Descrição de chapéu inflação
Passeios

Masp, o museu de arte mais caro do Brasil, aumenta o valor do ingresso

Instituição, que é cartão postal paulistano, anuncia reajuste em preço cobrado para visitas a suas exposições

-
Ícone de Erramos Erramos: esse conteúdo foi alterado
São Paulo

O Masp, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, aumentou o valor do seu ingresso. A partir desta quarta-feira (15), as visitas à instituição custarão R$ 50 a inteira ou R$ 25 a meia-entrada. A mudança, anunciada por um porta-voz, faz o museu ser o mais caro para conhecer em todo o país.

Esse é o primeiro reajuste desde fevereiro de 2020, quando o ingresso do Masp passou a ter o valor cheio de R$ 45. Antes disso, ele custava R$ 40.

Fachada de museu, localizado na avenida paulista, em vista aérea
Vista aérea (de drone) do Masp (Museu de Arte de São Paulo), em 02 de novembro de 2018 - Gabriel Cabral/Folhapress

O novo valor representa um aumento de 11% em relação ao preço atual. Em comparação com as projeções para o IPCA, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, de setembro, o reajuste estaria cerca de 0,47% abaixo da inflação.

Apesar da mudança nos valores, os dias promocionais de visita ao Masp estão mantidos. O ingresso é gratuito às terças e na primeira quarta-feira de cada mês. ​Outro pacote promocional é o Amigo MASP, que oferece planos anuais de desconto para acesso ao museu e para serviços e produtos à venda no local. Os valores do programa variam de R$ 80 a R$ 270.

No mês passado, a Folha mostrou detalhes do projeto do novo edifício do Masp, que ganhará 66% a mais de áreas expositivas, dispostas em cinco andares contínuos de galerias.

Conhecido como o cartão-postal de São Paulo, o Masp é o museu de arte com o valor de ingresso mais caro do Brasil. Compare abaixo o seu preço de entrada com os das maiores instituições artísticas do país.

Pinacoteca (São Paulo)

  • De quarta a segunda-feira: R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)
  • Aos sábados, a entrada é gratuita

Museu da Casa Brasileira (São Paulo)

  • De quarta a domingo: R$ 15 (inteira) | R$ 7,50 (meia)
  • Às terças-feiras, a entrada é gratuita

Centro Cultural de São Paulo

  • Entrada gratuita

Japan House (São Paulo)

  • Entrada gratuita

Itaú Cultural (São Paulo)

  • Entrada gratuita

Instituto Moreira Salles (São Paulo, Rio de Janeiro e Poços de Caldas, MG)

  • Entrada gratuita

Museu da Imagem e do Som (São Paulo)

  • Entrada gratuita

Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (São Paulo)

  • Entrada gratuita

Centro Cultural Banco do Brasil (São Paulo, Belo Horizonte Brasília e Rio de Janeiro)

  • Entrada gratuita

Museu do Amanhã (Rio de Janeiro)

  • R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia)

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

  • Entrada gratuita

Museu de Arte do Rio

  • R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)

Casa Roberto Marinho (Rio de Janeiro)

  • R$ 10 (inteira, válida até 4 pessoas) | R$ 5 (meia)

Inhotim (Brumadinho)

  • R$ 44 (inteira) | R$ 22 (meia)
  • Às últimas sextas-feiras de cada mês (exceto feriados), a entrada é gratuita
  • Inhotim oferece pacotes promocionais para compra de ingressos-passaporte, que permitem a entrada para mais de um dia. É possível comprar dois dias de visita por R$ 76 (inteira) e três dias por R$ 106 (inteira)

Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre)

  • De sexta a domingo: R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)
  • Às quintas-feiras, a entrada é gratuita

Museu Oscar Niemeyer (Curitiba)

  • R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia)

Instituto Ricardo Brennand (Recife)

  • De terça a sexta-feira: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia)
  • Sábados, domingos e feriados: R$ 40 (inteira) | Meia: R$ 20 (meia)
Ícone de Erramos ERRAMOS: O conteúdo desta página foi alterado para refletir o abaixo

Versão anterior deste texto dizia que o ingresso da Pinacoteca custava R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia). Os valores corretos são R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Já o Museu da Casa Brasileira tem entrada gratuitas às terças-feiras, não às segundas.

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas

Ver mais

Mais lidas