Descrição de chapéu Cinema
Cinema

Seis filmes brasileiros estreiam nos cinemas de São Paulo; saiba onde assistir

Programação de lançamentos tem 'Boca de Ouro', adaptação de peça de Nelson Rodrigues

São Paulo

Depois do encerramento da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, na semana passada, títulos exibidos no festival costumam pipocar na programação do circuito comercial.

Esta semana, porém, foge à regra. As salas da capital paulista não contam com tantas novidades e apresentam filmes exibidos em edições mais antigas da Mostra, caso do colombiano “Monos, Entre o Céu e o Inferno” e do documentário nacional “Casa”.

Além deste último, outros cinco títulos brasileiros chegam aos cinemas —incluindo “Boca de Ouro”, de Daniel Filho, inspirado em peça de Nelson Rodrigues, e “A Febre”, de Maya Da-Rin, exibido no Festival de Locarno.

Outro destaque da semana é o terror espanhol “O 3º Andar", que retrata uma família que luta contra forças sobrenaturais. Confira a programação a seguir. E se lembre de sempre usar máscara se decidir sair de casa.

*

PRÉ-ESTREIAS

O Caso Collini
Alemanha, 2020. Direção: Marco Kreuzpaintner. Com: Elyas M’Barek, Alexandra Maria Lara e Heiner Lauterbach. 14 anos.
No longa-metragem alemão, um jovem advogado se envolve num escândalo judicial quando aceita defender um caso que envolve um homem sem antecedentes criminais acusado de assassinar um rico empresário num quarto de hotel.
Salas e horários.


Destruição Final - O Último Refúgio
EUA, 2020. Direção: Ric Roman Waugh. Com: Gerard Butler, Morena Baccarin e David Denman. 14 anos.
Em meio à ameaça da destruição da Terra por um cometa, uma família enfrenta situações extremas para sobreviver e encontrar um lugar seguro. O filme é estrelado por Gerard Butler e Morena Baccarin e se soma à prateleira de produções que preveem e encenam o fim do mundo.
Salas e horários.
Leia a crítica.

*

ESTREIAS

O 3º Andar - Terror na Rua Malasaña
Espanha, 2020. Direção: Albert Pintó. Com: Begoña Vargas, Iván Marcos, Sergio Castellanos. 14 anos.
Nos anos 1970, uma família espanhola do interior se muda para um apartamento em Madri e começa a ser perseguida por forças sobrenaturais. Pode não parecer, mas o filme é inspirado em uma história real.
Salas e horários.


Alice e Só
Brasil, 2020. Direção: Daniel Lieff. Com: Bruna Linzmeyer, Johnny Massaro e Felipe Camargo. 12 anos.
Durante uma viagem de carro rumo a um festival de música, um grupo de amigos músicos faz descobertas que podem mudar suas vidas para sempre. O longa-metragem brasileiro traz Bruna Linzmeyer no elenco.
Salas e horários.


Aos Olhos de Ernesto
Brasil, 2019. Direção: Ana Luiza Azevedo. Com: Jorge Bolani, Júlio Andrade e Jorge d’Elia. Classificação indicativa não informada.
Delicado, o filme retrata um fotógrafo octogenário que está perdendo a visão. A limitação também faz com que ele aprenda a aproveitar as delícias trazidas pelo tempo e descubra que nunca é tarde para encontrar amizades e um grande amor.
Salas e horários.
Leia a crítica.


Boca de Ouro
Brasil, 2019. Direção: Daniel Filho. Com: Marcos Palmeira, Lorena Comparato e Malu Mader. 16 anos.
Baseado na peça homônima de Nelson Rodrigues, o filme reconstrói a trajetória de um bicheiro carioca, famoso por usar dentadura de ouro, a partir do depoimento de sua amante a um jornalista. Dirigido por Daniel Filho, o longa-metragem conta com elenco de peso, com Marcos Palmeira e Malu Mader.
Salas e horários.
Leia a crítica. ​


Casa
Brasil, 2019. Direção: Letícia Simões. 12 anos.
O documentário brasileiro acompanha o reencontro de mãe e filha. As duas foram afastadas porque a jovem teme que o contato possa despertar uma crise na matriarca, que sofre de transtorno bipolar. A produção foi exibida na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no ano passado.
Salas e horários.


Era Uma Vez um Sonho
EUA, 2020. Direção: Ron Howard. Com: Amy Adams, Glenn Close e Gabriel Basso. 16 anos.
Ao retornar para casa, no estado de Ohio, nos Estados Unidos, depois de anos morando em outra região para fazer faculdade, um jovem percebe que a realidade de sua família é muito distante do sonho americano.
Salas e horários.


A Febre
Brasil/França/Alemanha, 2019. Direção: Maya Da-Rin. Com: Regis Myrupu, Rosa Peixoto e Johnatan Sodré. 10 anos.
Na coprodução brasileira, uma jovem de origem indígena precisa decidir se abandona a família e a cidade de Manaus para fazer faculdade de medicina em Brasília. Sua indecisão é intensificada por uma súbita febre de seu pai e estranhos ataques noticiados na televisão. O filme foi exibido no Festival de Locarno do ano passado.
Salas e horários.


Monos, Entre o Céu e o Inferno
Idem. Colômbia/Argentina/Holanda/Alemanha/Suécia, 2019. Direção: Alejandro Landes. Com: Sofia Buenaventura, Moisés Arias e Julianne Nicholson. 16 anos.
Nas montanhas colombianas, um grupo de adolescentes armados é encarregado de manter uma engenheira americana como refém. Depois de um incidente, porém, as coisas fogem do controle e eles são obrigados a fugir para a floresta. Foi um dos filmes exibidos na 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no ano passado.
Salas e horários.


Possessão: O Último Estágio
EUA, 2019. Direção: Pearry Reginald Teo. Com: Robert Kazinsky, Peter Jason e Florence Faivre. 12 anos.
Mais um filme de terror a estrear, a produção mostra um padre que, depois de ser preso por um exorcismo que levou à morte de um menino de oito anos, tenta se redimir ajudando outro garoto que está possuído. Mas, para isso, ele precisa primeiro ganhar a confiança do pai da criança.
Salas e horários.


Quarto 212
França/Bélgica/Luxemburgo, 2019. Direção: Christophe Honoré. Com: Chiara Mastroianni, Benjamin Biolay e Vincent Lacoste. 14 anos.
Casada desde os 20 anos, Catherine se cansa da relação e arranja um amante, com quem passa a se encontrar num hotel em frente ao seu apartamento. De lá, ao olhar sua casa a partir de outra perspectiva, ela consegue enxergar detalhes de sua vida conjugal que não percebia antes.
Salas e horários.


Sem Descanso
Brasil, 2018. Direção: Bernard Attal. 14 anos.
O documentário brasileiro discute a violência policial no Brasil, uma das maiores do mundo, a partir da investigação sobre o paradeiro do jovem Geovane, desaparecido desde 2014 após ser levado por uma viatura da Polícia Militar em Salvador e nunca mais ter sido visto.
Salas e horários.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais