Descrição de chapéu japão
Passeios

Fique em casa: Japan House tem programação especial para comemorar imigração japonesa

Além da instituição, Mauricio de Sousa também faz live para celebrar a data

São Paulo

Responsável por reunir a maior população de origem nipônica fora do Japão, o Brasil celebra nesta quinta (18) o Dia da Imigração Japonesa, que marca a chegada desses imigrantes no país, há 112 anos.

Devido à quarentena, as atividades comemorativas foram adaptadas para o contexto virtual. Nas redes sociais da Japan House, centro cultural dedicado à cultura do país asiático, a data é celebrada com atrações diárias até o dia 27 de junho.

A programação reúne assuntos de diferentes manifestações culturais do Japão contemporâneo, como literatura e gastronomia. Confira os destaques.

Kazuo Watanabe
Kazuo Watanabe - Divulgação

Na quinta (18), Rubens Ricupero, presidente honorário da Japan House São Paulo, e Kazuo Watanabe, integrante do Conselho Consultivo da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), participam de conversa sobre os 112 anos da imigração japonesa no Brasil, com mediação da Thais Oyama. O bate-papo é transmitido a partir das 19h nas redes sociais da Japan House.

Além disso, uma edição especial do quadrinho “Turma da Mônica: Brasil e Japão, 110 Anos de Amizade” é disponibilizada na quinta (18), no site do centro cultural.

O criador dos quadrinhos, Mauricio de Sousa, também homenageia a cultura nipônica em live, às 19h, no YouTube da Mauricio de Sousa Produções (MSP), na qual discute os livros "Viagem do Brasil ao Japão" e "Lendas Japonesas", protagonizados pelos personagens do bairro do Limoeiro.​

A programação da Japan House continua com atrações nos próximos dias. Toda a família pode aproveitar a atividade Fukuwarai, ensinada nas redes sociais no dia 22 de junho. Na brincadeira, comum durante a celebração do AnoNovo no Japão, uma pessoa com os olhos vendados deve completar o desenho de um rosto.

No dia 25 de junho, às 19h, acontece o nono encontro do Clube de Leitura, pelo Zoom. Na ocasião, Natasha B. Geenen, diretora cultural da JHSP e Paulo Werneck, editor da Quatro Cinco Um discutem com o público aspectos do livro "Trilhas longínquas de Oku", de Matsuo Basho, traduzido do japonês. É necessário fazer inscrição por meio deste link.

A tradicinal receita de Oniguri, bolinho de arroz típico, é ensinada em um vídeo, feito com a consultoria da chef Telma Shiraishi, do restaurante Aizomê e disponibilizado em 26 de junho.

Confira a programação no site japanhouse.jp.
Redes sociais: Facebook (Japan House SP); Instagram (@japanhousesp); Twitter (@japanhousesp); YouTube (Japan House São Paulo)

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais