Guerreiro Lopes/Divulgação

Criatura, uma Autópsia
Concepção e interpretação: Bruna Longo. 70 min. 16 anos.
O espetáculo mescla o enredo do clássico da literatura “Frankenstein”, da inglesa Mary Shelley (1797-1851), com a vida da própria autora. O monólogo é conduzido por Bruna Longo, que também assina a adaptação.
Oficina Cultural Oswald de Andrade - R. Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 3222-2662. Sex.: 20h. Sáb.: 18h. Até 21/9. Retirar ingresso com antecedência de uma hora. Grátis. 

O Fantasma da Ópera
Texto: Andrew Lloyd Webber. Direção: Harold Prince. Com: Thiago Arancam, Lina Mendes e outros. 150 min. 12 anos.
O musical narra a história de um homem com rosto deformado que vive no subsolo da Ópera de Paris. Músico brilhante, ele se apaixona por uma jovem soprano e passa a persegui-la obsessivamente.
Teatro Renault - Av. Brig. Luís Antônio, 411, Bela Vista, tel. 4003-5588. 1.530 lugares. Qua. a sex.: 21h. Sáb.: 16h e 21h. Dom.: 15h e 20h. Até 29/9. Ingr.: R$ 100 a R$ 300. Ingr. p/ premier.ticketsforfun.com.br. 

NOITE

Friday the 13th
A festa aposta no clássico open bar duplo com 14 bebidas liberadas para a data fatídica. Doze DJs, como Caio Neiva e Gabriele Pietro, ocupam as três pistas de dança com pop, funk, black e música eletrônica. Filmes e personagens de terror completam a festa.
Blitz Haus e Espaço Desmanche - R. Augusta, 657/765, Consolação, tel. 2924-5083. Sex. (13): 22h. 18 anos. Ingr.: R$ 60 a R$ 90. Ingr. p/ sympla.com.br.  
 
Psycho
A nova casa parte de “Psicose”, clássico filme de terror de Alfred Hitchcock, de 1960, para celebrar a data simbólica. DJs como Guss, Mandraks e Bruno Dun comandam os sets de música eletrônica.
Lamp Club - R. Mourato Coelho, 1.156, Pinheiros, s/ tel. Sex. (13): a partir das 23h. 18 anos. Ingr.: R$ 20 a R$ 30. Ingr. p/ alisto.com.br.  
 
QDZ Sexta-Feira 13
Com dress code preto, a balada de pop e funk do clube quebra o azar com as músicas selecionadas por DJs como CeCe Grace e Renan Martelozzo, além de performance da drag queen Tiffany Bradshaw.
Club Yacht - R. Treze de Maio, 703, Bela Vista, tel. 3231-3705. Sex. (13): 23h30. 18 anos. Ingr. ou cons. mín.: R$ 50 a R$ 100.  
 
Sexta-feira 13 da Também Fui Emo
Hits da banda Panic! at the Disco, sucesso nos anos 2000, guiam a noite dedicada a dar mais uma chance ao sofrimento da música emo. Simple Plan e My Chemical Romance são alguns dos nomes incluídos nos sets de Rafael Oska, Gabriela Giantomassi, Nacim Romanelli e Marco Serra.
Milo Garage - Av. Pompeia, 1.681, Vila Pompeia, s/ tel. Sex. (13): a partir das 22h30. 18 anos. Ingr.: R$ 20 a R$ 30.  
 
TR 16 na Trackers SecretSpot
A balada faz festa para devolver ao número 13 a carga sagrada de culturas antigas que o encaravam como um sinal de sorte. Nomes como Rafah ToaToa, TranZe e Paladjno, da festa TR 16, apostam na mistura entre dubstep, trap, trance e drum & bass.
Trackers - R. dos Pinheiros, 1.243, Pinheiros, tel. 3337-5750. Sex. (13): 23h. 18 anos. Ingr.: R$ 25 a R$ 35.  

 

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais