Peça de Álamo Facó discute a sexualidade

Espetáculo "Trajetória Sexual" cumpre temporada no Sesc Ipiranga

Maria Luísa Barsanelli
São Paulo

A partir de suas próprias experiências, de relatos recolhidos e de pesquisas sobre a sexualidade, Álamo Facó costura o monólogo “Trajetória Sexual”. Nele, interpreta X, personagem que fala de suas vivências sexuais, dos primeiros amores ao sexo com desconhecidos, homens, mulheres, transgêneros.

O ator —aqui dirigido por Renato Linhares e Gunnar Borges— narra histórias extremamente pessoais, mas sua biografia é apenas base, borra-se o tempo todo com a ficção. 

O espetáculo fecha a chamada Trilogia da Perda de Facó. Depois de “Trajetória”, o ator apresentará as outras peças do projeto: “Mamãe” (15 a 18/11), em que recria os últimos meses de sua mãe, e “Talvez” (22 a 24/11), sobre relacionamentos na era tecnológica. 

Sesc Ipiranga - R. Bom Pastor, 822, Ipiranga, região sul, tel. 3340-2000. 30 lugares. Qui. e sex.: 21h30. Sáb.: 19h30. Dom.: 18h30. Até 11/11. sescsp.org.br. Ingr.: R$ 6 a R$ 20. Ingr. p/ sescsp.org.br.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais