Eclipse lunar é celebrado no planetário do Ibirapuera em evento de 16 horas

Fenômeno astronômico, também conhecido como 'lua de sangue', pode ser acompanhado a partir da meia-noite

-
Ícone de Erramos Erramos: esse conteúdo foi alterado
Ana Luísa Moraes
São Paulo

Durante a madrugada de domingo (20) para segunda (21), será possível observar o eclipse total da lua. Também conhecido como "lua de sangue", por sua coloração avermelhada, o fenômeno aconteceu pela última vez em julho de 2018. Para comemorar, o Planetário do Ibirapuera Aristóteles Orsini recebe 16 horas de programação cultural.

lua parcialmente eclipsada
Eclipse lunar em 27/7/2018 - Marcus Farah/Folhapress

As atrações começam no domingo, às 13h, com uma projeção para explicar o fenômeno astronômico, e terminam somente às 5h de segunda. O público pode conversar com astrofísicos, participar de um sarau poético, assistir a espetáculos de mágica e a performances audiovisuais. 

Também às 13h, o astrônomo Othon Cabo Winter realiza uma palestra sobre lua, ciência e imaginário popular. O público também pode participar de uma aula de ioga dedicada à saudação do astro às 19h30. À 1h30, para os interessados, acontece uma sessão de hipnose. 

Porém, a principal atividade começa só a partir da meia-noite, quando será possível acompanhar o eclipse até o seu término, com projeção simultânea no chafariz.

Planetário Aristóteles Orsini - Av. Pedro Álvares Cabral, portão 10 (pedestre), Pq. Ibirapuera, tel. 5575-5206. 291 lugares. Dom. (20): 13h às 24h. Seg. (21): 0h às 5h. GRÁTIS

Ícone de Erramos ERRAMOS: O conteúdo desta página foi alterado para refletir o abaixo

O eclipse será de domingo (20) para segunda (21). O evento no planetário começa às 13h de domingo (20).

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais