Atriz sobe ao palco acompanhada da mãe e de ator pornô em 'Stabat Mater'

Misto de palestra e performance, peça de Janaína Leite estreia na sexta (21), no CCSP

Clara Balbi
São Paulo

Uma mãe é encarregada de dirigir uma cena de sexo entre a própria filha e um ator pornô. A situação hipotética serviu de mote para o espetáculo que a atriz e diretora Janaina Leite, conhecida pela pesquisas no campo da autoficção e do documentário cênico, apresenta a partir desta sexta (21), no CCSP. Batizado de “Stabat Mater”, ele abre a quinta Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos do espaço.

Leite propõe uma reflexão sobre a relação do feminino com o erotismo e a maternidade ao trazer ao palco, simultaneamente, um ator pornô, que representa o deus grego da fertilidade Príapo, e a própria mãe, Amália Fontes Leite —aos 73 anos, esta é a primeira vez em que ela atua.

Na peça, uma espécie de palestra baseada em um ensaio da filósofa búlgara Julia Kristeva sobre a Virgem Maria, transforma-se, aos poucos, em uma performance onírica. Ao fundo, são projetadas imagens documentais do casting do ator pornô que interpreta o Príapo.

 

“Argumento como, historicamente, o corpo feminino foi considerado um lugar de passagem, seja na maternidade ou, por exemplo, no estupro”, diz Leite. “Não é à toa que os universos dos filmes pornô e de terror vão entrando em cena. São dois ambientes em que a mulher serve de receptáculo.”


PRÓXIMAS PEÇAS DA MOSTRA

12/7 - "De Esperança, Suor e Farinha", texto de Paula Giannini e direção de Amauri Ernani
16/8 - "A Neve ou Fora de Controle", texto e direção de René Piazentin

CCSP - R. Vergueiro, 1.000, Liberdade, tel. 3397-4002. 100 lugares. Sex. e sáb.: 21h. Dom.: 20h. Estreia sex. (21). Até 21/7. Ingr.: R$ 20. Ingr. p/ ingressorapido.com.br.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais